Panela de barro: a arte das paneleiras

0

Atualizado em 20 de fevereiro de 2018

Talvez  o barro seja a mais versátil matéria-prima que já conhecemos. Com ele, é possível fazer até gente, como está escrito na Bíblia. E elas, as paneleiras – que não são apenas mulheres, ganharam fama por suas habilidades manuais ensinadas de geração em geração, desde os ancestrais indígenas, como nos conta a história.

No bairro de Goiabeiras, em Vitória, a feitura da panela é totalmente manual. Não há, em nenhuma das etapas, o processo de mecanização. Até mesmo o torno, muito utilizado por ceramistas, é dispensado pelos artesãos capixabas. Da extração nas jazidas de argila da região, até a queima e coloração com um pigmento extraído da vegetação típica do manguezal, é tudo feito a mão.

Panela de Barro

Mãos habilidosas moldam o barro.

Panela de barro

A queima da panela de barro.

Depois da arte

Na cozinha, a panela ganha sabor. A moqueca, o mais tradicional dos pratos capixabas, é feita na panela de barro. O nome moqueca designa um estilo de preparar o alimento sem água, usando apenas os vegetais e os frutos do mar e, ao contrário da moqueca baiana, a capixaba não recebe azeite de dendê e nem leite de coco. Para se aventurar na cozinha e fazer a sua própria moqueca acesse a receita , mas lembre-se: moqueca boa é feita na panela de barro.

Panela de Barro

A moqueca capixaba.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário