Onde ficar em Tutóia: todas as dicas para conhecer os Pequenos Lençóis

1

Atualizado em 16 de julho de 2021

Onde ficar em Tutóia

Você já deve ter ouvido falar dos Lençóis Maranhenses, uma imensa área de dunas e lagoas de águas cristalinas no litoral do Maranhão. Mas, sabia que também existem os Pequenos Lençóis? É por isso que e vou explicar onde ficar em Tutóia, uma das melhores cidades para curtir esta maravilha da natureza.

Tutóia fica a 327 quilômetros de São Luís, a capital maranhense, e tem se tornado um dos destinos de fuga mais procurados do Maranhão: a cidade fica perto da capital e garante contato com a natureza e com a cultura local, sem aglomerações e “agitos” desnecessários.

→ Rota das Emoções: de Jeri aos Lençóis Maranhenses

E, além de fazer parte de uma das regiões mais interessantes do Maranhão, Tutóia é considerada a porta de entrada para quem quer conhecer o Delta do Parnaíba, a foz do rio que é fronteira natural com o Piauí.

Na prática, a cidade  fica entre os Lençóis Maranhenses e o Delta do Parnaíba,  dois espetáculos da natureza que você poderá conhecer sem muitos deslocamentos, como dá para ver no mapa a baixo.

Agora, para planejar sua viagem, é só seguir as dicas abaixo:

Onde ficar em Tutóia

A cidade não é grande, e por isso a opção de hospedagem é limitada. Sabendo disso, eu selecionei quatro opções com excelente custo-benefício para você escolher onde ficar em Tutóia.

POUSADA JAGATÁ

A Pousada Jagatá é a fada encantada de Tutóia. Uma das mais procuradas da cidade, ela fica de frente para o mar e tem um estilo despojado com várias espreguiçadeiras e uma piscina, que é onde você poderá se refrescar – já que a praia não é lá grandes coisas.

Comida boa, localização excelente, atendimento caloroso e gentil e um pôr do sol digno de aplausos. Entendeu porque ela tem tanto encanto? Nos feriados e na alta estação é preciso fazer reservas com antecedência para garantir um lugar.

POUSADA BALUARTE

A Pousada Baluarte foi construída há poucos anos e tem quartos simples, bem resolvidos que acomodam até seis pessoas, o que é ótimo para quem está viajando em família.

Onde ficar em Tutóia

A pousada fica pertinho da Praia da Barra, numa região com alguns restaurantes e bares. Por falar nisso, o restaurante da pousada é excelente, um dos mais recomendados de Tutóia. É uma boa opção para quem ainda não decidiu onde ficar em Tutóia.

HOTEL COSTA DA DELTA

Na mesma região, está o Hotel Costa do Delta. Ele é básico, mas tem uma piscina muito boa e isso pode ser seu diferencial. O atendimento é sempre atencioso, mas a internet é um ponto fraco.

Onde ficar em Tutóia

Em compensação a limpeza criteriosa e os ambientes arejados ganham pontos extras. Está entre as opções com bom custo-benefício para você decidir onde ficar em Tutóia.

POUSADA VILA TUTÓIA

Um pouco mais afastada da praia, a Pousada Vila Tutóia é muito agradável e é uma opção para quem está fugindo da rotina: sossego, bom atendimento e privacidade são garantias. De quebra, você ganha um café da manhã bem servido com tapioca, ovos e cuscuz feitos na hora.

Onde ficar em Tutóia

Não tem luxo, mas tem uma decoração aconchegante nas áreas comuns. Não tem uma boa internet, mas tem um boteco para jogar conversa fora ao vivo. Resumindo: é o básico que agrada.

↑ Voltar para o índice

Quando ir a Tutóia

A melhor época para conhecer Tutóia e toda a região dos Lençóis Maranhenses é depois da estação chuvosa, de preferência, entre junho e agosto. É nessa época que as lagoas estão mais cheias, com água cristalina.

período de chuvas vai de dezembro a maio e é durante esses meses que as lagoas começam a encher. Nessa estação, chove bastante e, caso isso não aconteça, é sinal de que a temporada de turismo não será tão movimentada.

Onde ficar em Tutóia

Faz calor o ano todo e a temperatura média anual é 27 graus. Mas, não se assuste, pois venta bastante e isso acaba dando uma aliviada.

Outra coisa interessante é que a areia dos Lençóis não tem aquela quentura insuportável, justamente por causa da umidade trazida pelas chuvas.

↑ Voltar para o índice

Como chegar a Tutóia

Aeroportos

O aeroporto mais próximo é o Aeroporto Internacional de Parnaíba (PHB), no Piauí. Ele fica a pouco mais de 120 quilômetros de viagem e o acesso pode ser feito de carro, de ônibus ou com vans compartilhadas – opção que eu acho mais prática.

Uma das empresas que faz o trajeto entre Tutóia e Parnaíba – e muitos outros – é a Rota Combo.

O Aeroporto Internacional de São Luís (SLZ) fica mais longe, mas é o que tem maior quantidade de voos e, portanto, pode ser que você consiga passagens aéreas mais baratas voando para a capital maranhense.

Em breve, a cidade de Barreirinhas terá um aeroporto, mas ainda não há previsão de inauguração e de quais companhias aéreas voarão para a cidade.

Ônibus

De ônibus, quem faz o percurso saindo de São Luís é a Expresso Guanabara. A viagem dura cerca de 6h30 e a passagem custa entre R$ 60 e 100.

