Passeio de quadriciclo em Lavras Novas

12

Atualizado em 2 de setembro de 2019

A 17 quilômetros de Ouro Preto, eu encontrei um lugarzinho daqueles que parecem ter saído dos livros de histórias infantis.  O distrito de Lavras Novas fica no alto da Serra do Espinhaço. Aqui, encontrei ruas limpas, casinhas coloridas com jardins bem cuidados e uma tranquilidade que lhe é peculiar.

Nada aqui parece estar fora do lugar. A igreja, a praça, os bares e a natureza se completam harmonicamente atraindo os nossos olhares mais puros.  Mas esse povoado construído nas alturas – a altitude máxima é de 1.300 metros – também tem atividades radicais: trilhas, banho de cachoeira, escalada, stand up paddle e passeio de quadriciclo são apenas algumas das modalidades que encontro por aqui.

Aliás, o passeio de quadriciclo talvez seja a melhor opção para conhecer esse cantinho do planeta. Sentindo o vento no rosto e em contato direto com a natureza, experimento uma sensação de liberdade daquelas que sempre vale a pena repetir.

Minha incursão por essa terra começa na sede de Lavras Novas e só termina na Represa do Custódio, um imenso lago artificial formado pela hidrelétrica que aqui se instalou, a mais de 1.200 metros de altitude. Limpo, posso nadar nessa água fria enquanto aprecio os últimos raios de sol desaparecem por entre as muitas nuvens.

Quadriciclo em Lavras Novas

Fachada das casas e comércios de Lavras Novas.

Quadriciclo em Lavras Novas

Vento no rosto e contato direto com a natureza.

Quadriciclo em Lavras Novas

Banho na Represa do Custódio.

Porém, antes de chegar à represa, faço outras duas paradas.  A primeira delas é no mirante que tem uma fascinante vista para o Itacolomi. Também chamado de Mirante Kokepelli, esse é o lugar de onde podemos apreciar, de longe, a beleza do Parque Estadual do Itacolombi. O pico montanhoso que dá nome a esta área de preservação ambiental esta a 1.700 metros de altitude e era considerado um importante ponto de referência para bandeirantes e exploradores do ouro mineiro no século XVII.

Escalar o pico exige uma caminhada de aproximadamente quatro horas, mas é somente do alto do Itacolomi que se tem uma bela visão de todo o e entorno, incluindo Ouro Preto e Mariana no cenário. Mas não é desta vez que faço essa aventura. Por enquanto, sigo no meu passeio de quadriciclo.

A próxima parada é na pequena Cachoeira dos Namorados. Timidamente escondida entre a mata, o pequeno rio que escorre pelas pedras alimenta uma pequena piscina natural de águas translúcidas e geladas. Me arrisco a um mergulho aproveitando o restinho de sol que ainda aparece.

Passo pouco mais de quatro horas guiando por estradas de terra batida onde a vegetação característica é uma mistura de Mata Atlântica e Cerrado, e quando o passeio chega ao fim a sensação é de que eu poderia fazer tudo isso novamente, sem nem mesmo esperar pelo próximo dia.

Quadriciclo em Lavras Novas

Parada no Mirante do Itacolomi.

Quadriciclo em Lavras Novas

Explicações do nosso instrutor no mirante.

Quadriciclo em Lavras Novas

Cachoeira dos Namorados: a segunda parada do passeio.

Quadriciclo em Lavras Novas

Banho na piscina natural formada pela cachoeira.

Sobre o passeio de quadriciclo em Lavras Novas

Como fazer | Para fazer o passeio é necessário ter mais de 18 anos e ser habilitado para dirigir motocicletas ou carros.  Cada quadriciclo tem espaço para duas pessoas e as regras acima valem apenas para o condutor, porém menores deverão ter autorização dos responsáveis. Durante todo o percurso você será acompanhado por instrutores que ajudarão a identificar as melhores rotas.

Quanto custa | Há várias opções de passeios e para cada uma delas é montado um roteiro específico. Para fazer o trajeto que relatei neste post, você vai precisar de, no mínimo, duas horas. O aluguel do quadriciclo por duas horas custa R$ 180. Se quiser incluir uma visita no Parque Estadual do Itacolomi, você deverá contratar o passeio de quatro horas a um custo de R$ 280. Esse valor não inclui a entrada no Parque que custa R$ 10. Nesses preços estão incluídos todos os equipamentos de segurança necessários para o passeio.

Quem leva | A QuadriCross é pioneira nessa atividade. Operando com 11 quadriciclos, a empresa está no mercado há cinco anos. O horário de funcionamento é de quarta a segunda, das 9h às 17h30. Nos finais de semana e feriados, o horário vai de 9h às 18h30.

Onde comer | Se você quiser ter uma autêntica experiência mineira, almoce no restaurante Serra do Luar, o mais antigo de Lavras Novas. O buffet livre custa apenas R$ 15 e funciona todos os dias.

Onde ficar | A Pousada Buieié tem piscina com vista para as montanhas em dois ambientes, ao ar livre com cascata de elementos naturais e aquecido em ambiente fechado com blindex. Da varanda do seu apartamento, desfrute do belíssimo por do sol. Os quartos são confortáveis e o ambiente é muito silencioso.

lavras-novas-03

Gula: o fogão a lenha do Serra do Luar.

Quadriciclo em Lavras Novas

O meu quarto na Pousada do Buieié

* A minha viagem a Lavras Novas aconteceu a convite do Instituto Estrada Real e teve o apoio da Bancobras. Outros seis blogs também participaram. São eles: Dentro do MochilãoSegredos de ViagemTerritóriosTrilhas e AventurasViajando com Eles e Viagens Cinematográficas. Para acessar todo o conteúdo publicado, utilize a #BlogueirosnaER.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

12 Comentários

  1. Avatar

    Adorei Lavras Novas. Quando resolvi ir para Minas Gerais, em fevereiro desse ano, fiz um roteiro para BH e várias cidades históricas, mas não inclui Lavras. Foi meio assim, de última hora, mas valeu a pena. Recomendo também.

    • Altier Moulin

      Ei Lizana,

      Então você concorda comigo que a cidade é um achado, não é mesmo? Vale muito a pena! Até que não curtir fazer o passeio de quadriciclo vai gostar daqui.

      Um abraço!

  2. Avatar

    Meu nome é Simone. Encontrei seu blog fazendo buscas por Lavras Novas.
    Não conheço ninguém que tenha ido lá, e tenho muita vontade de ir. Já li muito a respeito das belezas do lugar.
    Eu e meu namorido somos fãs de cachoeiras. Já fomos a muitas, gostamos muito de fazer trilha e conhecer os lugares.
    Acontece que estou grávida, e minha última oportunidade de viajar antes do nascimento do Nicola, será no feriado de novembro.
    Assim, não posso mais me arriscar em trilhas e longas caminhadas (apesar de já ter o costume de fazê-lo), pois já estarei de 7 meses nesse período.
    O que venho pedir é seu auxílio quanto à essas informações: como é o acesso às cachoeiras? As caminhadas são muito longas? E o trajeto, é difícil (com pedras, muita subida, descidas íngremes etc)?
    Me desculpa pela chateação, mas eu gostaria muito de conhecer Lavras Novas, e como já disse, não tenho ninguém que possa me informar.
    Ah, nós temos um Ecosport equipado com aqueles pneus que andam no asfalto e na terra (esqueci o nome). Fizemos isso justamente para esses passeios.

    Espero não estar incomodando.
    Mais uma vez me desculpe, e muito obrigada.

    Abraço,
    Simone

    • Altier Moulin

      Oi Simone,

      Você vai gostar de Lavras Novas. 🙂 E como vocês têm um carro próprio para estrada de chão será fácil chegar às cachoeiras e até à represa. A caminhada que você fará é leve e sem muitas aventuras. Pode ir tranquila.

      Um abraço.

    • Altier Moulin

      Oi, Marcus.

      Não tenho um guia para lhe indicar. 🙁 Em Ouro Preto, você encontra mais informações.
      Você pode passear de triciclo, tomar banho de cachoeira e visitar a represa, por exemplo.

      Um abraço.

  3. Avatar

    A cidade é muito acolhedora. Porém tenho observações a fazer: o clima é frio a maior parte do ano e isso não é avisado. A estrada é muito ruim. Por conseguinte, você não consegue acesso às melhores cachoeiras sem ser de quadriciclo. O preço do quadriciclo não é barato. Então, se você quiser viajar e gastar menos, não é um bom local. A pizzaria entregou a pizza depois de três horas que chegou gelada.

Escreva um comentário