Um passeio pelo Centro Histórico de Cáli

12

Atualizado em 12 de março de 2018

Assim como aconteceu com Medellín, as notícias que me chegavam de Cáli nunca eram muito animadoras. Para ser bem sincero, nunca havia imaginado estar aqui. Mas, como para um bom viajante todo destino pode ser um bom destino, eu incluí Centro Histórico de Cáli na minha rota. E lhe adianto, não me arrependi.

Para completar seu roteiro, leia também: O fantástico Zoológico de Cáli.

É verdade que Cáli é a segunda cidade mais perigosa da Colômbia. E, se em Bogotá e Medellín eu pude ver muitos policiais, aqui, em três horas de caminhada pela cidade, vi apenas três. Ao chegar, várias pessoas me advertiram a não andar com a câmera fotográfica, ou deixar à mostra qualquer coisa que pudesse chamar a atenção de bandidos. Eu segui os conselhos e foi tudo tranquilo. Sinceramente, penso que os cuidados que tive em Cáli são semelhantes aos que teria em qualquer grande cidade latino-americana.

Então, se segurança era a sua grande preocupação, você pode ficar tranquilo. Dá para seguir o roteiro que eu fiz totalmente a pé pelo Centro Histórico de Cáli sem problemas. E pode ter certeza que você poderá contar com a amabilidade dos colombianos que sempre – sempre mesmo – estão dispostos a ajudar.

Seja na hora de procurar um táxi, seja quando o seu espanhol não for suficiente para explicar o que precisa, sempre haverá alguém para lhe socorrer. Contando com esse ponto altamente positivo, comece o seu passeio. Veja no mapa abaixo os lugares por onde você vai passar. Assim, você estabelece a melhor rota seguindo suas afinidades.

Centro Histórico de Cáli

Casario típico do Centro Histórico de Cáli.

Museo del Oro Calima | É verdade que o museu do ouro de Cáli é muito mais simples do que o de Bogotá. Mas, já que você está aqui pertinho, vale a pena visitá-lo. A entrada é gratuita. Em uma única sala, o museu reconta a história dos três povoados indígenas que habitavam a região antes da chegada dos espanhóis.

Aqui, admire a precisão de peças milimétricas e entenda como eram os rituais de sepultamento dos mortos. Particularmente, gostei muito do sarcófago e da múmia em posição fetal, que estão muitíssimo bem conservados. O museu funciona de terça a sexta, das 9h às 17h. Aos sábados das 10h às 17h.

Reserve já o seu hotel em Cáli e garanta os melhores preços.

Iglesia e Museo Arqueológico de La Merced | Este prédio data de antes da fundação de Cáli. Aliás, aqui foi celebrada a missa de fundação da cidade, em 1536. Essa construção antiga abriga um interessante museu com objetos da era pré-colombiana pertencentes às culturas Quimbaya, Tolima, Calima, San Agustín, Nariño e Tumaco. As visitas podem ser feitas de segunda a sábado, das 9h às 13h e de 14h às 18h. A entrada custa COP 4.000.

Teatro Municipal Enrique Buenaventura | Bem pertinho do Museo del Oro, aproveite para apreciar a bela arquitetura deste teatro.

Iglesia de San Francisco | Esta bela construção fica em frente à sede do governo local em uma praça tradicionalmente construída no estilo espanhol.

Centro Histórico de Cáli

O Museo del Oro de Cáli.

Centro Histórico de Cáli

Fachada do Teatro Municipal.

Centro Histórico de Cáli

Museo e Iglesia de La Merced.

Centro Histórico de Cáli

Iglesia de San Franscisco.

Orla do Rio Cáli | A famosa escultura Gato del Rio fica estrategicamente posicionada em uma das áreas mais bacanas de Cáli. Aqui é o lugar que você deve escolher para relaxar, protegendo-se nas sombras dos imensos bambuzais, ou fazer uma caminhada despretensiosa para observar a vida que corre às margens do rio.

Museo la Tertulia | O Museu de Arte Moderna de Cali é muito bacana. São três andares com obras fascinantes de artistas colombianos, mas o meu destaque vai para a sala El Cuerpo. Já na sala de exposições temporárias, que funciona no prédio ao lado, visitei as obras do movimento arte revolucionária. Elas foram produzidas por um grupo de artistas colombianos na década de 1970 que expressava o seu engajamento político por meio de cartazes e outras peças.

O museu abre de terça a sábado, das 10h às 18h, e aos domingos, das 14h às 18h. A entrada custa COP 4.000, mas aos domingos é gratuita.

Museo Caliwood | Se você é apaixonado por cinema, aproveite para dar uma passada neste pequeno museu. Aqui, é explicado como são feitas as produções cinematográficas da região. Ele fica pertinho do Museu la Tertulia e funciona de segunda a sexta, das 8h às 12h, e das 14 às 18h. Aos sábados e feriados, das 15h ás 18h e, aos domingos, das 10h às 18h. A entrada custa COP 10.000.

Iglesia San Pedro | Considerada por muitos anos a mais importante edificação do Centro Histórico de Cáli, esta igreja tem suas bases lançadas no ano de 1608. Ela é considerada o maior exemplo arquitetônico dos primeiros anos da cidade.

Colina de San Antonio | Este pequeno monte, onde está a capela de Santo Antônio, proporciona uma vista muito interessante da cidade, principalmente da parte mais antiga. Atrás dele fica o Cristo Rei, um dos pontos mais visitados de Cáli. Aproveite para tirar boas fotos aqui.

Centro Histórico de Cáli

Museo de Arte Moderna La Tertulia.

Centro Histórico de Cáli

Orla do Rio Cáli: ideal para uma caminhada tranquila.

Centro Histórico de Cáli

A área do El gato del Rio é ideal para descansar depois de visitar o Centro Histórico de Cáli

Centro Histórico de Cáli

Capela de San Francisco.

Centro Histórico de Cáli

Vista do Centro Histórico de Cáli a partir da Colina San Francisco.

Planeje-se para conhecer o Centro Histórico de Cáli

Quando ir | O clima de Cáli é tropical equatorial. A Cordilheira Ocidental bloqueia as frentes de ar úmido provenientes do Pacífico, impedindo que esfriem a cidade. A temperatura média é de 26 graus. A estação seca vai de dezembro a março e de julho a agosto, e a estação de chuvas, de abril a junho. Para saber mais, leia: Quando ir a Cáli.

Como chegar | O Aeroporto Internacional Alfonso Bonilla Aragón (CLO), que atende a cidade de Cáli, fica em Palmyra, a 15 quilômetros. Um táxi daqui até o centro de Cáli custa COP 48.000, mas se quiser economizar há ônibus que partem a cada 15 minutos e lhe deixam na estação rodoviária de Cali – o Terminal 1 – por apenas COP 5.000. Daqui, tome um táxi até o seu destino final e pronto. Eu paguei COP 7.000 por um táxi do Terminal 1 até o hostel El Viajero, onde me hospedei.

Para ir do Centro ao aeroporto, o procedimento é parecido. Tome um táxi até o Terminal 1 e, no segundo piso, procure pelo guichê da empresa Rápido Aeropuerto. A passagem também custa COP 5.000, e você espera o ônibus partir sentado em uma sala com ar condicionado, água e café. Os ônibus partem a cada 15 minutos, das 4h30 às 20h. Veja mais em: Como chegar a Cáli.

Quem leva | Se você quiser sair do Brasil com tudo garantido, uma boa opção é comprar logo o seu passeio. Veja algumas opções de passeios  em Cáli.

Onde ficar | Essa cidade colombiana tem um estilo muito especial, e para aproveitar o melhor de seu lado histórico e contemporâneo, eu sugiro escolher bem onde se hospedar. Algumas boas opções de hotéis estão em Granada, a região mais moderna, e em San Antonio, onde fica a área histórica da cidade.

Eu me hospedei no El Viajero Hostal, um hostel muito bacana que fica em um antigo casarão no bairro San Antonio. Ele tem internet sem fio e uma piscina bem agradável. Veja mais em: Onde se hospedar em Cáli.

Informações essenciais

Visto e documentos | Brasileiros não precisam de visto para ficar na Colômbia por até 90 dias, e, como o país faz parte do Mercosul, você só precisa apresentar sua carteira de identidade, desde que ela esteja em bom estado de conservação e tenha sido emitida há menos de dez anos, ou o passaporte, claro.

Vacina | Desde abril de 2017, o governo colombiano exige a vacinação contra a febre amarela. Depois de vacinado, você terá que solicitar o Comprovante Internacional de Vacinação, como eu explico em: Como solicitar o certificado de vacinação.

Informações importantes | Para planejar sua viagem com segurança e tranquilidade, eu sugiro que você também leia este post: Viagem para a Colômbia: visto, taxas e vacinas. Para saber qual a melhor forma de levar seu dinheiro na viagem, leia: Dinheiro na Colômbia: câmbio, saque e taxas.

Veja todos os posts de Cáli

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

12 Comentários

  1. Muito legal seu blog. Tô pegando várias dicas sobre a Colômbia, para onde estou planejando minha próxima viagem. Cali vale mesmo a pena? Terei 12 dias, os quais dividirei entre Bogotá, Cartagena, San Andrés e uma outra cidade, que pensei em Medellin, Santa Marta ou Cali.

    • Altier Moulin

      Oi Eduardo,

      Cara, eu gostei sim de Cáli, especialmente da parte histórica, mas Santa Marta pode ser mais interessante se você gosta de natureza. Vá a Santa Marta.

      Um abraço.

  2. Lyvia Rodrigues on

    Oi Altier, tudo bem? Lendo os comentários entendi que não é possível comprar passagem somente de Ida para um destino, é isso? Por exemplo: se eu quiser fazer Colombia + Catagena + San Andres, eu não posso apenas migrado de uma cidade à outra até voltar para Colômbia ponto de partida para retornar ao Brasil? Ma verdade eu preciso voltar à cidade de origem ir a outro destino, ficando desta forma:

    colômbia – catagena
    Catagena – Colômbia

    Colômbia – san andrés
    San Andrés – colombia

    Colômbia – Rio de Janeiro.

    É isso?

    Grata,

    • Altier Moulin

      Oi Lyvia,

      Sua pergunta está um pouco confusa: acho que onde você escreveu Colômbia, você queria dizer Bogotá, certo?
      Então, você entendeu errado. Somente para San Andrés que é obrigatório ter passagem de ida e volta. Par as outras cidades você pode comprar apenas ida normalmente.

      Um abraço.

  3. Obrigada pelas informações

    To indo agora em junho para a Colombia, queria saber se é fácil o câmbio real-peso, ou terei que comprar dólar

    Parabéns pelo blog

    😉

Escreva um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.