O que fazer em Oudtshoorn

0

Atualizado em 15 de agosto de 2018

A capital mundial do avestruz lembra muito mais a cenas dos filmes de velho oeste do que a típica paisagem da África do Sul que costumamos imaginar: grandes savanas cheias de animais selvagens. Mas, se engana quem pensa que há pouca coisa para fazer em Oudtshoorn.

A cidade fica em uma região semidesértica da África do Sul, com temperaturas altíssimas no verão, mas que caem drasticamente à noite. Talvez, por isso, ela tenha tantos encantos e belezas que atraem visitantes do mundo inteiro. Gente interessada em descobrir Outdshoorn muito além dos avestruzes.

Durante a minha viagem pela África do Sul, quis visitar essa cidade exótica, de vegetação incomum e foi uma das grandes surpresas que encontrei pelo caminho. Aqui, fiquei hospedado em uma tenda incrível e descobri que a maioria das atividades está relacionada à ave símbolo da cidade, mas vi também que há muita coisa para a gente descobrir.

O que fazer em Oudtshoorn

Há muita coisa para a gente fazer em Oudtshoorn.

O que fazer em Oudtshoorn

Safari Ostrich | Como o nome diz, o Safari Ostrich é um safari para observar avestruz e se engana quem achar que é um passeio chato. Pelo contrário, essa atividade é bastante divertida.

A bordo de um vagão puxado por um trator, a gente entra na área das grades aves que logo se aproximam. Assim, temos a chance de ficar pertinho delas enquanto o guia dá informações gerais sobre o animal.

O que fazer em Oudtshoorn

Alimentando avestruzes durante o safári.

Também temos a oportunidade de alimentar os avestruzes usando uma colher ou mesmo com as mãos – como eu fiz – e somos convidados também a visitar um pequeno museu dedicado exclusivamente a esses bichos. É um passeio diferente e divertido que agrada todas as idades. O Safari Ostrich custa ZAR 270 e dura cerca de uma hora.

O que fazer em Oudtshoorn

O safári com avestruz é uma das coisas que você devefazer em Oudtshoorn.

Animais Selvagens | Se além de avestruzes, você quiser ver outros animais, será preciso dirigir por, aproximadamente, 170 quilômetros até o Tenikwa, na zona rural da cidade.

Aqui, funciona o Tenikwa Wildlife Awareness Centre, um centro que cuida e reabilita animais selvagens – em sua maioria felinos – devolvendo os bichanos à natureza sempre que possível.

O que fazer em Oudtshoorn

Os felinos são maioria dos animais que vivem aqui.

Com os passeios guiados, como o Wildcat Experience Tour, o pessoal daqui trabalha para conscientizar as pessoas a respeito dos impactos que o homem tem causado no habitat natural desses animais.

O Tenikwa atende cerca de 200 animais por ano e não tem fins lucrativos. A visita custa ZAR 230 e dura cerca de uma hora.

O que fazer em Oudtshoorn

A gente consegue chegar bem perto deles.

Avistamento de suricatos | A AfriCamps Klein Karoo, mesma empresa onde me hospedei em uma atenda, oferece passeios. Um deles é observar suricatos e outros animais em seu habitat natural.

O passeio começa às 7h e acontece em uma reserva particular, onde avistamos girafas, zebras, antílopes, javalis e avestruzes. Aqui mesmo, foi servido o nosso café da manhã: em cima do capô do carro com as girafas nos observando à distância.

O que fazer em Oudtshoorn

As girafas que nos observavam de longe.

O que fazer em Oudtshoorn

Um café da manhã muito especial.

Depois, chegamos à morada dos bonitinhos suricatos, mas, provavelmente, por causa do frio, eles não quiseram sair, até porque, eles são animais que adoram tomar banho de sol.

Mesmo assim, o passeio valeu super a pena. Afinal, não é todo dia que tenho a chance de tomar café da manhã em meio à natureza, com a vida selvagem abundante ao nosso redor.

O passeio com para ver animais selvagens – incluindo os suricatos – custa ZAR 420 e inclui o café da manhã.

O que fazer em Oudtshoorn

Mas cadê os suricatos?

Fazenda de Avestruz | Outro passeio interessante é visitar uma fazenda de avestruzes que vende tudo que diz respeito à ava: penas, a pele e os ovos, para todo país e exterior – eles, inclusive, já exportaram penas do bicho para o famoso carnaval carioca.

