Como é a viagem pela Garden Route

2

Atualizado em 24 de julho de 2018

Inesquecível. É assim que posso definir minha viagem pela Garden Route – Rota dos Jardins, em português. Este é um daqueles passeios que nos surpreende do começo ao fim. Por isso, eu recomendo que o coloque no seu roteiro quando vier a Cape Town.

A Garden Route é um pedaço do paraíso na África do Sul. Durante três dias, percorri, aproximadamente, 1.200 quilômetros. Eu estava acompanhado do incrível guia, Ulrich (ou Didi), da Hotspots2c, que levou nosso grupo a lugares imperdíveis. Fiz essa viagem com mais nove pessoas de diferentes nacionalidades. Tudo em uma confortável van equipada com ar-condicionado e um ótimo sistema de som.

A viagem começa toda sexta-feira, por isso, logo cedo. Por volta das 7h, a van me pegou no hostel e partiu em busca de muitas surpresas e diversão.

Como é a viagem pela Garden Route

A viagem pela Garden Route começa pela Route 62.

Como é a viagem pela Garden Route

Nosso grupo tinha dez pessoas de diferentes nacionaciodades.

Deixamos Cape Town e logo iniciamos a viagem pela Rota 62, uma rodovia cinematográfica que me encantou. Foram, aproximadamente, 450 quilômetros viajando por uma das paisagens mais incríveis que já vi em toda minha vida. O lugar é repleto de montanhas rochosas de tirar o fôlego.

Reserve já o seu hotel em Cape Town e garanta os melhores preços.

Fizemos duas paradas durante todo o percurso até chegarmos à cidade de Oudtshoorn. Aqui, visitamos a Cango Caves, uma incrível caverna no interior da montanha Swartberg. Nunca tinha visto nada igual ou parecido. Andamos por dentro da montanha de calcário e descobrimos cada pedaço dela. Passamos por obstáculos muito legais, que divertiu todo o grupo.

Como é a viagem pela Garden Route

A Cango Caves.

Elefantes

No sábado, segundo dia da nossa viagem pela Garden Route, após descansarmos na cidade de Oudtshoorn, seguimos viagem até o Buffelsdrift Game Lodge, onde fizemos o passeio Elephant Bush Walk: caminhamos e alimentamos três adoráveis elefantes. Confesso que este passeio era o que eu mais estava esperando e superou minhas expectativas. Foi uma experiência incrível.

Percorremos mais 75 quilômetros de viagem com muita diversão e explicações do nosso guia sobre cada lugar que passávamos até chegarmos ao Wilderness National Park para uma atividade bastante legal, a canoagem. Ficamos, aproximadamente, duas horas remando pelo tranquilo rio que cruza o parque e seguimos para a atividade mais radical do dia e, com certeza, a mais radical da viagem toda.

Como é a viagem pela Garden Route

O encontro mais emocionante da viagem.

Como é a viagem pela Garden Route

A experiência é realmente sensacional.

Como é a viagem pela Garden Route

A gente pode tocar e alimentar esses animais.

Bungee Jump

Ainda no sábado, para fechar o dia com chave de ouro, fomos ao maior bungee jump sobre ponte do mundo, localizado na ponte Bloukrans. É claro que eu encarei esse desafio e saltei da ponte: foram 216 metros de muita adrenalina que valeram muito a pena. Eu experimentei uma das melhores sensações da minha vida. Foi sensacional.

Eu conto tudo sobre o salto em: Bungee jump na África do Sul.

Após essa experiência radical seguimos para a cidade de Sedgefield, mais precisamente na praia de Myoli. Essa foi uma grande surpresa para finalizarmos esse dia incrível. Ficamos hospedados de frente para essa praia paradisíaca. Confesso que eu queria ficar ali por muitos dias, talvez nunca mais ir embora.

Como é a viagem pela Garden Route

A ponte onde está o bungee jump.

Como é a viagem pela Garden Route

A belíssima Myoli Beach.

Safári

Mesmo tendo amado a praia de Myoli, o meu último dia na Garden Route reservava algo muito especial, o safári. Já no domingo chegamos ao Botlierskop Private Game Reserve por volta das 11h da manhã e ficamos lá por pouco mais de duas horas.

O safári foi simplesmente incrível. A bordo de um 4×4, andamos pelo gigantesco parque e encontramos animais como: leão, zebra, rinoceronte, avestruz, búfalo, elefante e outros. Vir à África do Sul e não fazer um safári é inaceitável, por isso, fiquei muito feliz e satisfeito com este passeio, que foi sensacional.

A viagem pela Garden Route é inesquecível. A Hotspots2c, empresa que me levou para essa aventura, preparou essa viagem pensando em cada detalhe, por isso aproveitei cada segundo, ou melhor, cada quilômetro percorrido. Fiquei completamente satisfeito com tudo que eles nos proporcionaram, inclusive as surpresas durante a viagem, que é claro, não irei contar para que você descubra. Ah! Quem é leitor do blog tem 10% de desconto nas compras feitas pela internet.

Além disso, o nosso animado e empolgado guia, Didi, explicava cada detalhe sobre a viagem e sobre os lugares que visitaríamos, tirava nossas dúvidas, animava toda a turma, além de fazer paradas estratégicas para irmos ao banheiro, para fazermos compras e até mesmo para tirarmos fotos.

Como é a viagem pela Garden Route

Didi, o nosso experiente guia.

Como é a viagem pela Garden Route

O veículo que nos transportou.

Planeje sua viagem pela Garden Route

Quanto custa | A viagem pela Garden Route por três dias com a Hotspot2c custa ZAR 3.600, mas comprando neste link, você tem 10% de desconto. O pacote e inclui transporte, café da manhã, hospedagem e as entradas nos atrativos, menos no Buffelsdrift Game Lodge, que custa ZAR 360, e o salto de bungee jump, que custa ZAR 900.

Quando ir | Cape Town tem as quatro estações do ano bem definidas. O verão, entre novembro e fevereiro, é quente, seco e com pouca chuva. Nesse período, as temperaturas máximas ficam entre 25 e 27 graus. No inverno, os termômetros chegam a marcar sete graus, sendo os meses de junho a agosto os mais chuvosos. Em fevereiro, março e novembro quase não chove. Antes de planejar sua viagem, leia: Veja quando ir à África do Sul.

Quem leva | Eu fiz este passeio com a Hotspots2c, uma agência de viagens de Cape Town que está no mercado desde 2007, e já foi escolhida por mais de 20.000 viajantes. A estrutura da agência e a qualidade dos guias turísticos são os diferencias da Hotspots2c, o que a torna a melhor escolha para sua viagem pela África do Sul e eu, com certeza, recomendo. Comprando neste link, você tem 10% de desconto.

Como chegar | Sem dúvida, contratar uma empresa para lhe mostrar o melhor desta região é uma ótima escolha. Assim, você não se preocupa com nada, a não ser em se divertir. Entretanto, se preferir, você pode alugar um carro para fazer todo esse percurso no seu tempo, mas lembre-se de que, para dirigir na África do Sul, brasileiros precisam da permissão internacional. A Carteira Nacional de Habilitação não é aceita.

Uma opção mais barata é fazer esse trajeto de ônibus, com o Baz Bus. Ele para em determinados pontos onde você pode descer e, depois, retomar a viagem.

Onde ficar | Sua base para este passeio será Cape Town. O centro da cidade ganha alguns pontos na hora de escolher onde se hospedar em Cape Town, pois ele fica perto de lugares bastante visitados, como o Waterfront, e é recheado de museus e restaurantes. Além disso, essa região tem fácil acesso ao meios de transporte público e o preço da hospedagem aqui é mais camarada. Veja mais dicas em:  Onde se hospedar em Cape Town.

Visto e documentos | Brasileiros não precisam de visto para entrar e permanecer na África do Sul por até 90 dias. Entretanto, é necessário apresentar o passaporte com validade de, pelo menos, um mês depois da data prevista para o retorno. É muito importante ter um seguro viagem enquanto estiver no país para ser atendido em caso de incidentes. Veja como comprar o seguro viagem com descontos exclusivos.

O Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) contra a febre amarela é obrigatório. Sem ele, você pode ser impedido de entrar no país. Nessa região, há muitos insetos e, também, casos de malária. Veja como se proteger aqui.

Essa viagem teve o patrocínio de Hotspots2c.

SOBRE O AUTOR

André Pain

Administrador atuando como auditor contábil em uma multinacional e viajante nas horas vagas, meu sonho de criança era conhecer o mundo. Hoje, meu maior prazer é ver isso se realizar toda vez que embarco para um novo destino.

2 Comentários

Escreva um comentário