O restaurante Casa Santa Clara de Bogotá

4

Atualizado em 25 de novembro de 2015

No alto do Monteserrate, uma das principais atrações turísticas de Bogotá, o restaurante Casa Santa Clara é um clássico. Há 37 anos servindo os melhores e mais tradicionais pratos da culinária bogotana e colombiana, ele é uma ótima opção para quem deseja saborear uma boa comida enquanto aprecia uma vista impecável da cidade.

Além dos ótimos pratos e dos preços justos, o Santa Clara tem outro aperitivo: o restaurante funciona em um casarão construído em Usaquén, na década de 1920, que foi desmontado e transferido para o alto do morro, em 1979, levando consigo toda sua história e memória. Daquela época restam ainda lustres, parte da mobília e a decoração que combina simplicidade e qualidade com pisos de madeira que contrastam com o as paredes brancas, onde estão fotos antigas da cidade de Bogotá.

santa-clara-de-bogota-05

O Santa Clara e o verde das montanhas bogotanas.

santa-clara-de-bogota-06

O casarão foi totalmente remontado no alto do morro.

santa-clara-de-bogota-03

Os móveis e as fotos antigas de Bogotá são destaque.

Explorando a vista panorâmica, o restaurante tem ainda um espaço chamado Café Santa Clara, onde você pode saborear uma variedade enorme de cafés colombianos com aquele gostinho especial de história que a mansão tem.

santa-clara-de-bogota-04

O Café que funciona no lado externo.

santa-clara-de-bogota-07

Que tal comer com essa vista?

Eu descobri este restaurante quando visitei o Monteserrate e, depois de gastar bastante energia na subida, eu escolhi parar aqui e almoçar um delicioso ajiaco, uma sopa típica de Bogotá que tem frango e milho, e é servida com abacate e arroz de coco. Para acompanhar, tomei uma lulada, um suco feito com uma fruta local, o lulo, que tem um gosto cítrico muito saboroso. Minha refeição custou COP 34.200.

santa-clara-de-bogota-01

O ajiaco.

santa-clara-de-bogota-02

A lulada.

Planeje sua ida ao restaurante Casa Santa Clara

Quando ir | O restaurante funciona de terça a sexta, das 12h às 18h. Aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 18h. O Café funciona de terça a sexta, das 17h às 22h30. Aos sábados, das 11h Às 22h30. Não abre aos domingos e feriados.

Como chegar | Se não quiser fazer a mesma longa caminhada que eu fiz, você pode usar o funicular – similar a um bondinho que se movimenta sobre trilhos – pagando uma tarifa de COP 8.200 ou o teleférico que custa COP 7.900.

Quanto custa | Os preços do Santa Clara são bem razoáveis, levando em consideração o estilo do restaurante. Eu paguei COP 25.900 por um ajiaco e COP 8.300 pelo suco de lulo.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

4 Comentários

  1. Avatar

    Prezado Altier, você acharia interessante alugar um carro ficar 03 dias em Cartagena, depois ir Para Plaia Blanca passar uma noite no HOTEIS que me parecerem muito precários, como se fosse um acampamento, e de lá pegar um barco para arquipélago do Rosário e ficar mais 03 noites?
    Para praia branca ainda tem o ferrybolt ou já contruiram uma ponte?

    • Altier Moulin

      Dickran, alugar um carro em Cartagena é bobeira. Dá pra fazer tudo a pé. Além disso, no Centro Histórico, onde estão as principais atrações as ruas são muito estreitas e estacionar é um caos.
      Sobre as ilhas, a ideia é o inverso. Você passa o dia na Ilha Rosário e dorme em Playa Blanca. E não existe ponte ainda.

      Um abraço.

Escreva um comentário