Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

0

Atualizado em 6 de agosto de 2018

Imagine estar caminhando e, de repente, encontrar um tesouro perdido no meio do nada. Bom, neste caso, não posso chamar o mar Mediterrâneo de nada, mas posso dizer que o tesouro é real e recebe o nome de Coral Lagoon. Essa preciosidade maltesa, que tive a sorte de conhecer, foi um dos lugares mais incríveis que vi na ilha de Malta e merece a visita de todo viajante que passa por aqui.

A lagoa fica no extremo nordeste da ilha, no povoado de Mellieha, e chegar à Coral Lagoon não é uma tarefa muito fácil. É que o acesso é feito por ruas estreitas e o caminho é longo – cerca de 27 quilômetros -, partindo da cidade de St. Julian’s.

No meu caso, eu fiz esse passeio com a escola de inglês ACE English School, onde estudei durante seis semanas em Malta. Acompanhado de monitores e por cerca de trinta alunos da escola, parti para a Coral Lagoon, em um ônibus, e viajamos por cerca de 40 minutos. Depois que o ônibus parou, ainda seguimos caminhando a pé por cerca de dez minutos.

Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

O visual da Coral Laggon.

Mar azul e cristalino

A paisagem aqui é de tirar o fôlego: logo que desci do ônibus, fiquei encantado com a beleza do mar cristalino que cerca esta região e pelo tom azul claro intenso. Mas, o mais encantador da Coral Lagoon – além das águas claras e transparentes – é o grande buraco que lembra a cratera de um vulcão.

Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

É mar azul que vocês querem?

Essa abertura é o que dá mais charme ao local e faz com que ele seja mais especial ainda, sendo considerado, pelos viajantes, uma obra divina. Confesso que não posso discordar, já que a Coral Lagoon, para mim, é uma mistura do surpreendente com o inevitável.

Considerado, também, como um paraíso para os mergulhadores, vários viajantes aproveitam para fazer saltos radicais aqui. Deve ser realmente muito divertido, mas sequer cogitei fazer isso, porque o dia estava frio e ventava muito.

Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

Um tesouro no mar Mediterrâneo.

Dá para nadar aqui

A Coral Lagoon não é muito profunda, além do mais, os guias até disseram que dá para se aventurar e aproveitar a brincadeira na água, mas é um pouco difícil voltar para a superfície e, por isso, a escola não permite que os alunos façam o salto.

Depois de visitar a Coral Lagoon, continuei a caminhada por cerca de mais 30 minutos pela costa do mar Mediterrâneo, e confesso que, cada lugar que passava, era uma grande surpresa: as paisagens são incríveis e dá vontade de ficar aqui o dia todo apenas contemplando a beleza e cada pedacinho desse tesouro perdido de Malta.

Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

Tem gente que pula daqui, mas estava frio e eu preferi não fazer isso.

Por isso, recomendo a todo viajante que passar por Malta: não deixe de visitar este lugar encantado e precioso, porque a Coral Lagoon vai impressioná-lo. Caso decida fazer saltos na lagoa, tenha total cautela e cuidado.

Como conhecer à Coral Lagoon

Quanto custa | O passeio para a Coral Lagoon com a ACE English School custa ERU 6,50, por pessoa, e inclui o transporte de ida e volta, além do acompanhamento de guias.

Quem leva | Eu fiz essa excursão com a ACE English School, a escola onde estudei em Malta, mas não é preciso estar matriculado em um de seus cursos para fazer a viagem.

Quando ir | A Coral Lagoon está aberta durante todo o ano para visitas, no entanto, caso você queira aproveitar para se aventurar nas águas da lagoa, o período mais apropriado é o verão, que começa em junho e vai até setembro.

Nesta época, os preços ficam mais altos na Europa e tudo fica mais lotado. Mas, é nesta estação que a água está menos gelada. Eu estive aqui no início de maio e fazia frio.

Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

Um dos lugares que mais gostei em Malta.

Onde ficar | Sugiro que você fique hospedado nas cidades de St Julians ou Sliema. St Julians é moderna, para os padrões de Malta, e tem diversos restaurantes, bares, boates e um excelente número de hotéis e hostels: eu fiquei no PV Hostel. O acesso fácil ao transporte público também é uma das vantagens para quem se hospeda aqui. Veja opções de hospedagem em St Julians.

Já a cidade de Sliema tem uma orla maravilhosa. Quem se hospeda aqui, além de estar perto da agitação de St Julians, poderá curtir os bares e restaurantes que têm uma vista incrível para o mar Mediterrâneo. A tranquilidade de Sliema faz dela um lugar único em Malta. Veja opções de hospedagem em Sliema.

Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

Depois do ônibus, a gente ainda caminha por cerca de dez minutos.

Como chegar | A Coral Lagoon fica no extremo nordeste da ilha de Malta, no povoado de Mellieha. Para chegar aqui, depois de descer do transporte público, você vai precisar caminhar por uma região de pedras, o que pode ser um pouco desagradável. A forma mais fácil de fazer isso é contratar um bate-volta, como eu fiz, porque é barato e você economiza muito tempo, além de conhecer outros lugares no caminho.

Coral Lagoon: um tesouro escondido em Malta

A Coral Laggon fica em um povoado no extremo noroeste da Malta.

Essencial sobre Malta

Visto e documentos | Brasileiros não necessitam de visto para visitar o país, mas é preciso apresentar o passaporte. Se quiser estudar e trabalhar, você terá que ter uma autorização para isso. Para saber mais, leia: Visto para Malta agora permite estudo e trabalho.  Nenhuma vacina específica é obrigatória.

Seguro viagem | O seguro viagem é obrigatório em Malta. Sem ele, você pode ser impedido de entrar no país. Além disso, com o seguro, você tem garantia de que terá atendimento médico de urgência. Eu indico a Seguros Promo, que tem um sistema muito bom para comparar os preços de várias seguradoras. Eu sempre compro com eles.

Dinheiro | A moeda de Malta é o euro identificado pela sigla EUR e pelo símbolo €. O real não é aceito por aqui, já o dólar pode ser trocado com facilidade nas casas de câmbio. Se quiser economizar na passagem e no hotel, fique de olho nas promoções da Black Friday.

Veja todos os posts de Malta

Minha viagem teve o patrocínio de  ACE English School.

SOBRE O AUTOR

André Pain

Administrador atuando como auditor contábil em uma multinacional e viajante nas horas vagas, meu sonho de criança era conhecer o mundo. Hoje, meu maior prazer é ver isso se realizar toda vez que embarco para um novo destino.

Escreva um comentário