Onde se hospedar em Joanesburgo

0

Atualizado em 15 de fevereiro de 2019

É uma pena que nem todo mundo veja Joanesburgo como uma cidade turística. Eu, de verdade, adorei tudo aqui e, principalmente, toda a história de luta pela igualdade racial: eu queria muito entender melhor o que foi o Apartheid. Só que, para aproveitar o melhor da cidade, era necessário saber quais eram as melhores áreas para se hospedar em Joanesburgo.

Aí, pesquisando, eu descobri que há duas regiões principaisSandton Rosebank. Nessas áreas, eu estaria próximo da estação do Gautrain, o metrô de superfície que vai até ao aeroporto, e perto do Nelson Mandela Square, um shopping que é um dos principais pontos de encontro de Joanesburgo.

Joanesburgo não é uma cidade segura – falando de forma geral -, mas eu não tive problema algum, porque sabia que ficar nas regiões próximas ao Centro não era a melhor escolha: é bom evitar fazer deslocamentos longos tarde da noite e nunca andar sozinho depois de anoitecer.

Para ter uma viagem inesquecível, veja essas dicas rápidas:

  • Vá ao Carlton Centre para ver a cidade do alto;
  • Visite a emocionante Constitution Hill;
  • Passe um dia em Sowetto e aprenda muito sobre o Apartheid;
  • Coma o biltong e depois me conte o que achou;
  • É daqui que partem a maioria os safáris no Kruger Park.

Onde se hospedar em Joanesburgo

Eu sempre uso o Booking para fazer minhas reservas, porque ele é o site que eu mais confio. O mais legal é que, quanto mais uso esse site para fazer reservas, mais descontos ganho: veja como participar aqui.

Agora, vamos às minhas dicas de hotéis e hostels para você se hospedar em Joanesburgo. Na lista, eu coloquei as melhores opções nas áreas que acho mais legais, mas você também pode dar uma olhada nessa lista completa de hospedagem.

SANDTON EXECUTIVE | HOTEL

Esse conjunto de apartamentos é meu sonho de consumo em Joanesburgo. Muito bem localizado, espaçoso e completamente mobiliado, cada apartamento tem tudo o que a gente precisa – e muito mais. Eu acho essa opção perfeita para quem está viajando com um grupo de amigos ou em família.

A cozinha tem micro-ondas, geladeira e outros utensílios básicos, ideal para quem gosta de preparar as próprias refeições ou para quem tem algum tipo de restrição alimentar. O banheiro tem banheira e um chuveiro mega bom: eu adoro uma boa ducha.

Depois de um dia inteiro andando pela cidade, a gente ainda pode relaxar na piscina ou caminhar tranquilamente pelo jardim. Outro atrativo do Sandton Executive Suites é a sua ótima relação custo-benefício, o que faz dele uma ótima opção para se hospedar em Joanesburgo: a diária do apartamento custa cerca de R$ 260.

THE CAPITAL 20W |HOTEL

Esse hotel também fica bem pertinho do Nelson Mandela Square e tem apartamentos bem modernos. A piscina ao ar livre é sensacional e o terraço é perfeito para o fim de tarde. Assim como a opção anterior, o The Capital 20 West tem uma cozinha completa e você pode preparar, aqui, suas refeições e economizar.

Como fica em Sandton, você terá tudo a um passo do hotel: bons restaurantes e shoppings com lojas famosas estão nessa lista. O atendimento é muito elogiado e todos os funcionários sempre estão disponíveis para lhe ajudar.

Sem dúvida, ele tem um excelente custo-beneficio, porque o valor da diária é muito bom se comparado com hotéis dessa área. A única coisa é que o café da manhã deveria ser incluído no valor da diária, que, para duas pessoas, custa aproximadamente R$ 380.

APOLLO | HOTEL

Apesar de ficar um pouco afastado, o bom do Apollo Hotel é que não é tão caro: uma diária para duas pessoas sai por mais ou menos R$ 200. Mais básico, ele tem tudo o que a gente precisa para descansar depois de um dia inteiro andando pela cidade.

Os quartos são bons, as camas são confortáveis e o banheiro são espaçosos e têm banheira. O café da manhã é muito elogiado e o restaurante também. Se quiser, peça um quarto com vista para a cidade: é bem melhor.

Eu indico esse hotel para quem vem com tempo e não faz questão de ficar perto do Centro. Se você tem pouco tempo na cidade, eu não acho uma boa ideia, porque você vai fazer muitos deslocamentos.

RADISSON BLU GAUTRAIN | HOTEL

A localização do Radisson Blu é excelente, na esquina do Nelson Mandela Square, onde existem vários restaurantes, bares, cafés e lojas. A estação do Gautrain fica, praticamente, em frente ao hotel e, com ele, você chaga ao aeroporto em menos de 20 minutos.

Os quartos seguem o padrão mundial dessa rede e é sem decepção: a gente já sabe o que vai encontrar, não é mesmo? O café da manhã é fantástico, as acomodações confortáveis e o pessoal que trabalha aqui é muito alegre e educado.

Como tudo na vida, para ficar aqui você precisa pagar um preço: a diária para duas pessoas custa cerca de R$ 450. Em contrapartida, o hotel oferece serviço de traslado gratuito em um raio de quatro quilômetros de distância.

ONCE IN JOBURG | HOSTEL

Para quem curte hostel, o Once in Joburg é a melhor opção da região central da cidade. Ele tem uma estrutura excelente, com quartos sempre limpos e arejados e uma galera muito animada: curte fazer amigos enquanto viaja? Então, eu acho que você vai gostar daqui.

As camas são muito confortáveis, os banheiros sempre estão limpos e o café da manhã é muito elogiado também – ele é cobrado à parte. O pessoal que trabalha aqui também colabora para que o hostel seja tão querido. É que eles sempre estão prontos para nos ajudar.

Todo dia eles organizam passeios ou atividades no próprio hostel para enturmar o pessoal e para mostrar o que Joanesburgo tem de melhor. Eu realmente acho isso tudo ótimo, mas, o melhor, é o preço da diária: cerca de R$ 45 em quarto compartilhado.

Veja todos os posts sobre Joanesburgo

Já conseguiu decidir onde se hospedar em Joanesburgo? Essas foram as minhas sugestões, mas, se ainda ficou com dúvidas, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo. Ah! E aproveite para ler outros posts. Eles vão lhe ajudar muito no planejamento da viagem.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário