Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

0

Atualizado em 25 de maio de 2018

Talvez você esteja planejando uma viagem rápida para o Rio de Janeiro e, mesmo que a cidade tenha tanta coisa legal para a gente ver e experimentar, que tal passar um dia em Angra dos Reis e conhecer praias que parecem aquelas do Caribe?

Eu fiz isso: saí do Rio cedinho, cheguei a Angra dos Reis pouco depois das 9h, e passei um dia fantástico explorando algumas de suas 365 ilhas de lancha – incluindo Ilha Grande, a maior dessa região.

Eu já tinha estado em Angra dos Reis antes, mas preciso dizer que tive uma experiência totalmente diferente desta vez. É que, na vez anterior, eu fiz o passeio de escuna, que é legal, mas eu gostei mais das lanchas, porque elas chegam a lugares aonde os barcos maiores não conseguem.

Para não se preocupar com nada, a minha dica é contratar um bate-volta para aproveitar ao máximo sua viagem de um dia em Angra dos Reis. Eu fiz esse passeio com a S2 Rio, e se você está querendo fazer o mesmo, acho bom continuar lendo isso aqui.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

O belo mar de Angra dos Reis.

Como é passar um dia em Angra dos Reis

O ônibus me pegou bem cedo, por volta das 6h40, no apartamento que estava em Copacabana. Por volta das 8h40, fizemos uma parada em Muriqui, um distrito de Mangaratiba, para comer.

Como eu não tinha tomado café da manhã direito, aproveitei para comer pastel e caldo de cana – aquele lanche bem típico de estrada – por R$ 9.

Uma hora depois, a gente já estava chegando à Marina Bela Vista, de onde partem as lanchas. Mas, antes, fizemos outra parada rápida e estratégica no mercado, para comprar bebidas e lanches.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

A lancha deixa o píer rumo às ilhas de Angra dos Reis.

Ilhas Cataguás e Peregrino

O dia estava perfeito, com céu claro e aquele calor agradável. A primeira parada foi na Ilha Cataguás, que fica ao lado da Ilha Peregrino. A enseada onde a lancha parou é bem pequena, cercada por pedras e o mar estava lindo, transparente e a água não estava tão gelada.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

Nossa chegada à Ilha Cataguás.

Antes de mergulhar – embora o meu desejo fosse grande –,preferi fazer uma caminhada para ver um pouco da ilha e tirar algumas fotos: eu realmente não esperava que meu dia fosse começar tão bem e estava bastante empolgado.

A lancha ficou aqui por pouco mais de uma hora, tempo suficiente para nadar na praia que fica entre Cataguás e Peregrino, onde as pedras formam corais cheios de peixes coloridos. O pessoal da lancha oferece esnórquel e máscara para a gente ficar louco nadando atrás dos cardumes.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

Dá pra fazer esnóquel entre as Ilhas Cataguás e Peregrino.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

Olha que curioso esse peixe.

Praia de Grumixama e Lagoa Azul

Quando nossa embarcação se aproximou desses lugares, eu fiquei realmente muito surpreso. Claro que eu já vi praias lindas pelos diversos países que visitei, mas ver algo assim no meu país, tão perto, foi um presente.

A praia é pequena – porém, maior que a de Cataguás – e deserta. Mas nem sempre é assim. É que nos finais de semana e feriados, o número de embarcações aumenta e, claro, a quantidade de pessoas na praia também. De qualquer forma, eu sei que você saberá explorar esse lugar da melhor forma que puder.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

Peixes da Praia de Grumixama.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

A primeira visão que tive da Lagoa Azul.

Aqui, a gente fica por cerca de 40 minutos, e logo segue para o lugar que eu mais gostei nesse passeio de um dia em Angra dos Reis: a Lagoa Azul. Ela fica entre as Ilha Redonda e Grande, bem perto da Praia de Grumixama, e a cor da água realmente é algo impressionante.

Ilha Japaris e trilha da igreja

A próxima parada é para almoço. A Ilha Japaris tem uma boa estrutura para isso, com vários bares e restaurantes pé na areia. A maioria serve comida farta e muito boa.

Eu almocei no Recanto da Praia, que também é conhecido como Restaurante do Mano. Aqui, eu caprichei no peixe frio que chega fresquinho do mar que está logo ali. Geralmente, o almoço está inclusivo no valor do passeio de lancha.

Eu não achei a Ilha Japaris tão boa para banho, já que muitas embarcações param aqui e o movimento de gente é maior. Se eu fosse você, aproveitaria para fazer uma caminhada leve pela praia observando a maravilha que é este lugar.

Depois de matar a fome, a lancha nos leva para a Praia da Freguesia de Santana, onde vamos fazer a trilha da igreja.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

A Igreja de Santana também funcionou como uma fortaleza.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

Repare que há janelas na fachada da igreja.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

A trilha que vai de um lado a outro da ilha passando pela Igreja de Santana.

A Igreja de Santana é bem peculiar e uma caminhada até ela vale muito a pena. Construída em 1796, você vai reparar que há janelas nas fachadas, algo incomum nas capelas da época. É que essa igreja também servia como uma espécie de fortaleza, onde os invasores eram recebidos a bala.

Nos seus arredores a gente também vê alguns túmulos, já que, antigamente, os mortos eram sepultados sempre próximos às igrejas.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

O visual natural da Praia Freguesia de Fora.

A trilha segue até a praia de Freguesia de Fora. Como você pode imaginar, não há nada aqui além do mar e do verde da floresta tropical. Paramos por cerca de meia hora para ver o pôr do sol que nos bendizia com sua beleza incontestável. Era hora de dizer adeus!

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

O pôr do sol que nos abençoa no fim do dia.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

A volta das ilhas foi com essa energia.

Programe seu dia em Angra dos Reis

Quanto custa | O pacote custa R$ 320, e inclui o transporte de ida e volta do Rio de Janeiro a Angra dos Reis, o passeio de lancha – na que, fui tinha oito pessoas -, almoço e equipamentos para esnórquel. A saída do Rio é antes das 7h e o retorno depois das 20h.

Quem leva | Eu fiz essa viagem de um dia em Angra dos Reis com a empresa S2 Rio, que tem um atendimento realmente muito diferenciado. Eles são pontuais, atenciosos e fazem de tudo para que você tenha uma experiência muito agradável.

Um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande

A lancha que me levou para o passeio de um dia em Angra dos Reis.

Quando ir | Dá para visitar Angra dos Reis o ano todo, mas no verão as praias ficam bem mais cheias. Para você ter ideia, a Praia do Dentista, muito famosa aqui, nunca tem menos que dez lanchas e escunas paradas nessa época.

É nesta estação que chove mais, mas as chuvas são rápidas e não devem comprometer seu dia. No outono, entre março e junho, chove menos e o movimento de turistas é menor. Com isso, você tem uma experiência muito mais contemplativa de tudo aqui.

O que levar | Eu aconselho que você leve protetor solar, repelente e dinheiro para comprar algo no mercado, antes do passeio. Leve, também, uma muda de roupa para tomar banho antes de voltar – a Marina Bela Vista tem chuveiros. Não é preciso levar água, nem esnórquel e máscara, pois eles oferecem isso na lancha.

Minha viagem ao Rio de Janeiro teve o patrocínio de S2 Rio.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário