Como é avistar baleias em Abrolhos: um mergulho no mundo das jubartes

21

Atualizado em 11 de abril de 2021

Como é avistar baleias em Abrolhos

Você já deve ter ouvido muitas coisas boas sobre esta parte do litoral baiano, principalmente porque  avistar baleias em Abrolhos  é uma das atividades mais concorridas durante determinada época do ano.

A primeira área marinha ambientalmente protegida do Brasil foi criada em 1983 para abrigar a maior biodiversidade de todo o Atlântico Sul. O Parque Nacional Marinho de Abrolhos fica a cerca de 70 quilômetros do litoral da Bahia.

O arquipélago formado por cinco ilhas é mais um daquelas exuberantes manifestações da natureza e no período de julho a novembro viajar por aqui ainda tem um atrativo a mais: é possível ver centenas de baleias em Abrolhos.

Para você ter uma ideia, a vida neste lugar é tão importante que atraiu até a atenção do cientista Charles Darwin, que esteve aqui em 1830 durante a sua famosa viagem a bordo do navio de expedições Beagle.

Essa não é a primeira vez que visito um lugar por onde o autor da Teoria da Evolução passou e esse é mais um sinal de que você também deve se programar para visitar Abrolhos.

Por que Abrolhos?

O nome Abrolhos se deve a uma anotação da carta de navegação de Américo Vespúcio quando, em 1503, passou por essa região e escreveu: quando te aproximares da terra, abre os olhos.

Daí surgiu o nome Abrolhos para designar uma área cheia de recifes de corais com 15 quilômetros de extensão por cinco de largura, com cinco ilhotas de origem vulcânica: ilha Santa Bárbara, a maior de todas e que é administrada pela Marinha; ilha Siriba; ilha Redonda; ilha Sueste e ilha Guarita.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Foto: ICMBio

Como é avistar baleias em Abrolhos

Para minha sorte, esse ano o número de baleias jubarte na costa brasileira bateu todos os recordes até então registrados.

Depois de sair da lista de extinção, no ano passado, a quantidade de baleias que buscam águas mais quentes para se reproduzir só tem aumentado e, em 2015, alcançou a feliz marca de 15 mil indivíduos.

Baleias em Abrolhos

Com mais baleias nadando por essas águas, fica muito mais fácil ver baleias em Abrolhos e o espetáculo é garantido.

Nadando quase sempre acompanhadas por seus filhotes, elas chegam bem perto da embarcação e parecem gostar de se exibir em saltos monumentais, batidas de nadadeira e paradas com a cauda à mostra.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Esse show não demora muito para acontecer. Depois de cerca de quarenta minutos de navegação eu já consigo ver as famosas jubarte, animais que podem chegar a 16 metros de comprimento e pesar 40 toneladas.

De longe elas parecem lentas e dóceis, mas é quando saltam para fora d’água e que sua potência se revela.

Como é avistar baleias em Abrolhos

No caminho de ida vejo dezenas de baleias, algumas bem perto das ilhas de Abrolhos. Depois que contornamos o arquipélago, o catamarã faz uma parada e desço para explorar a ilha Siriba, a única onde posso pisar.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Acompanhado de um guia do Instituto Chico Mendes, que administra o Parque, vejo atobás e outras aves que só se reproduzem por aqui, como o rabo-de-palha.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Como é avistar baleias em Abrolhos

Depois do almoço, é hora de mergulhar para ver um pouco da vida marinha do arquipélago. Por aqui, há espécies de corais que não aparecem em nenhum outro lugar do planeta, como o chapeirão.

Como é avistar baleias em Abrolhos

O passeio é rápido, dura cerca de 30 minutos. Depois disso, volto à embarcação para fazer um lanche leve antes de mergulhar. Máscara e esnórquel em mãos, eu estava pronto para o mergulho de apneia, ou seja, sem o auxílio do cilindro de oxigênio.

mergulho em abrolhos

 

 

A primeira área que exploro é justamente a que fica entre a Ilha Siriba e a Ilha Redonda. Essa região é conhecida por ser onde tartarugas marinhas se alimentam e, pra minha alegria, vejo uma delas a poucos metros de mim.

Mesmo com o tempo um pouco nublado, a visibilidade é boa e avisto ainda dezenas de cardumes coloridos e uma bela arraia.

mergulho-em-abrolhos-07

Depois de algum tempo nadando entre corais e peixes coloridos, volto ao barco para almoçar. A comida preparada pela tripulação é deliciosa e cai muito bem. Tento não exagerar para dar conta da segunda etapa do mergulho, mas é quase impossível.

mergulho-em-abrolhos-03

Enquanto me alimento o barco segue adiante e para pouco depois da Ilha Guarita, bem perto da Ilha de Santa Bárbara.

Aqui, o mar é mais agitado, mas mesmo assim me entrego à curiosidade e desço até o fundo do mar. Estou na primeira área marinha a ser protegida no país e tudo o que vejo me enche os olhos.

Antes de voltar ao catamarã avisto um cardume de peixes azuis e com eles me encanto. Mas o tempo passa depressa é já é hora de voltar. Cheio de baleias, peixes, arraias e tartarugas, meu dia está completo.

mergulho-em-abrolhos-02

De volta ao continente, visito o Centro de Visitantes do Parque, que fica na estrada que vai para Ponta de Areia, um distrito de Caravelas. Aqui, além de aprender mais sobre a espécie e seus hábitos, pude ver e tocar em uma réplica fiel de uma imensa jubarte. A entrada é gratuita.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Planeje sua viagem para avistar baleias em Abrolhos

Quando ir

A temporada ideal para ver baleias em Abrolhos vai de julho a novembro, mas eu sugiro ir entre os meses de agosto e outubro quando a quantidade de baleias é maior.

Quanto custa

Para visitar Abrolhos é necessário pagar uma tarifa ambiental. Para brasileiros o custo é de R$ 35 e para estrangeiros R$ 70. Os ingressos são adquiridos exclusivamente com as operadoras de turismo autorizadas a fazerem a viagem até o arquipélago.

Como chegar

O aeroporto mais próximo fica na cidade de Teixeira de Freitas, a 90 quilômetros de Caravelas, de onde partem os passeios de catamarã para o arquipélago de Abrolhos. A única companhia que opera voos para cá é a Azul.

De carro, partindo de Vitória, siga pela BR-101 e pela BR-418. A primeira está sob concessão da iniciativa privada e, por isso, está bem cuidada e sinalizada. Há cobrança de pedágio em quatro diferentes pontos da rodovia. O mais barato custa R$ 3,40 e o mais caro R$ 4,50. A BR-418 foi recentemente recapeada e o asfalto está um tapete. Além disso, ela é pouco trafegada por caminhões e carretas, e quase todo o trajeto é feito em longas retas.

Partindo de Salvador, a viagem dura o dobro de tempo, cerca de 12 horas. Suas opções aqui são a BR-101 ou a BR-116, até a BA-274. De Caravelas até o arquipélago de Abrolhos a viagem demora cerca de três horas.

Onde ficar

Eu me hospedei na Pousada Liberdade, uma ótima opção da pequena Caravelas. A pousada fica logo na entrada da cidade e tem acomodações no melhor estilo rústico. São chalés que acomodam tranquilamente seis pessoas com conforto e tranquilidade.

Como é avistar baleias em Abrolhos

O café da manhã é servido das 6h30 às 9h30 e é cheio de delicias baianas, como o cuscuz de tapioca. Na piscina você pode aproveitar para se refrescar do sol nordestino. A diária custa a partir de R$ 95.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Onde comer

Caravelas tem poucas boas opções de restaurantes. Uma boa escolha é dar um pulo no distrito de Barra de Caravelas, a cinco minutos de carro, ou em Prado, a 40 minutos. Nessa região você pode comer uma boa moqueca – no estilo capixaba ou baiano – com fartas lagostas, peixes e camarões frescos. Ah, aqui também é um ótimo lugar para experimentar um acarajé.

Quem leva

A empresa que escolhi para fazer o passeio e ver baleias em Abrolhos foi a Horizonte Aberto, sem dúvidas a melhor de Caravelas. Com três catamarãs, a empresa tem um atendimento excelente. Tudo, desde o primeiro momento, foi muito bem claro, organizado e seguro. Durante a viagem de barco o grupo que tinha 24 pessoas foi acompanhado por uma guia local que sempre orientava a respeito das baleias, do Parque e das regras de segurança.

As refeições também foram excelentes e muito fartas. Já na chegada fomos recebidos com bandejas de frutas, café e biscoito. No almoço, foi servido macarrão, salada, cachorro quente e cocada para a sobremesa. No meio da tarde, já na volta, comemos frutas e nos aquecemos com um delicioso chocolate quente.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Há duas modalidades de passeios: o de um dia e o de dois dias. No primeiro, a saída acontece por volta das 7h e a chegada é em torno das 18h30. Esse passeio custa R$ 275. Crianças menores de seis anos pagam R$ 130 e crianças de seis a nove anos pagam R$ 160. Eu fiz o passeio de um dia.

O passeio de dois dias custa R$ 1.200 e isso inclui hospedagem no catamarã, todas as refeições (café da manhã, almoço, lanche e jantar) e roupas de cama e banho. Nesse pacote, além de avistar baleias você fará cinco mergulhos, sendo um noturno. Essa opção é mais indicada para quem curto mergulho autônomo. No arquipélago não há hotéis e é proibido acampar.

Como é avistar baleias em Abrolhos

Leve uma toalha e uma muda de roupa na mochila. No anoitecer a temperatura cai e você pode sentir frio. Os mais friorentos podem levar um casaco. Abuse do protetor solar e jamais se esqueça da câmera fotográfica.

Veja mais dicas da Bahia

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

21 Comentários

  1. Olá, Altier. Pesquisando um pouco, percebi que algumas pessoas afirmam que as chances de avistar baleias são maiores no trajeto Caravelas-Abrolhos, passando pela rota das colossais. Diante disso, embora você tenha avistado algumas jubartes “bem perto das ilhas”, você recomendaria dois passeios diários em vez de um liveaboard? Dessa forma o trajeto ida-volta seria realizado duas vezes. Sou mergulhador avançado e pretendo fazer um liveaboard, com bastantes mergulhos, porém sou fascinado pelas jubartes e gostaria de ter contato com elas o maior tempo possível. Sei que essa decisão é bem subjetiva e pessoal, mas espero que sua opinião possa me ajudar. Obrigado.

    • Oi, Rafael.
      Realmente, elas sã mais vistas no caminho, mas acredito que se você commbinar com o barqueiro e com a agência, vcs podem dar uma volta em vez de ficar atracado a maior parte. É algo a ser combinado. Acho que pernoitar seja uma experiência legal e o encontro com as baleias vai sim acontecer na ida e na volta.

      Um abraço.

    • Oi, Suenne.

      Historicamente, os meses que mais chovem são julho e de outubro a janeiro.
      A diferença é que nos meses do verão os dias são claros e as chuvas são passageiras.
      No meio do ano, quando as baleias estão por aqui, o tempo pode ficar mais nublado.

      Um abraço.;

  2. Adriano dos Reis on

    Olá, até dezembro de 2018 “ainda” tem possibilidade de “ver as baleias” ? E sobre mergulho “idade de 12 anos e Eu 45”, onde tenho mais informações ?

  3. Olá! Adorei o post, parabéns!

    Não sou muito fã de mergulhar, por conta de problemas no ouvido, mas sonho em ver as baleias…

    Estou me programando para ir na ultima semana de setembro/2017.

    Voce acha que no passeio de um dia eu consigo ver as baleias?

    Desde já, obrigada pelas dicas.

  4. Que experiência incrível! Obrigada por dividir suas dicas. Um dos meus sonhos é ver baleias de perto. Vou me programar pra Abrolhos este ano e usar seu post como guia 🙂

  5. Pretendo viajar com meu filho. Seria um presente e comemoração de aniversário este teria 5 anos, teria algo q o impedisse de ser “batizado” com um mergulho de cilindro?!?!

Escreva um comentário