Dinheiro na Bolívia: como fazer câmbio, saques e os cuidados que deve ter

66

Atualizado em 2 de fevereiro de 2022

Dinheiro na Bolívia: câmbio, saques e cuidados

A moeda da Bolívia é o boliviano, identificado oficialmente pela sigla BOB. No país, circulam notas de 5, 10, 20, 50, 100 e 200, e moedas de 1 e 2 bolivianos, e de 5, 10, 20 e 50 centavos. Apesar do câmbio ser favorável para nós, brasileiros, é importante observar algumas dicas para usar seu dinheiro na Bolívia.

É possível trocar dólar e euro em praticamente todas as cidades bolivianas. Na região da fronteira com o Brasil, também é fácil trocar o real. Nas cidades mais ao sul, que fazem divisa com o Chile e a Argentina, os pesos argentino e chileno são facilmente aceitos.

A minha dica é levar dólar, que não tem erro.

Para fazer a conversão da moeda, eu sugiro que você procure uma casa de câmbio ou um banco. Os principais são Mercantil Santa Cruz, de Credito, Union, Nacional de Bolivia e Ganadero. Em todo o país, os bancos abrem das 8h30 às 12h e das 14h30 às 18h.

Nas áreas turísticas, é comum ver pessoas que fazem a troca de dinheiro na rua. Só use esse serviço em casos de urgência, se essa for a última opção. Ah, e só para tocar apenas valores baixos.

Cuidado com as notas falsas

Na Bolívia, a circulação de notas falsas é alta. Trocar dinheiro em qualquer lugar aumenta o risco de você ser surpreendido com esse calote. Eu nunca tinha passado por isso em todas as minhas viagens, mas, na Bolívia, eu recebi uma nota de dinheiro falsa.

A sensação é muito desagradável. Ao tentar pagar uma refeição, a operadora do caixa se negou a receber meu dinheiro dizendo que aquela nota não era verdadeira. Tentei contestar, mas nem ela mesma soube me explicar, com clareza, quais eram as diferenças. Assim, percebi que as notas falsas circulam tranquilamente por todos os lados e é quase impossível ficar livre de um golpe desses.

Dinheiro na Bolívia: câmbio, saques e cuidados

Como  sacar dinheiro na Bolívia

Há caixas eletrônicos 24 horas em todas as principais cidades do país. Mas, saiba que não é assim em cidades menores, no interior do país. Com seu cartão de crédito ou débito internacional, você pode sacar na moeda local pagando a cotação do dia, mais o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 6,38%.

Para enviar e receber dinheiro na Bolívia, a forma mais prática é utilizar os sistemas do Western Union e do Mone Gram. As duas redes têm agências oficiais nas principais cidades bolivianas. É por meio delas que muitas famílias recebem dinheiro de seus parentes que vivem no exterior.

Para conferir a cotação da moeda, consulte o Banco Central.

INFORMAÇÕES BÁSICAS
Visto | Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e o prazo de permanência é de 90 dias, podendo ser estendido por, no máximo, mais 90 dias.
Documentos | Você pode usar o passaporte, com validade mínima de seis meses, ou a carteira de identidade, emitida há menos de dez anos.
Dinheiro | A moeda oficial é o boliviano, representado pela sigla BOB. Para sua viagem, você pode levar reais ou dólares. Veja como usar seu dinheiro na Bolívia.
Vacinas | A vacina contra covid-19 não é obrigatória, mas é preciso apresentar teste RT-PCR (veja abaixo). A vacinação contra febre amarela é obrigatória: veja como solicitar o certificado.

INFORMAÇÕES SOBRE COVID-19

As regras para viajantes vacinados e não vacinados são um pouco diferentes. Por isso, é preciso ter atenção na documentação exigida pela imigração boliviana.

Além de todos os documentos básicos de uma viagem internacional, como passaporte ou carteira de identidade, passagem de ida e volta e comprovante de hospedagem, por exemplo, é preciso ter em mãos os seguintes comprovantes:

  1. Seguro viagem com cobertura para covid-19, obrigatório para todos os viajantes – faça uma cotação do seguro viagem;
  2. Certificado de vacinação contra covid-19 com, pelo menos, duas doses, sendo que a última deve ter sido aplicada, no mínimo, 14 dias antes da viagem – exigido apenas de viajantes vacinados;
  3.  Resultado negativo de teste RT-PCR, feito até 72 horas antes da viagem, ou antígeno (teste rápido), feito até 48 horas antes da partida para a Bolívia – exigido apenas de viajantes não vacinados maiores de cinco anos;
  4. Formulário de Localização de Passageiros, disponível no site da Direção-geral de Aviação Civil – apenas um por família.

De forma geral, viajantes brasileiros não precisam fazer quarentena na chegada ao país, mas é importante estar preparado para que restrições que afetem viagens internacionais entrem em vigor com pouco ou nenhum aviso prévio por parte das autoridades bolivianas.

Você pode acompanhar atualizações no site da Embaixada do Brasil em La Paz.

Apesar de não haver restrições nacionais para covid-19, os departamentos e municípios têm a autonomia para impor restrições em nível local.

Acesse o site oficial para acompanhar os números de casos de covid-19 na Bolívia.

SEGURO VIAGEM

Desde que reabriu suas fronteiras,  o seguro viagem com cobertura para covid-19 passou a ser obrigatório  para a Bolívia. Sem ele, você pode ser impedido de entrar no país.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você também terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais dicas da Bolívia

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida é só deixar sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Bolívia.