O que fazer em Goiás: a pequena joia do Cerrado e primeira capital goiana

0

Atualizado em 11 de abril de 2021

Percorrer as ruas do Centro Histórico e conhecer as histórias da cidade de Goiás são experiências encantadoras e uma verdadeira volta ao passado. Porque a cidade guarda um rico patrimônio arquitetônico e cultural.

Tanto é verdade que, em 2001, recebeu da Unesco o título de  Patrimônio Humanidade. 

Suas ruas mantêm o calçamento original de pedra e os prédios históricos do século 18 mostram o estilo simples que prevalece. O Centro Histórico de Goiás já havia sido tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, em 1978.

A origem da cidade de Goiás está ligada à exploração do território brasileiro pelos bandeirantes paulistas, que, no século 18, desbravaram o interior em busca de riquezas.

Pelo caminho, eles erguiam vilarejos provisórios para a mineração de ouro. Goiás nasceu de um desses acampamentos.

Em 1727, o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva organizou o pequeno Arraial de Sant’Anna, às margens do Rio Vermelho. Por volta de 1750, já com o nome de Vila Boa de Goiás, tornou-se a capital da recém-criada Capitania de Goiás.

Quase dois séculos depois, em 1937, o poder político estadual foi transferido para a nova capital do estado, Goiânia.

O que fazer em Goiás

Museu das Bandeiras

As ruas de Goiás guardam tesouros históricos  em suas construções: igrejas, prédios públicos e calçadas despertam a atenção de quem visita a cidade. Construído em 1761, o grande prédio onde hoje funciona o Museu das Bandeiras abrigou a cadeia, a Câmara e a Justiça  Estadual.

Palácio Conde dos Arcos

O Palácio Conde dos Arcos, de 1755, já foi residência para mais de 80 governadores. Todos os anos, durante o aniversário da cidade de Goiás, o palácio volta a ser a sede do governo, que se transfere de Goiânia por alguns dias.

Museu Cora Coralina

A casa onde viveu Cora Coralina [1889 – 1985], uma das mais admiradas poetas brasileiras, é uma típica residência do século XVIII construída na cabeceira da ponte sobre o Rio Vermelho.

O local inspirou alguns dos belos poemas de Cora Coralina e hoje abriga um singelo museu que homenageia a artista goiana.

Chafariz da Boa Morte e do Largo da Carioca

Goiás tem muitas outras construções que merecem uma visita: os chafarizes da Boa Morte e do Largo da Carioca são duas delas.

Festas de Goiás

Procissão do Fogaréu

A festa popular mais conhecida da cidade de Goiás é a Procissão do Fogaréu, que acontece na quarta-feira da Semana Santa. Nesse dia, à meia-noite, os farricocos, homens vestindo longas túnicas e carregando tochas acesas, percorrem as ruas da cidade. Na sexta-feira santa, é feita a representação teatral da Paixão de Cristo ao ar livre.

Como lembrança da festa, os visitantes levam miniaturas dos farricocos feitas por artesãos locais.

Outras festas também agitam a cidade: a Folia-de-Reis, o Carnaval, o Festival Internacional de Cinema Ambiental, as festas juninas, a Festa de Sant’Anna, o Festival das Artes, a Festa do Rosário e as festas natalinas e a Exposição Agropecuária da cidade.

 A festiva Goiás também encanta por seu rico artesanato, marcado pelas peças feitas em cerâmicas e pelas pinturas feitas com as areias coloridas retiradas da Serra Dourada, onde já foram encontradas mais de 500 tonalidades diferentes de areia.

O que comer em Goiás

Empadão Goiano

A culinária é outra deliciosa atração da cidade. Tipicamente goiana, apresenta pratos feitos à base de milho verde, pequi e frango. O empadão goiano, prato que leva frango, queijo muçarela, linguiça de porco e a guariroba, um palmito amargo típico da região, é o mais famoso deles.

Há quem não goste da guariroba, mas não podemos negar que dela vem o sabor que completa esta maravilha goiana.

Alfenim

Igualmente tradicionais são os alfenins – doces de origem portuguesa, preparados com açúcar e polvilho, aos quais são dados diversos formatos.

Dona Silvia prepara alfenins há 53 anos, e é a única doceira que ainda produz o doce na cidade, uma tradição que, segundo ela, ameaça acabar porque ninguém quer saber de pouco dinheiro.

As frutas cristalizadas preparadas na cidade também são famosas.

Como chegar a Goiás

Partindo de Goiânia, são cerca de 140 quilômetros. Siga pela GO 070 que  é bem sinalizado até a cidade de Goiás. Quem sai de Brasília, vai percorrer uns 200 quilômetros. Siga em direção a Anápolis pela BR 060 e depois pegue a GO 222 até Inhumas. De lá, siga pela GO 070.

Onde ficar em Goiás

Goiás é uma cidade pequena – são pouco mais de 22 mil moradores – e, por isso, as opções de hospedagem são poucas, mas muito boas.

Eu selecionei as que achei mais interessante e, como tudo é perto, mesmo ficando mais longe do centro da para aproveitar muito a cidade – inclusive seus cantinhos de natureza exuberante.

POUSADA PORTALCION

A Pousada Portalcion tem um imenso jardim e uma piscina muito agradável, perfeita para os dias quentes do Centro-Oeste. Os quartos são básicos, mas bem arejados e sempre muito limpos.

A pousada fica a cerca de dois quilômetros do Centro, perto de tudo e longe do movimento. Portanto, perfeita para quem quer relaxar.

HOTEL VILA BOA

O Hotel Vila Boa é grande e tem uma estrutura boa – piscina, playground, restaurante, sala de eventos e mais – pode ser uma boa escolha para quem viaja em família e está de carro.

Os quartos são espaçosos e há opções que acomodam até sete pessoas – o apartamento standart, por exemplo. Tem um bom custo-benefício.

CORES DO CERRADO

Para quem gosta de mais privacidade, a minha dica é escolher um chalé ou uma suíte do Cores do Cerrado, que fica um pouco mais afastado do Centro, mas é sensacional.

O atendimento é muito elogiado e todas as áreas são sempre muito limpas e arejadas. Dá para viajar em segurança, já que a pousada obedece todos os critérios sanitários.

CHÁCARA DA DINDA

A Chácara da Dinda fica pertinho do Centro, praticamente dentro dele. A pousada parece uma fazenda, com tudo bem rústico.

Os quartos são básicos, mas o ponto forte é mesmo a área externa, perfeita para fazer caminhadas, descansar da rede e tomar banho de piscina.

Faixas de preços

Se quiser da ruma olhada em todas as faixas de preços de Goiás, é só conferir o mapa abaixo. Se quiser saber mais, é só  clicar nos pins azuis. 



Booking.com

RECOMENDAÇÕES DE VIAGEM - COVID-19

Devido à pandemia de Covid-19, novas medidas de saúde e segurança foram adotadas. Elas são importantes para evitar o contágio, protegendo você, quem trabalha diretamente com o turismo e as comunidades locais.

Antes de viajar, verifique a situação do seu destino para não encontrar atrativos fechados e, claro, não colocar a sua vida e a de seus familiares em risco.

Veja algumas medidas adotadas:

  • Álcool gel disponível nos quartos e nas áreas comuns;
  • Uso obrigatório de máscaras nas áreas comuns;
  • Respeito às regras de distanciamento físico;
  • Uso de produtos de limpeza eficazes contra o coronavírus;
  • Café da manhã pode ser servido no quarto.

Veja mais dicas de Goiás

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

Escreva um comentário