Onde comer em Fernando de Noronha sem gastar muito: lugares e preços

6

Atualizado em 11 de abril de 2021

Onde comer em Fernando de Noronha sem gastar muito: lugares e preços

Umas das preocupações de quem está planejando conhecer essa fantástica ilha é onde comer em Fernando de Noronha sem gastar muito. E a boa notícia é que isso é possível.

Mas, antes de contar as minhas dicas, eu preciso explicar uma coisa.

Minha impressão sobre Noronha é que o mundo desenhado pelas celebridades não existe: tudo é muito mais simples do que aquelas fotos ostentação mostram. A ilha é muito pé na areia – e na lama, porque várias ruas não têm calçamento – e comer em Fernando de Noronha pode ser mais barato do que você imagina.

É que o mais incrível daqui é a beleza natural e, claro, o povo desse lugar. Então, o que eu quero dizer: sim, dá para conhecer Fernando de Noronha de uma forma mais econômica, sem regalias e sem apertos.

Vale lembrar que a questão não é apenas ter ou não ter dinheiro. O ponto que eu mais levo em consideração é: eu realmente preciso gastar tanto com isso?

Gastos inevitáveis

Claro que alguns gastos são inevitáveis, como a Taxa de Preservação Ambiental (TPA), popularmente chamada de taxa de permanência, que custa cerca de R$ 75,93 por dia, e o ingresso no Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, que custa R$ 111 e vale por dez dias.

Um dos itens que dá para economizar é a alimentação: há muitas opções para comer em Fernando de Noronha sem gastar muito.

Onde comer em Fernando de Noronha

Tapioca da Babalu tem bons lanches a partir de R$ 18 e a tapioca custa R$ 13. O restaurante da Mãezinha tem comida no quilo – meu prato deu R$ 27 – e ele serve almoço e jantar.

Restaurante do Valdênio é um dos meus favoritos e tem refeição por R$ 35: você pode escolher uma carne e quatro complementos. No Porto, a barraca da Tia Regina tem um prato feito delicioso por R$ 25. Essa opção é perfeita para quem chega morto de forme dos passeios de barco.

Onde comer em Fernando de Noronha sem gastar muito

Outra ótima opção é comprar comida nos mercados e preparar no hostel ou na pousada, se tiver cozinha disponível, claro. Também dá para comprar pão, leite, presunto e preparar o seu próprio café da manhã. A garrafa grande de água custa R$ 6 e uma dúzia de ovos, por exemplo, vale R$ 10.

E tem mais: há vários restaurantes que entregam marmita – ou quentinha, como chamam alguns – por preços bem camaradas em qualquer lugar da ilha: até nas praias.

Onde comer em Fernando de Noronha sem gastar muito

Os mais caros e tradicionais

Há, claro, os restaurantes tradicionais da ilha: o famoso Bar do Cachorro, que cobra R$ 18 em uma long neck, e o Zé Maria, que faz o festival gastronômico que custa, mais ou menos, R$ 275 e não inclui bebidas. Eu, até comi um lanche muito bom no Cachorro, mas me recusei a entrar nele à noite pagando R$ 50 no ingresso.

Onde comer em Fernando de Noronha sem gastar muito

O Mergulhão é famoso pela vista – que eu nem achei lá essas coisas. Ele fica de frente para o Porto e tem pratos variados e bem caros. O máximo que fiz aqui foi comprar uma garrafinha de água, que custou R$ 9: um absurdo em qualquer lugar do mundo.

Outro clássico é o Bar do Meio, que fica entre a Praia da Conceição e a do Cachorro. Eu passei lá, tirei fotos do pôr do sol e sai sem gastar um centavo. Quem disse que eu não tenho uma foto em um dos lugares mais procurados da ilha? Bobo é quem gasta um absurdo para fazer isso.

Onde comer em Fernando de Noronha

  • Tapioca da Babalu – lanches e tapiocas a partir de R$ 13;
  • Restaurante da Mãezinha  – comida no quilo;
  • O Restaurante do Valdênio – tem refeição por R$ 35
  • Barraca da Tia Regina – prato feito por R$ 25.

Onde ficar em Fernando de Noronha

A parte mais movimentada, que podemos considerar o Centro de Noronha, é a Vila dos Remédios. É nesta área que a vida noturna acontece e onde há mais opções de comércios e serviços.

Da Vila dos Remédios, é fácil chegar às praias do Cachorro, do Meio e da Conceição: apesar das ladeiras, dá para ir caminhando tranquilamente.

→ Onde ficar em Fernando de Noronha

Sem dúvida, esta é a parte perfeita de Noronha para quem quer fazer praticamente tudo de forma independente, curtindo o dia e a noite.

Na Vila, as pousadas Recanto e Germana têm tarifas dentro da média e acomodações muito boas.

Uma opção econômica é a Simpatia da Ilha.

A Pousada do Vale fica pertinho da Vila e tem uma estrutura muito melhor.

Fora da Vila dos Remédios

Há áreas bem próximas da Vila dos Remédios que também são boas para ficar em Fernando de Noronha.

Um pouquinho mais para dentro da ilha, pertinho da BR-363, que vai do aeroporto ao Centro, eu indo as pousadas Lua Bela e Corveta.