A mesma empresa faz o trajeto entre Tutóia e Parnaíba, no Piauí. A passagem custa cerca de R$ 35 e a viagem dura cerca de 2h40.

Para chegar a Barreirinhas, a principal base para visitar o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, você pode viajar com Viação Cisne Branco, que tem rotas frequentes ligando as duas cidades. A passagem custa cerca de R$ 20 e a viagem dura mais ou menos 2h.

Carro

Saindo de São Luís o percurso mais comum é seguir pela BR-402 em uma viagem que dura pouco mais de seis horas.

Todo o percurso é asfaltado e está em bom estado – alguns trechos poderiam estar mais bem cuidados, mas, em vista do que eram há alguns anos, estão bem melhores. O mesmo vale para o trecho entre Parnaíba e Tutóia.

Nos aeroportos, você encontra todas as locadoras de veículos mais comuns, mas você também pode comparar os preços e fazer a reserva com antecedência.

Traslados

Há várias agências que operam a Rota das Emoções, roteiro que vai de Jericoacoara até os Lençóis Maranhenses.

Com elas, você pode combinar o traslado e até mesmo passeios na região de Tutóia. Algumas são Rota ComboNatur Turismo Ecológico, Baluarte e Caetés Expedições.

↑ Voltar para o índice

Onde comer em Tutóia

Apesar de pequena, Tutóia tem boas opções de restaurantes. Todos seguem o estilo praiano da cidade e servem, especialmente, frutos do mar fresquinhos. Mas os cardápios são completos, com opções para todo mundo.

Eu almocei no Restaurante Baluarte, que funciona na pousada de mesmo nome, e a comida é sensacional. Eu comi um camarão no abacaxi que estava delicioso, mas também provei outros pratos.

No almoço ou no jantar, outra excelente opção é o Flor do Mangue, que fica de frente para a Praia da Barra e tem um visual incrível no pôr do sol. Tem a fama de servir o melhor caranguejo da cidade.

O Restaurante Ilha do Coroáta é uma excelente opção para quem quer explorar melhor a região. Dá para fazer trilha, almoçar e descansar no redário. Quer coisa melhor?

Para chegar à ilha é preciso embarcar no cais flutuante de Tutóia que fica ao lado da praça de eventos da cidade.

↑ Voltar para o índice

O que fazer em Tutóia

O mar de Tutóia não é a maior maravilha do mundo. É que nesta região está o maior delta das Américas, o Delta do Parnaíba, e justamente por isso as praias recebem muita influência do rio, que carrega muita matéria orgânica.

Sabendo disso, você pode fazer outras tantas coisas que vão agradar aos olhos e, principalmente, à alma, e é isso que nos satisfaz.

Eu vou listar, resumidamente, o que fazer em Tutóia para você ter uma ideia da diversidade deste lugarzinho e como ele pode ser um belo destino de fuga.

Delta do Parnaíba

Já na divisa com o Piauí, o delta do rio Parnaíba abrange uma grande área de manguezal, com 70 ilhas e ilhotas, sendo que que tem 70% dela está em terras maranhenses. Tutóia faz parte do Delta, mas é da cidadezinha de Araioses que partem os passeios.

Para você ter uma ideia, ele é o terceiro maior delta oceânico do mundo. Os outros são os do rio Nilo, na África, e do rio Mekong, no Vietnã.

No fim da tarde, a revoara de guarás colores o céu em um espetáculo que você não verá facilmente por aí.

Pequenos Lençóis

Os Pequenos Lençóis da região de Tutóia ficam fora da área do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, dentro de uma Área de Proteção Ambiental (APA).

Onde ficar em Tutóia

Dunas, lagos, coqueiros e a praia que está a um pulo formam um cenário único, perfeito para quem aprecia estar em contato com a natureza.

Praias e lagoas

Dá para fazer um passeio percorrendo as praias da cidade. Saindo da Praia da Barra, onde estão as ruínas do navio Aline Ramos, ele segue pela Praia da Moita Verde e pela Praia do Amor, passando pela comunidade do Arpoador, onde vive uma colônia de pescadores.

Onde ficar em Tutóia

A Praia do Amor tem de três quilômetros de extensão e é perfeita para a prática do kitesurfe. É uma praia bastante deserta, bem preservada, com águas mornas, mas, como já comentei, o mar não é lá grandes coisas.

Tutóia tem em seu território várias lagoas, como a da Taboa, do Jacaré, da Areia e a Lagoinha.

O passeio pelas praias deve ser feito em veículo 4×4 e é bom levar água, um lanche e protetor solar, claro.

Artesanato

Nas lojinhas nos centrinho, próximo à Praia da Barra, você vai encontrar peças feitas em palha, couro, coco, chifre, linha e conchas.

Vale a pena conhece o trabalho dos artesãos locais.

↑ Voltar para o índice

Onde ficar em Tutóia

Com essas informações, você já é capaz de decidir onde ficar em Tutóia. Mas, antes de bater o martelo, veja as minhas conclusões.

A Pousada Baluarte tem uma estrutura nova e não fica colada na praia. Então, pode ser uma boa opção para quem quer tranquilidade.

Outro ponto positivo é que ela tem um restaurante excelente, que serve café da manhã, almoço e jantar.

A Pousada Jagatá é a mais procurada e é bom para quem quer curti a pousada, a piscina e tirar um tempo para relaxar.

Ela fica em uma área mais movimentada, especialmente nos feriados e na alta temporada.

Essas são as duas melhores opções. Agora, a escolha é com você.

Veja mais dicas do Maranhão

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Maranhão.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

1 comentário

Escreva um comentário