Praia do Sagi: onde ficar, como chegar e o que fazer na incrível Baía Formosa

Atualizado em 6 de outubro de 2022 – 8 min de leitura

Praia do Sagi

Alguém já disse que não se chega às maiores recompensas por estradas asfaltadas. Esta máxima vale muito bem para a Praia do Sagi, um verdadeiro paraíso em Baía Formosa, no Rio Grande do Norte.

Distante 90 quilômetros de Natal, para chegar à última praia do Rio Grande do Norte é preciso dirigir por 20 quilômetros de estrada de terra. É só assim que você poderá descobrir o que a Baía Formosa tem de especial.

A Praia do Sagi é, na verdade, uma pequena vila de pescadores que, há pouco, se abriu para o turismo.

Então, se você gosta de novidade e é um viajante amante da natureza, compre logo sua passagem porque as belezas desta praia e de toda a região devem atrair muita gente para cá, e isso não vai demorar:  Sagi é comparada por algumas pessoas com a Praia de Pipa, também no litoral potiguar, há dez anos.

O cenário não poderia ser mais interessante: estrada de terra vermelha, dunas de areias brancas, mar feito de uma mistura de tons de verde.

Acrescente a isso uma comunidade cheia de gente simpática e engajada na preservação da praia, do Rio Sagi e da Mata Estrela, o maior remanescente de mata atlântica em região de dunas do país, e onde está a Lagoa Araraquara, chamada pelos moradores de Lagoa da Coca-Cola, por causa de suas águas escuras.

O que fazer na Praia do Sagi

Pertinho do encontro do Rio Sagi com o mar  está a área mais movimentada do balneário, mas lembre-se de que Sagi é um lugar para quem quer tranquilidade e paz, e a movimentação só acontece na área dos restaurantes, que ladeiam a praia, e perto das poucas pousadas.

No cair da noite, o legal é andar pelas ruas e conversar com os nativos ou se esticar em um dos bangalôs que as pousadas armam na areia da praia.

Além de desfrutar do mar e da foz do rio, não deixe de fazer o passeio de canoa pelo manguezal.

Guiado por um dos pescadores da vila, o barquinho vai subindo o rio e nos revelando os sons, os cheiros e a paisagem natural do lugar.

Praia do Sagi

No fim da navegação, o barqueiro faz uma parada para mergulho – dá para experimentar o banho de argila ,que dizem ser bom para a pele.

O passeio no Rio Sagi custa R$ 30 e dura cerca de 40 minutos. As saídas acontecem na Barraca do Toreba.

Há outras praias em Baía Formosa, como a do Bocapari, que é bastante desta, e a praia que da nome à cidade.

Como conhecer Baía Formosa

COMO CHEGAR

Sagi é um distrito de Baía Formosa, cidade que fica a 90 quilômetros de Natal, e a 120 de João Pessoa, na Paraíba. Os últimos 20 quilômetros da estrada não têm calçamento por uma decisão dos moradores que rejeitaram o asfalto.

É importante levar dinheiro para a travessia nas balsas: cada balsa cobra entre R$ 5 a R$ 10.

Dirigir pela praia só é indicado para quem estiver com um veículo 4×4 e, mesmo assim, é preciso ficar de olho nas áreas protegidas, já que há muita desova de tartarugas marinhas e de aves na areia.

Praia do Sagi

De ônibus, a viagem é feita com a Viação Riograndense, que não vende passagens pela internet. Você pode consultar os horários e os preços pelo telefone (84) 3322-3686.

Para chegar à Lagoa Araraquara você precisará de um veículo tracionado ou poderá contratar um passeio de Buge na vila. A negociação é pessoal, já que não há um preço pré-estabelecido.

ONDE COMER

Os principais restaurantes de Sagi são Ombak, Uça e Nativos. Todos ficam pertinho da praia, mas é importante consultar o horário de funcionamento na baixa estação.

Um fato importante é que todo o caranguejo que você consumir em Sagi não é local. Os nativos não permitem a cata do marisco como forma de preservação. Portanto, o que os restaurantes servem vem de longe.

Onde ficar na Praia do Sagi

Há poucas boas opções de hospedagem na Praia do Sagi, já o centrinho de Baía Formosa tem um pouco mais. Isso significa que as pousadas mais concorridas lotam com facilidade e, portanto, é sempre bom fazer a reserva com antecedência.

Eu separei algumas para você ter uma ideia do que vai encontrar. Para ver a localização de cada uma delas, é só checar o mapa abaixo.

Como já expliquei, Sagi é um praia pacata que ainda não foi descoberta pelo turismo de massa. Então, aproveite que a hora de conhecer este lugarzinho é agora.

POUSADA SAGI ITI

A Pousada Sagi Iti é minha preferida na Praia do Sagi. Ela fica em uma área excelente, numa encosta, perto de bares  e restaurantes, coladinha com a praia. Além da localização excelente, a pousada tem um estilo muito aconchegante.

Praia do Sagi

A piscina é muito gostosa, os jardins são muito bem cuidados e o café da manhã é maravilhoso, com tudo fresquinho e regional. Os quartos são bons e muito confortáveis. É por isso tudo que ela vive lotada!

Praia do Sagi

POUSADA SABAMBUGI

A Pousada Sabambugi tem uma das melhores notas de avaliação dos hóspedes. Ela segue um estilo rústico praiano, totalmente de acordo com o que encontramos fora da pousada. Isso não significa que falta conforto, mas não espere luxo.

