As fantásticas montanhas do Canadá

3

Atualizado em 7 de março de 2018

Esta é uma viagem que planejo desde que decidi conhecer o Canadá. Ela é, para mim, a que reserva o melhor visual e que proporciona um contato direto com a natureza. O verde das florestas, o azul dos lagos e as estradas ladeadas por montanhas nevadas me encheram os olhos assim que me deparei com as primeiras imagens. Bom, não deu para resistir e estou aqui, nas mais fantásticas montanhas do Canadá, as Rocky Mountains.

Essas montanhas rochosas fazem parte de uma imensa cordilheira que se estende desde o México até o Canadá. São, ao todo, mais de 4.800 quilômetros. Por onde ela passa, deixa um rastro de beleza cheio de picos nevados, lagos azuis-esverdeados e uma floresta de pinheiros cheia de vida selvagem. Isso sem contar com os famosos ursos.

A minha viagem pelas montanhas do Canadá começa em Vancouver e segue pela Trans-Canada – a Highway 1. Ela é uma das maiores rodovias do planeta, com mais de oito mil quilômetros ininterruptos. Essa estrada corta o país de leste a oeste e, como você pode imaginar, tem paisagens que inspiram a qualquer motorista.

As fantásticas montanhas do Canadá

A paisagem das montanhas do Canadá.

As fantásticas montanhas do Canadá

À medida que avanço pela estrada, as montanhas aparecem imponentes.

Dirigimos por pouco mais de 700 quilômetros de estrada bem cuidada, sinalizada e segura. Agora, já em Alberta, província vizinha à British Columbia, começo a desfrutar do visual estarrecedor das montanhas nevadas.

No caminho, paro para conhecer a Natural Bridge. Esta é uma rocha esculpida pelo rio e que acabou virando uma ponte natural. Meus olhos já começam a se acostumar com a beleza das montanhas, mas a cada curva tenho uma surpresa ainda mais agradável.

As fantásticas montanhas do Canadá

Uma parada para apreciar a Natural Bridge.

Os lagos Louise e Moraine

Essa região de montanhas do Canadá está protegida ambientalmente e foi reconhecida pela Unesco como Patrimônio Mundial da Humanidade. Seguindo o trajeto da Trans-Canada, entro no Parque Nacional de Banff, e logo chego ao Lake Louise, o mais visitado da região. As águas desse lago têm um tom azul-esverdeado, resultado de um conjunto de fatores naturais. Entre estes fatores, o degelo que desce das rochas trazendo sedimentos de vários minerais para o lago.

O Lake Louise fica escondido entre as montanhas, e é um lugar de profunda paz e de beleza inexplicável. Eu aproveito o deque e me deito para apreciar com calma tudo o que os meus olhos estão vendo. Quem quiser navegar pelo lago pode alugar uma canoa, mas nem se atreva a cair na água. A temperatura é congelante.

As fantásticas montanhas do Canadá

Curtindo a vista do Lake Louise.

Tanto no Lake Louise quanto no Lake Moraine é possível passear de canoa.

Tanto no Lake Louise quanto no Lake Moraine é possível passear de canoa.

Mais para frente, a poucos metros daqui, fica o Moraine Lake. Para aproveitar melhor essa região, a minha dica é seguir pelas trilhas que levam a pontos diferentes do parque, de onde você pode apreciar um visual inesquecível.

A vista do Lake Moraine.

A vista do Lake Moraine.

rocky-07

A imensa área preservada do Parque Nacional de Banff.

As fantásticas montanhas do Canadá

As trilhas são uma boa opção para ver o lago de diferentes ângulos.

Subindo a Sulphur Mountain

Seguindo viagem, é hora de subir a Sulphur Mountain. Essa montanha tem 2.281 metros e é uma atração imperdível. Há quem faça a subida pelas trilhas, acompanhado de guias especializados, mas se você quiser economizar no esforço físico, basta utilizar os bondinhos do Banff Gondola. Esse sistema de teleféricos transporta os visitantes até o ponto mais alto da montanha, de onde você terá uma vista de 360 graus.

A cidade base para esses passeios é Banff, onde você deve se hospedar para fazer tudo sem pressa. Pequena, com cerca de 7.500 habitantes, a cidade vive do turismo: anualmente, são mais de 4 milhões de turistas que chegam para conhecer seus arredores.

Mas Banff não é esse sucesso todo por acaso: a cidade está muito bem preparada para receber o visitante. A poucos metros do seu hotel você vai encontrar museus, shoppings, centros turísticos, bons restaurantes e muito mais.

As fantásticas montanhas do Canadá

No topo da Sulphur Mountain.

O Parque Nacional de Jasper

Saindo de Banff, é hora de seguir em direção ao Parque Nacional de Jasper. Ele é a maior das quatro áreas protegidas da região, mas não o mais famoso: esse título está garantido ao Parque Nacional de Banff, onde estão os lagos Louise e Moraine. Os outros dois são os parques de Yoho e Kootenays.

Minha primeira parada nesta rota é o Johnston Canyon. Aqui, riachos de águas transparentes e geladas correm abrindo pequenas trilhas que ladeiam um paredão de rochas naturalmente modeladas, até se unirem ao rio que despenca em uma cratera em forma de cachoeira. É alucinante.

O grande barato no cânion é explorar com calma seus caminhos, observar a natureza, as aves e as pequenas cavernas que foram esculpidas pelo tempo. Não tenha pressa para ver aqui o que a natureza criou com suas próprias mãos.

As fantásticas montanhas do Canadá

Os caminhos abertos pela água no meio do cânion.

Os riachos formam um rio que desce o Johnston Canyon em forma de cachoeira.

As fantásticas montanhas do Canadá

As trilhas do cânion.

As fantásticas montanhas do Canadá

O paredão de rocha visto da estrada.

Deixo o Johnston Canyon e sigo pela Icefield Parkway, considerada uma das estradas mais bonitas do mundo. O Bow Lake é uma parada obrigatória para aquela foto especial e, se der tempo, aproveite as trilhas para ver sua beleza a partir de diferentes ângulos.

Nesse trecho da rodovia, a sinalização de animais silvestres cruzando a pista é mais constante. Então é preciso redobrar a atenção, porque aqui um encontro com a vida selvagem pode acontecer a cada curva: eu tive a oportunidade de ver um urso pardo cruzar a estrada na minha frente, enquanto, nas margens, carneiros de chifres gigantes pastavam entre rochas e pinheiros.

As fantásticas montanhas do Canadá

As águas azuis-esverdeadas do Bow Lake.

A mais famosa atração das rochosas

A vida também é abundante no Peyto Lake. Com o formato de um lobo, esse lago é uma das atrações mais esperadas das Rocky Mountains. Eu confesso que, quando vi as fotos desse lago na internet, pobremente julguei se tratar de um photoshop exagerado que havia deixado as águas do lago numa cor que parece artificial. Mas não, eu vi com meus próprios olhos que ele existe e é natural.

As fantásticas montanhas do Canadá

Uma das atrações mais famosas das rochosas canadenses.

As fantásticas montanhas do Canadá

Pausa para contemplar a beleza do Peto Lake.

Olhando as fotos dessa viagem talvez você fique pensando: como pode haver neve se está sol? Bom, o gelo que a gente vê nessas fotos é parte dos glaciares, que, praticamente, nunca derretem. A geleira Saskatchewan, que visitei, faz parte da Columbia Icefield, uma das maiores áreas glaciais fora do Círculo Polar Ártico.

Então, se você chegou até aqui, vá aproveitar para ver e tocar o gelo que nunca volta completamente ao seu estado líquido – e para passar um pouco de frio também, é claro. 

As fantásticas montanhas do Canadá

A Icefield Parkway nos leva às montanhas do Canadá.

As fantásticas montanhas do Canadá

Os potentes veículos que sobem a geleira.

As fantásticas montanhas do Canadá

No meio do gelo que nunca derrete.

As fantásticas montanhas do Canadá

Uma das maiores áreas glaciais fora dos Polo Norte.

Um passeio para ver ursos

Outro passeio que eu considero bem bacana aqui nas Rocky Mountains é o bear whatching, ou seja, a contemplação de ursos em seus habitats naturais. O meu passeio começou às 6h30 sob um frio de rachar o bico, mas logo segui para o River Safari em busca dos ursos.

Não demorou muito para o nosso grupo avistar o primeiro exemplar do urso negro. Tímido, ele se escondeu rapidamente entre as árvores e seguiu o seu caminho. Navegamos mais um pouco entre as águas calmas do River Cafe e, depois de algumas voltas, vimos outro urso que passeava lentamente à nossa frente.

Caminhando vagarosamente pela margem do rio, ele seguia sua trajetória sem se importar com os inúmeros cliques que eram disparados. Nosso desejo estava atendido e a nossa ansiedade calada.

As fantásticas montanhas do Canadá

O barco que faz o passeio para ver os ursos.

As fantásticas montanhas do Canadá

Uma breve aparição entre as árvores.

As fantásticas montanhas do Canadá

Tranquilo, esse urso passeava pela margem do rio.

Planeje sua viagem pelas montanhas do Canadá

Quem leva | Há várias opções de passeios pelas Rocky Mountains, as montanhas do Canadá, e isso inclui voos de helicóptero e incríveis jornadas de moto. Então, eu tenho certeza que você vai encontrar uma programação perfeita para você. A Viator é a agência virtual que mais vende passeios turísticos no mundo, e eu listei algumas opções para você escolher.

Quando ir | No Canadá o clima é temperado, com as quatro estações bem definidas. No inverno, entre dezembro e fevereiro, há muita neve e ventos fortes nas montanhas. Nesse período, o frio supera facilmente os 30 graus negativos. No verão, especialmente entre julho e agosto, os dias são mais quentes e ensolarados. É nessa época que os animais podem ser vistos com mais facilidade e é nesse período também que fica mais fácil explorar os Parques Nacionais.

Como chegar | De carro, você vai dirigir pela Highway 1, a Trans-Canada, estrada que corta o país de leste a oeste. Na região dos Parques, o trajeto será basicamente na Icefield Parkway, uma das mais belas rodovias do mundo. Não há transporte público que complete toda a rota descrita neste post, então, uma boa escolha é contratar os serviços de uma agência. Você encontra as opções aqui.

O Aeroporto Internacional de Calgary (YYR) é o mais próximo das Rocky Mountains. Ele recebe voos de outras cidades canadenses e também de outros países.

Onde ficar | Para explorar a parte sul das montanhas do Canadá, o ideal é se hospedar na cidade de Banff, como eu expliquei anteriormente. Ela é uma graça e vai lhe atender muito bem – inclusive se você estiver viajando de carro. Na parte norte, a sua base deve ser Jasper, outra cidade super agradável que existe para receber bem os turistas. Veja as melhores opções de hospedagem em Banff e a lista de hotéis de Jasper.

Visto | Brasileiros precisam de visto para entrar no país. Veja como solicitar o visto para o Canadá.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

3 Comentários

Escreva um comentário