Feijoada de Frutos do Mar

0

Atualizado em 28 de outubro de 2016

Um dos mais famosos pratos da cozinha brasileira, a feijoada ganhou sabores, aromas e cores bem diferentes no Bar do Davi. Funcionando em um simples conjugado de dois andares no morro Chapéu Mangueira, Rio de Janeiro, o boteco é famoso na cidade, mas não apenas: a imprensa nacional e internacional já anunciou aos quatro cantos que aqui se come muito bem.

Filho de um dos fundadores da comunidade, Davi é um empreendedor visionário, daqueles que sempre estão em busca de novidades para agradar aos clientes. É dele a ideia de recriar a feijoada substituindo as tradicionais partes de porco por mariscos frescos, que chegam ao morro trazidos pelos vizinhos pescadores.

O restaurante funciona no segundo andar, em um terraço escorado num pedaço de pedra onde está instalada uma réplica da comunidade ao redor. Na obra de artistas-mirins, tijolos, caixas de sapato e outros elementos recriam a favela. O espaço é simples, mas o atendimento é sofisticado. Atenciosos, Davi e sua equipe recebem bem a todo mundo que faz fila para comer a tal feijoada nos finais de semana.

Feita com feijão branco, lula, polvo, camarão, mexilhão e peixe, a feijoada de frutos do mar é servida em panela de cerâmica. O prato acompanha arroz e farofa, serve duas pessoas e custa R$ 39,90. Para acompanhar, você pode pedir uma caipirinha. Aqui, a bebida ganha outros sabores além do limão: abacaxi com hortelã, maracujá, coco e paçoca são alguns deles. Se quiser ir além, você pode dar uma olhada no cardápio de cachaças, que tem mais de 100 marcas diferentes.

O Bar do Davi fica na Ladeira Ary Barroso, 66, loja 3, Chapéu Mangueira, Leme, e funciona todos os dias, das 8h às 17h.

Minha viagem ao Rio de Janeiro aconteceu a convite do Google.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

Escreva um comentário