Cachoeira da Serra Azul, em Nobres: como visitar esse espetáculo natural

6

Atualizado em 3 de setembro de 2020

Cachoeira da Serra Azul, em Nobres:

A Cachoeira da Serra Azul é mais um lugar para conhecer nos arredores de Nobres, onde está o circuito de ecoturismo mais famoso do Mato Grosso.

Na verdade, Nobres é um pequeno município com pouco mais do que 15 mil habitantes e sem muita coisa interessantes. Os atrativos ficam mesmo é na vila de Bom Jardim, a 65 quilômetros da sede.

Nessa terra simples, os moradores sobrevivem sem sinal de celular e sem agência bancária. Mas, apesar disso, eles podem ver araras cruzarem os céus de quando em vez e, sempre que quiserem, nadar entre peixes coloridos.

Cachoeira da Serra Azul, em Nobres:

Cachoeira da Serra Azul

Para chegar à Cachoeira da Serra Azul é preciso dirigir 25 quilômetros em uma estrada de chão, com muita poeira, até chegar à sede do Sesc, que fica literalmente no meio do nada.

Logo na chegada, ouço araras gritarem nas palmeiras ao redor do imenso lago da fazenda.

Cachoeira da Serra Azul, em Nobres:

Do outro lado, macacos saltam nos galhos das árvores e chegam bem perto de mim. Eles querem interagir – provavelmente, estão acostumados a se alimentar com o que os turistas oferecem, mas passo rapidamente por eles e sigo em frente.

Pego os equipamentos e dirijo mais um pouco até começar a caminhada.

Cachoeira da Serra Azul, em Nobres:

Apenas 460 degraus

São 700 metros de trilha que seriam vencidos facilmente, se não fossem os 460 degraus da escadaria que me conduz até a queda d’água.

Para chegar até ela, é preciso estar com um guia: o Sesc, que é proprietário de toda esta área, não autoriza passeios autônomos e sem o uso de colete salva-vidas e sandálias apropriadas.

Cachoeira da Serra Azul, em Nobres:

Ainda com o fôlego tomado pelo cansaço já posso ouvir barulho da água, e não demora muito para que a cachoeira se apresente em meio às árvores.

Com mais de 40 metros de queda, a Cachoeira da Serra Azul é maravilhosa e, como se não bastasse, a água que escorre da pedra ainda forma um lago azulado repleto de piraputangas, dourados, piaus e tantas outras espécies de peixes.

Chego por volta das 10h, quando o sol ainda cobre parte da piscina natural formada pela cachoeira. À medida que o tempo avança, o lago parece ficar ainda mais azul.

Como visitar a Cachoeira da Serra Azul 

O passeio na Cachoeira da Serra Azul custa R$ 80 e inclui o serviço de guia e os equipamentos necessários: colete salva-vidas, sandálias e esnórquel. O transporte não está incluso.

Se não quiser descer pela escada, você pode descer na tirolesa. Aí, o preço sobe para R$ 130.

A agência Bom Jardim tem passeios para a Cachoeira da Serra Azul que duram pouco mais de duas horas e meia.

Quando ir

A temporada de chuva vai de outubro a março e as estradas podem ser bem desinteressantes.

Na seca, que vai de abril a setembro, as estradas estão melhores, mas o calor será seu companheiro mais que fiel.

No inverno, entre maio e agosto, não deixe de levar um casaco já que as temperaturas mínimas beiram os dez graus.

Durante todo o ano as máximas ultrapassam os 25 graus, alcançando mais de 30 com frequência.

Na cachoeira, aproveite o horário entre 10h e 13h, quando o sol deixa o lago ainda mais azul.

Como chegar

Bom Jardim está a 145 quilômetros de Cuiabá vindo pela estrada do Manso, a MT-351. Todo esse trajeto está asfaltado, bem sinalizado e é quase todo formado por grandes retas.

Passando por Nobres a viagem terá 240 quilômetros, sendo que os últimos 65 quilômetros são de estrada de chão.

A melhor opção por aqui é estar de carro próprio ou alugado já que precisamos dele para todos os passeios.

Onde ficar em Bom Jardim

O distrito de Bom Jardim é pequeno – são apenas algumas ruas com poucas casas – e não há muitas opções de hospedagem: as pousadas são básicas e simples, como tudo na vila.

Ficar no centrinho é mais interessante para ter acesso ao pouco de movimento que existe. É nessa parte que estão os serviços que encontramos em Bom Jardim, como restaurante, posto de gasolina e agências de turismo.

Onde ficar em Bom Jardim

As principais pousadas são a Pousada Serra Azul, a Pousada dos Nobres, a Pousada Recanto da Natureza e a Pousada Cantinho de Casa.

Quem é mais independente e prefere algo diferente vai gostar do Chalé Container Asa Própria.

Onde ficar em Bom Jardim

Vale a pena ficar em Nobres?

Nobres tem mais infraestrutura, mas fica distante dos principais atrativos: as cachoeiras, os lagos e rios ficam no distrito de Bom Jardim, a 65 quilômetros.

Mesmos endo mais estruturada, as opções de hospedagem em Nobres são poucas e bem simples.

Duas pousadas que você pode considerar são a Pousada Sonho Meu e a Pousada Recanto das Araras.

Tem, também, o Hotel Hebrom.

Veja mais sobre o Mato Grosso

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo, e aproveite para ver outras dicas.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um viajante apaixonado pelas coisas desse mundo. Um jornalista que adora contar boas histórias e compartilhar informações de viagem. Meu propósito de vida é ajudar outras pessoas a conhecerem lugares novos e a viverem experiências inesquecíveis.

6 Comentários

  1. Avatar
    Emanuelle Dettmann on

    Boa tarde,

    Eu estou indo para a Chapada dos Guimarães, e eu e meu marido vamos tirar um dia para ir até Bom Jardim e passar o dia. A grande dúvida, é o que fazer em um dia em Bom Jardim. O que você me recomenda, e o que eu posso fazer? E qual horário eu chego, sem previsão de saída.

    Aguardo.

Escreva um comentário