Os avestruzes são animais curiosos e qualquer coisa chama a atenção deles. Na fazenda, novamente, tivemos a chance de alimentá-los e eu até – propositalmente – levei uma bicada no dedo para ver se dói. Felizmente, não doeu.

Os dois dias acampado em Outdshorn passaram num piscar de olhos, mas valeram à pena.  Para quem curte aventuras e quer fugir dos lugares clichês repletos de turistas, a cidade é um paraíso. A visita à fazenda de avestruz custa ZAR 270.

O que fazer em Oudtshoorn

A capital mundial do avestruz é aqui.

Encontro com elefantes | Nós já mostramos que você também pode ter um encontro com adoráveis elefantes no Buffelsdrift Game Lodge. Ele fica em Oudtshoorn e o passeio custa, aproximadamente, ZAR 350. Para saber mais, leia: O incrível encontro com elefantes na África do Sul.

Planeje sua viagem para Outdshoorn

Quando ir | Os meses de abril e maio são ideais para visitar Oudtshoorn, porque o clima está mais agradável, e é baixa temporada. Nos meses junho, julho e agosto, a temperatura cai bastante e chove.

O que fazer em Oudtshoorn

O carro que nos levou para o safári com avestruz.

Onde ficar | Em minha viagem de 28 dias pela África do Sul, eu decidi que visitaria essa pitoresca cidade. Foi, então, que, ao procurar uma acomodação na internet, eu vi algo que me pareceu perfeito: uma espaçosa tenda no meio da natureza selvagem. Por isso, eu indico que você também tenha a incrível experiência de se hospedando no AfriCamps Klein Karoo, como eu mostro em: Como é se hospedar em uma tenda na África do Sul.

Como é se hospedar em uma tenda na África do Sul

Já imaginou se hospedar em uma tenda assim?

Como chegar | Oudtshoorn fica a cerca de 440 quilômetros de Cape Town – Cidade do Cabo, em português – e, para quem esta viajando pela Garden Route – como já mostramos aqui -, o ideal é pegar a Rota 62, uma estrada alfaltada e longa de se perder de vista – qualquer semelhança com a Rota 66 norte-americana é mera coincidência.

Uma opção mais barata é fazer esse trajeto de ônibus, com o Baz Bus. Ele para em determinados pontos onde você pode descer e, depois, retomar a viagem.

Aeroporto Internacional de Cape Town (CPT) é o segundo mais movimentado da África do Sul – o primeiro fica em Joanesburgo. Ele funciona como hub da companhia sul-africana South African Airways (SAA) e, por isso, há muitos conexões daqui para outras regiões do país e do mundo.

Ele fica a 22 quilômetros do Centro e recebe voos que partem do Brasil, mas que, geralmente, fazem uma parada em Joanesburgo. Para saber mais, veja: Como ir do aeroporto ao centro de Cape Town.

Onde comer | Esta foi a cidade mais barata que eu visitei na África do Sul, principalmente em relação a gastronomia. O bobotie, um típico prato sul-africano, custa apenas R$ 19. Eu recomendo o restaurante Old Mill Restaurant. Aproveite para experimentar, também, a pizza de avestruz.

Visto e documentos | Brasileiros não precisam de visto para entrar e permanecer na África do Sul por até 90 dias. Entretanto, é necessário apresentar o passaporte com validade de, pelo menos, um mês depois da data prevista para o retorno. É muito importante ter um seguro viagem enquanto estiver no país para ser atendido em caso de incidentes. Veja como comprar o seguro viagem com descontos exclusivos.

Vacinas | O Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) contra a febre amarela é obrigatório. Sem ele, você pode ser impedido de entrar no país. Nessa região, há muitos insetos e, também, casos de malária. Veja como se proteger aqui.

Por esse e muitos outros motivos, eu não aconselho viajar sem um seguro viagem. Ele custa pouco e pode ser muito útil na hora de uma emergência médica ou hospitalar. Eu indico a Seguro Promo, empresa que tem os melhores preços da internet.

Veja todos os posts da África do Sul

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

André Araújo

Consultor de turismo e jornalista, acredito que viajar nos enriquece muito mais do que ter alguns trocados no bolso. Curto viajar para lugares incomuns, no Brasil e no exterior, e, nessa jornada, já passei pela América do Sul, Europa e África.

Escreva um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.