Expressões brasileiras: veja as formas diferentes de falar em todo o Brasil

0

Atualizado em 26 de fevereiro de 2021

Expressões brasileiras

Você já deve ter ouvido muitas expressões brasileiras curiosas e que não pareciam fazer sentido, certo?

Qualquer pessoa que viaja pelo Brasil experimenta isso e  é incrível como a gente se surpreende com a riqueza de vocabulário  do nosso povo.

Para você ter uma ideia, eu escolhi algumas expressões de diversas regiões do país para mostrar um pouco de toda essa diversidade.

Expressões Brasileiras

Botar os cachorros: muito usada pelos gaúchos, significa “brigar com alguém”.

Quer um exemplo? Ele saiu de casa correndo depois que a esposa botou os cachorros nele.

Baixa da égua: muito falada no Nordeste e também no Norte do país, essa expressão é usada para se referir a um “lugar muito longe”.

Seria mais ou menos assim: ontem, a gente se divertiu muito lá na baixa da égua.

Expressões brasileiras

Rebolar no mato: se você viajar para o Piauí ou para o Ceará, vai ouvir alguém dizendo isso. E, antes que se assuste, eu vou explicar que a frase significa “jogar fora, no lixo”.

Para ficar mais fácil de entender, veja esse exemplo: anda, menino, rebola isso no mato.

Só o pau da placa: outra expressão típica do Piauí, significa “bêbado, embriagado”.

Eles falam mais ou menos assim: aquele dia eu estava só o pau da placa, mermã.

Aliás, mermã é outra expressão piauiense muito forte e é a simplificação de “minha irmã”.

Quando é fé: é como se fosse um “de repente”, só que mais informal.

Quer um exemplo? Estava caçando um tatu quando é fé apareceu uma onça.

Essa expressão é falada em Minas Gerais e também em Goiás.

Expressões brasileiras

Cheguei no mico: os paranaenses usam essa expressão para dizer que o “carro estava sem combustível”. Parece sem sentido, não é mesmo?

Mas, não estranhe se alguém disser: já era tarde e eu cheguei no mico.

Eles também podem usar no pau da viola para dizer a mesma coisa.

Dança de rato e sapateado de catita: essa é uma das expressões mais curiosas que eu já ouvi. Ela é típica do Amazonas e é usada para se referir “alguém enrolado”.

Sabe quando alguém está enrolando para entregar um trabalho? Você pode dizer que esse sujeito é dança de rato e sapateado de catita.

Você conhece alguma?

Viu como há muitas formas curiosas – e engraçadas – de se comunicar no Brasil?

Com certeza você sabe de alguma. Então, deixe aqui nos comentários. Só não se esqueça de explicar o significado e a região onde é falada.

Veja outras curiosidades do mundo

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

Escreva um comentário