Balneário Municipal de Bonito: opção barata

9

Atualizado em 19 de abril de 2018

Bonito tem fama de ser um destino caro, mas nem tudo aqui tem os preços acima daquilo que podemos pagar. Muitos passeios, aliás, têm preços mais baratos na baixa temporada e isso pode ajudar muito a aliviar o peso no seu bolso. Mas, se quiser mesmo fazer um programinha barato e muito divertido, eu lhe aconselho a conhecer o Balneário Municipal de Bonito.

Só pra você ter uma ideia, enquanto outros passeios cobram mais de R$ 150 por algumas horas de aventura, no Balneário Municipal de Bonito você pode curtir praticamente o dia inteiro pagando apenas R$ 25, na baixa temporada, e R$ 30, na alta. É claro que eu não quero comparar ou desmerecer qualquer passeio da região. Meu objetivo é apenas lhe mostrar que a cidade pode, sim, ser divertida e barata.

Mas, olha, as notícias boas não acabam aqui. O Balneário Municipal fica a apenas sete quilômetros do centro de Bonito. Isso significa que você pode chegar aqui de táxi, de bicicleta e até mesmo a pé, dependendo da localização do seu hotel.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

Às margens do Rio Formoso a sua diversão está garantida.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

Essa gringa resolveu relaxar lendo um livro.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

O espaço é amplo e cheio de árvores.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

As piraputangas.

Nas águas cristalinas do Rio Formoso, eu mergulho com piraputangas tão grandes que mal caberiam em meu prato. Acostumadas a serem tratadas com ração pelos turistas, elas sempre ficam por aqui. Chega a ser engraçado como elas nadam tranquilamente perto da gente sem qualquer cerimônia.

Com estacionamento, quadras de vôlei, banheiros, lanchonetes e restaurantes, o Balneário Municipal de Bonito é uma ótima opção para famílias com crianças ou para a galera de amigos passarem o dia se refrescando. Mas se o cansaço bater, relaxar debaixo de uma das árvores do local será uma boa escolha. Aqui, o único risco que você corre é o de ser acordado por uma das várias araras e macacos que se abrigam na copa das árvores.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

Eu parecia não acreditar no que estava vendo.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

Os peixes chegam bem perto da gente sem qualquer medo.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

Nadando acompanhado de piraputangas.

Balneário Municipal de Bonito: opção barata

Duas das várias araras do Balneário.

Planeje sua visita ao Balneário Municipal de Bonito

Quando ir | O Balneário funciona o ano inteiro. Nos finais de semana ele fica lotado já que moradores das cidades vizinhas vêm para cá se refrescar. Isso também acontece na alta estação: durante as férias escolares e nos feriados nacionais. No período de seca, de maio até agosto, a água fica mais cristalina, mas no período chuvoso, de dezembro a março, os rios estão mais cheios.

Quanto custa | No Balneário Municipal de Bonito você vai pagar R$ 25, na baixa temporada, e R$ 30, na alta. Todos os atrativos da região trabalham com o voucher único que é emitido por uma agência de turismo. Se você chegar no Balneário Municipal sem esse voucher, você não poderá entrar. Todos os preços dos passeios de Bonito são tabelados e iguais para todas as agências.

Como chegar | Na MS-178, como se estivesse saindo de Bonito, pegue a segunda saída na rotatória. A entrada do Balneário Municipal estará a 100 metros. De táxi você deverá pagar em torno de R$ 15. O aluguel de bicicleta custa R$ 10, em média. Veja mais informações de como chegar a Bonito.

O que levar | Roupas de banho, óculos de sol, esnórquel e protetor solar. É permitido levar bebida e comida, exceto embalagens de vidro.

Onde ficar | Construído em uma agradável área verde, o Hotel Pousada Águas de Bonito é uma excelente opção para você desfrutar seus dias em Bonito. Bem pertinho do Centro – apenas 1,2 quilômetro -, ele tem uma excelente estrutura com spa, academia, restaurante e uma agência que vende todos os passeios da região. As diárias para o casal variam entre R$ 420 e 520. Ah, não deixe de experimentar a merenda pantaneira que é servida diariamente nos finais da tarde. Eu explico como é se hospedar no Águas de Bonito neste post.

Veja todos os posts de Bonito

Minha viagem teve o patrocínio de Hotel Águas de Bonito.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um viajante apaixonado pelas coisas desse mundo. Um jornalista que adora contar boas histórias e compartilhar informações de viagem. Meu propósito de vida é ajudar outras pessoas a conhecerem lugares novos e a viverem experiências inesquecíveis.

9 Comentários

  1. Pingback: Viagem para Bonito - Como chegar, Quando ir, Onde Ficar e O que fazer

  2. Avatar

    Conheci bonito morando em Pres. Prudente SP, más com um cidadão de lá, o povo é simples e no balneário jogamos frutas caídas dos pés para os peixes que luta dos peixes foi muito legal, existe isso em que outro lugar??, se der vá lá, esqueça um pouco a praia,

    lá é lindo.

  3. Avatar

    Oi, Altier! Tudo bem?
    Conheci seu blog por acaso, pesquisando sobre a Colômbia, e estou adorando!
    A propósito, fiquei muito feliz ao ver que você conheceu e gostou de minha terra-natal (o Acre), já até encaminhei o link pra minha família.
    E quanto a Bonito, depois que fui lá cheguei a duas conclusões: 1) Ali não é “apenas” Bonito, pois é lindo demais! 2) É possível fazer ecoturismo e ser sustentável de forma organizada – falo isso pois me decepcionei com a organização em Noronha, e toda vez a desculpa dada era “aqui é ecoturismo e tem que ser sustentável”…
    Grande abraço e quando vier ao Recife (onde resido hoje), mande notícias!

    • Altier Moulin

      Oi Lázaro,

      Gostei muito do Acre, viu! Bonito é realmente um exemplo para o mundo de turismo sustentável. E, sim, Recife está nos meu próximos planos.

      Um abraço.

Escreva um comentário