A Martinelli Residence e a Palhoça da Colina são boas opções bem mais simples e econômicas.

Onde comer em Fernando de Noronha sem gastar muito: lugares e preços

Abaixo da rodovia, no bairro Floresta Nova, ficam a Atobá e as duas pousadas do Bruno Gagliasso, a Maria Bonita e a Maria Flor, que ainda não foi inaugurada.

No bairro Floresta Nova, ainda perto do Centro, estão as clássicas Zé Maria, Morena e a fantástica Filó.

Quem quiser privacidade e não faz questão de ficar perto do movimento, pode escolher a Pousada Maravilha, a mais cara de Noronha, que fica perto da Praia do Sueste.

POUSADA ATOBÁ

Do outro lado da BR-363, no finalzinho do bairro Floresta Nova, a Pousada Atobá tem um custo-benefício muito bom. Os quartos são compactos, mas muito bem decorados, limpos e arejado.

Onde ficar em Fernando de Noronha

A área da piscina é incrivel e o atendimento também é excepcional: tudo é muito ajustado e, mesmo não sendo uma pousada grande, funciona muito bem.

Onde ficar em Fernando de Noronha

POUSADA MARIA BONITA

Ainda no Floresta Nova, a Maria Bonita é a famosa pousada do Bruno Gagliasso. Aliás, é a primeira, porque ele está construindo a segunda, a Maria Flor.

Onde ficar em Fernando de Noronha

Não é uma pousada que impressiona logo de cara, mas fica muito bem localizada, numa parte bem urbanizada e perto de tudo: só não tem uma vista bonita – aliás, nenhuma.

POUSADA MORENA

A Pousada Morena fica na margem da rodovia, no bairro Floresta Velha, perto da Vila dos Remédios, e é uma das minhas favoritas em Noronha.

Onde ficar em Fernando de Noronha

Ela tem uma piscina de borda infinita de cara para o Morro do Pico que é sensacional. Os quartos são muito espaçosos e o conforto é excepcional. Vale muito a pena dar uma olhada com calma nesta pousada.

POUSADA ZÉ MARIA

A Pousada Zé Maria é uma das mais tradicionais de Noronha. Ela começou logo que a ilha abriu para o turismo e vem se renovando ao longo dos anos.

Os bangalôs são muito espaçosos e têm vista panorâmica para o Morro do Pico. Todas as quartas e sábados, a partir das 20h30, acontece o Festival Gastronômico no restaurante da pousada.

Onde ficar em Fernando de Noronha

MARAVILHA

A Pousada Maravilha fica do outro lado da ilha, perto da Praida de Sueste. Espaçosa e muito bem decorada, ela tem uma piscina incrível com vista para a praia.

Onde ficar em Fernando de Noronha

Todos os ambientes são arejados, modernos e os quartos são magníficos: também com uma vista incrível. Com tudo isso, ela é a pousada mais cara de Noronha.

Onde ficar em Fernando de Noronha

Pousadas econômicas

POUSADA SIMPATIA DA ILHA

A Pousada Simpatia da Ilha fica na Vila dos Remédios, perto de tudo: ponto de ônibus, restaurantes e lanchonetes e tudo mais.

É uma pousada pequena, muito arrumadinha, com quartos compactos e preço super interessante. É um dos melhores custo-benefício da ilha.

PALHOÇA DA COLINA

A Palhoça da Colina fica na Estrada da Colina, pertinho da Vila dos Remédios. Pequena, ela tem bangalôs básicos, com o essencial para ter dias tranquilos e confortáveis.

É uma boa ideia para quem quer uma opção alternativa e pretende passar o dia fora e só voltar para o quarto para dormir. O atendimento é muito elogiado.

MARTINELLI RESIDENCE

A Martinelli Residence fica na entrada da Vila dos Remédios e é mais uma boa opção para quem não quer gastar muito.

Os quartos são básicos, mas bem arrumadinhos – alguns têm banheiro compartilhado. Dá para usar a cozinha e pegar muitas dicas com o Caio, dono da pousada.

RECOMENDAÇÕES DE VIAGEM - COVID-19

Devido à pandemia de Covid-19, novas medidas de saúde e segurança foram adotadas. Elas são importantes para evitar o contágio, protegendo você, quem trabalha diretamente com o turismo e as comunidades locais.

Antes de viajar, verifique a situação do seu destino para não encontrar atrativos fechados e, claro, não colocar a sua vida e a de seus familiares em risco.

Veja algumas medidas adotadas:

  • Álcool gel disponível nos quartos e nas áreas comuns;
  • Uso obrigatório de máscaras nas áreas comuns;
  • Respeito às regras de distanciamento físico;
  • Uso de produtos de limpeza eficazes contra o coronavírus;
  • Café da manhã pode ser servido no quarto.

Veja mais dicas de Pernambuco

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

6 Comentários

    • Altier Moulin

      Sim, Taiz.

      A bicicleta custa R$ 50 a diária.
      Infelizmente, não tenho valores para bugre e moto.

      Mas, olha, dá pra fazer muita coisa a pé, de carona e de ônibus.
      Aproveite.

      Altier Moulin

Escreva um comentário