Turismo religioso no Espírito Santo: o lado místico da experiência humana

0

Atualizado em 23 de julho de 2020

Turismo religioso no Espírito Santo

Independentemente do credo do visitante, o estado do Espírito Santo é o destino certo para quem busca o lado místico da experiência humana.

Promovido como um estado de espírito pela propaganda turística, a região brasileira possui antigos conventos, igrejas, terreiros e até mesmo um dos maiores mosteiros zen-budistas do Brasil.

O principal cartão-postal do estado, a propósito, é também um ícone da religiosidade brasileira. Do topo de um morro de mais de 150 metros de altura, o Convento de Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha, contempla vários séculos de história. Suas origens estão fincadas no ano de 1558.

O culto à padroeira do Espírito Santo atrai visitantes e devotos de muitas partes do Brasil. Eles irão se impressionar com quadros, imagens e a localização privilegiada do templo, a proporcionar visões de tirar o fôlego.

Turismo religioso no Espírito Santo

Por outro lado, o predominante branco das paredes, reluzindo sob a luz natural, se harmoniza com o azul intenso de portas, cruzes e janelas.

A impressão geral é de leveza, como se o visitante ou peregrino tivesse encontrado um refúgio ante as vicissitudes do mundo lá embaixo. E que se espraia em um encontro de pontes, prédios, matas e baías.

Turismo religioso no Espírito Santo: conventos e santuários

O Convento da Penha, entretanto, é apenas um dos muitos refúgios proporcionados pelo Espírito Santo. Para quem se dirigir ao norte do estado em busca dessa mesma paz, será possível se deparar com outro belo conjunto religioso, formado pela Igreja e Convento dos Reis Magos, do século 16.

Turismo religioso no Espírito Santo

Localizadas no distrito de Nova Almeida, município de Serra, elas acolhem os visitantes em uma ampla praça repleta de palmeiras imperiais. Em um dos ângulos, um mirante permite avistar as ondas do mar, completando a harmonia do panorama.

O enigma das Formigas Bordadeiras

O logradouro – hoje Santuário Nossa Senhora das Lágrimas – remete a uma história repleta de reviravoltas. Em resumo, ela estaria ligada a aparições da Virgem Maria e à ocorrência de intrigantes fenômenos sobrenaturais, atraindo até ali nomes famosos da parapsicologia nacional e internacional.

Uma dessas ocorrências, por exemplo, diz respeito ao fato de que as formigas do quintal da casa teriam passado a escrever mensagens. Sim, mensagens cifradas e desenhos com motivos religiosos ou até mesmo frases legíveis, em língua portuguesa, nas folhas das árvores pertencentes à propriedade – daí o nome, formigas bordadeiras.

Turismo religioso no Espírito Santo

No cerne de tudo isso estariam alertas sobre a chegada de um tempo onde a discórdia entre homens e mulheres atingiria o ápice. Como resultado, isso traria confusão e guerras à humanidade.

Controvérsias à parte, quem quiser conferir o conteúdo dessas mensagens e tirar as próprias conclusões deve visitar o museu anexo ao Santuário. Nele, há uma exposição permanente  como resultado de milhares de folhas presumidamente perfuradas pelas formigas, imbuídas de transmitir as palavras por meio de um paciente trabalho.

Turismo religioso no Espírito Santo

Seja em mensagens formadas por pontos quase invisíveis a olho nu ou informações e imagens perfeitamente legíveis desenhadas por elas, o fato é que o museu é o lugar ideal para investigar o enigma: é ver para crer, como diz o jargão popular.

Ou, pelo menos, sentir e imaginar.

Veja mais sobre o Espírito Santo

Ficou com vontade de saber mais sobre o Espírito Santo? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo e aproveite para ver mais dicas.

Renato Barros de Castro escreve o blog Mundo na Janela.

SOBRE O AUTOR

Renato Barros de Castro

Sou um jornalista e pesquisador interessado em explorar o lado pitoresco e pouco conhecido dos lugares, sempre atento a personagens anônimos e histórias que possam revelar o que há de insólito no mundo e na realidade.

Escreva um comentário