O grande ponto negativo são as escadas – são muitas mesmo. Fora isso, o cuidado e a atenção dos funcionários, o delicioso café da manhã e a proximidade com a praia jogam a favor.

POUSADA RIO SAGI 

Já a Pousada Rio Sagi é uma excelente opção para quem quer viajar sem gastar muito. Ela é campeã no quesito custo-benefício, por exemplo, mas poderia ser melhor nas comodidades.

De toda forma, é uma boa opção par quem quer ficar na Praia do Sagi. Quartos básicos, atendimento bom, café da manhã na medida. Sem decepções!

POUSADA LA BONITA

A Pousada La Bonita fica no centrinho de Baía Formosa. Ficar nesta área é interessante porque dá para aproveitar todas as praias. Então, é bom dar uma olhadinha com calma antes de decidir.

Praia do Sagi

Esta pousada é super bem recomendada, com uma organização impecável, café da manhã excelente, restaurante muito bom e atendimento super atencioso. É, sem dúvida, um bom lugar para ficar em Baía Formosa.

Praia do Sagi

COSTEIRA BACUPARI

A Costeira Bacupari é uma pousada com tudo que precisamos para ter dias leves e relaxantes, fora da agitação dos grandes centros e dos destinos mais badalados. Os quartos são básicos, amplos e muito bem limpos.

Praia do Sagi

A área da piscina e do jardim é linda com uma vista incrível, perfeita para ver o nascer do sol. É um dos cantinhos preferidos de Baía Formosa. Pode apostar!

SURFCORE HOUSE

Se você quiser ficar de cara para o mar, seu lugar é a SuRFCoRe House. A pousada fica praticamente dentro da praia e este é, sem dúvida, seu ponto mais forte.

Praia do Sagi

Os quartos não são grandes, mas aconchegantes e sempre muito limpos. O café da manhã é muito bom e o atendimento é excepcional. Vale o que cobra!

Praia do Sagi

RESDELMAR – SUÍTES

Quem quiser mais privacidade – e um pouco mais de conforto também – tem a opção de alugar um dos flats do ResDelMar – Suítes. Ele fica no centrinho de Baía Formosa, que, como eu já expliquei tem fácil acesso a todas as áreas.

Praia do Sagi

As suítes são novinhas, muito bem decoradas, arejadas e têm tudo que a gente precisa: espaço, cama boa, banheiro limpo e chuveiro bom. É um excelente lugar para se hospedar.

Veja mais dicas do Rio Grande do Norte

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas do Rio Grande do Norte.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

13 Comentários

  1. ILMA SILVA

    Sagi é realmente um paraíso mas que infelizmente estão acabando devido ao grande movimento de carros 4X4. São verdadeiras “tropas de veículos trafegando em alta velocidade pela beira mar, passando por dentro dos rios e destruindo as felésias.. Turismo pedratório que está afastando os verdadeiros amigos da natureza. Uma tristeza presenciar o descaso dos órgãos fiscalizadores e a passividade da comunidade que assiste tudo sem reclamar. Acho que caberia uma matéria denúncia.

    Responder
  2. Victor Severo

    Filho de nativos com familiares residentes no local sinto muito orgulhoso em compartilhar essa postagem, morando em São Paulo sinto falta dessa terra maravilhosa onde o tempo se faz generosos tios e tias primos e primas Sagi o paraiso a ser investigado como patrimônio cultural onde a natureza continue sendo preservada e os locais continuem convivendo harmonia! Sagi é tudo de bom.

    Responder
    • Altier Moulin

      Maravilha, Victor.
      Que mais pessoas descubram esse paraíso.
      Um abraço.

      Responder
  3. ana nobrega

    como faz para chegar na barraca de dona mocinha?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Ana.
      Até eu fiquei curioso para saber. 🙂
      Infelizmente, não conheci a barraca da Dona Mocinha. Fica para a próxima.

      Um abraço.

      Responder
  4. Sônia maria de lima

    Olá sou Sônia lima Guia de Turismo de Natal , fico muito Orgulhosa em ouvir um Amante da natureza falar bem de Nossas Praias.. Sejam bem Vindos! Em Breve estou levando um grupo de turistas para desfrutar de um dia Maravilhoso em contato com A Natureza de Sagi.
    Deixo aqui o meu Abraço à esse profissional,. No qual fez questão de destacar as belezas dessa praia tão linda. Que É SAGI

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Sônia.
      Tenho certeza que o grupo vai gostar demais.
      Sagi é especial.

      Um abraço.

      Responder
    • Ângelo Jr

      Como é q é?! Os nativos não permitem q tirem os mariscos de seu meio ambiente, mas aceita q se comercialize o q vem de outros locais??? Mas q beleza de presesvadores do meio ambiente, hein?! No meu não, mas no dos outros… pode tudo. O homem é um ser corrupto por natureza mesmo!

      Responder
  5. Caroline

    Olá, o acesso a praia de Sagi e as barracas pode ser feita em um carro dê passeio ou apenas 4×4?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Caroline.

      Até certo ponto da pra ir de carro sim (nas barracas, por exemplo).
      Eu fui tentar ir um pouco mais pro final com carro de passeio e fiquei atolado na areia. :/

      Um abraço.

      Responder
  6. Raquel

    Muito boa a sua matéria.

    Responder
    • Ana Lucia

      Apaixonante sua matéria, injeta desejo de conhecer e aproveitar Sagi.

      Responder
      • Altier Moulin

        Que maravilha, Ana.
        Sagi é um paraíso escondido.
        Vale a pena.

        Um abraço.

        Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *