Como chegar ao Rio de Janeiro

0

Atualizado em 18 de junho de 2018

Se você quer se juntar aos milhões de turistas que visitam a capital carioca todos os anos, é bom entender como chegar ao Rio de Janeiro, porque há muitas opções. Eu listei as principais e mostro porque e quando escolher cada uma.

Primeiro, vale lembrar que a Cidade Maravilhosa, com seus encantos e problemas, continua sendo o lugar mais visitado do Brasil: todo mundo quer caminhar pela orla de Copacabana e Ipanema, sentir a energia que vem de sua paisagem e ver de perto o Cristo Redentor, né?

Mesmo com clima leve, onde as pessoas gostam de arrastar os chinelos no chão e curtir a maresia, a capital carioca é uma cidade grande. E é esse tamanho de metrópole que cria diversas maneiras de chegar ao Rio de Janeiro: dá, até mesmo, para incluir a cidade em um roteiro de cruzeiro.

Como chegar ao Rio de Janeiro

Avião | O Rio é servido por dois aeroportos: o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (GIG), conhecido como Galeão, e o Aeroporto Santos Dumont (SDU).

Normalmente, voos que chegam ao Galeão têm um preço mais em conta, exatamente por causa da localização do aeroporto, um pouco afastado do centro da cidade. Um táxi convencional até Copacabana, por exemplo, custa cerca de R$ 80. De Uber, o valor cai para cerca de R$ 50.

Uma informação muito importante é que a Linha Vermelha, a rodovia que nos leva até o Galeão, tem tido muitos confrontos entre bandidos e policiais, o que deixa a viagem mais perigosa.

Como chegar ao Rio de Janeiro

O aeroporto do Galeão fica mais longe do centro.

Por outro lado, o Santos Dumont fica bem perto de tudo e tem mais opções de transporte público na hora de chegar e sair do aeroporto: usar o moderno VLT é muito prático. Uma corrida de Uber até Copacabana, por exemplo, custa cerca de R$ 25.

Então, você já viu que deve analisar o que vale mais a pena: pagar por uma passagem mais barata ou reduzir o tempo de deslocamento entre o aeroporto e seu destino na cidade. De qualquer forma, promoções para chegar ao Rio de Janeiro de avião são constantes, e é só ficar de olho.

Como chegar ao Rio de Janeiro

Escolhe um assento na janela pra ver a beleza do Rio quando o avião se aproximar.

Carro | Viajar de carro sempre resulta em mais liberdade no destino, e no caso do Rio não é diferente. Quem escolhe chegar aqui dirigindo pode usar o veículo para se deslocar dentro da cidade. Com isso, fica mais fácil conhecer lugares mais distantes.

Vale ressaltar que o problema de estacionamento é real e pode ser um estresse durante a viagem. Assim como o preço da gasolina e o trânsito caótico nos horários de pico.

Belo Horizonte é a capital mais próxima da Cidade Maravilhosa, seguida por São Paulo e Vitória. As principais rodovias são a BR-040, que vai até Brasília; a BR-101, que corta o Brasil de norte a sul pelo litoral, e a BR-116, conhecida como Via Dutra, que faz a ligação da cidade carioca com São Paulo. Todas elas têm cobrança de pedágio em alguns trechos.

Ah! Se escolher fazer essa viagem de carro, tente incluir, pelo menos, um dia em Angra dos Reis e Ilha Grande, para conhecer mais um paraíso do Brasil.

Como chegar ao Rio de Janeiro

Fachada da sempre movimentara rodoviária Novo Rio.

Ônibus | Chegar ao Rio de Janeiro de ônibus é tarefa cansativa, mas pode ser uma boa opção para quem não quer depender das variações do preço da passagem de avião e também não pode vir de carro.

O ideal é optar por um trecho noturno e passar as longas horas de viagem dormindo – ou pelo menos tentando dormir.

A Rodoviária Novo Rio fica próxima do Centro e da Zona Sul. Mas, se o seu local de hospedagem não for por aqui, é fácil encontrar transporte perto do terminal. Uma das opções é usar o metrô e o VLT. Se quiser saber mais, leia: Como usar o metrô no Rio de Janeiro.

Como chegar ao Rio de Janeiro

Para andar na cidade, usar o metrô é uma boa pedida.

As principais empresas que operam no terminal são Águia Branca, 1001, Itapemirim e São Geraldo. O preço da passagem varia de acordo com a sua cidade de saída.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.