O barreado do litoral paranaense

0

Atualizado em 9 de maio de 2016

Quem vem ao litoral do Paraná pode ir se preparando para encher a barriga. Além dos pratos baseados em frutos do mar, a tradição por aqui é o peculiar barreado, um cozido de carnes que teve sua origem com os portugueses que chegaram por essas bandas – mas há quem defenda que ele seja uma herança dos tropeiros que passaram por aqui.  Na região de Morretes, onde o prato é mais conhecido, dizem que ele surgiu no tempo das festas quando as pessoas não queriam perder tempo preparando a refeição: como não perde o gosto ao ser requentado, dá para comer essa iguaria por dias seguidos sem reclamar.

O mais interessante em toda essa história é a forma tradicional de preparo. Originalmente esse prato é feito em uma panela de barro que permanece no fogo por cerca de 20 horas até a carne se desfazer totalmente de tão cozida.

Para acelerar esse processo, era comum vedar a tampa da panela com uma mistura de farinha, cinza e água. Popularmente, isso se chamava barrear a panela, e foi daí que surgiu o nome do prato.

O barreado do litoral paranaense

O barreado é um cozido de carnes servido com farinha de mandioca.

O barreado do litoral paranaense

Tradicionalmente a carne é cozida até se desfazer.

A receita tradicional é feita com um ou mais tipos de carne – pode ser maminha, paleta e patinho. Para temperar é acrescentado cebola, alho, toucinho, pimenta-do-reino, cominho e louro, não apenas para dar um aroma especial, mas também por causa de suas propriedades digestivas, já que o barreado é um prato bastante pesado.

Mas comer o barreado não é algo assim tão simples. Ele é servido com farinha e banana, e é na hora de colocar isso tudo no prato que uma técnica especial é exigida: o barreado precisa ser servido bem quente para cozinhar a farinha e formar o pirão.

Para se servir é só fazer assim: com o barreado bem quente, coloque no prato duas ou três colheres de farinha de mandioca e mexa até perceber que está formando uma pasta homogênea. Para ver se funcionou, vire o prato de cabeça para baixo. Se o barreado não cair é porque deu certo.

Depois disso, corte uma banana em fatias e saboreie o mais tradicional prato do litoral paranaense. Ante, ou depois, experimente a cachaça de banana, muito apreciada em Morretes.

O barreado do litoral paranaense

Para comer é preciso fazer um pirão com a farinha e o cozido bem quente.

O barreado do litoral paranaense

É só acrescentar a banana picadinha e pronto.

O barreado do litoral paranaense

A cachaça que tem cheiro e gosto de banana.

Onde comer o barreado

No restaurante Ponte Velha, em Morretes, eu comi um bem servido barreado. O prato é acompanhando de arroz, banana, peixe, camarão e salada. Essa refeição custa R$ 47 e serve facilmente até quatro pessoas.

Em Antonina, o melhor barreado é servido no restaurante Bunganvil, um dos mais tradicionais dessa adorável cidade. É possível comer o barreado também em Paranaguá.