Site reúne pessoas que não querem viajar sozinhas

0

Atualizado em 14 de setembro de 2016

Ter alguém com quem viajar nem sempre é fácil e muita gente não se sente a vontade para colocar a mochila nas costas e sair por aí conhecendo lugares diferentes. É nessas horas que o Mesmo Destino, um site pensado para pessoas que não querem viajar sozinhas, pode lhe ajudar.

A ideia é muito simples. Você faz um cadastro no site, informa o destino e as datas que pretende viajar. Automaticamente, o sistema cruza as informações e mostra quem está planejando fazer um roteiro semelhante ao seu naquele período. Uma vez que o match de viagem deu certo, você pode conversar com o outro viajante e trocar informações.

Além disso, a ideia ainda tem um impacto no seu orçamento de viagem, já que viajando acompanhado você pode, além de fazer amigos, rachar o preço do transporte, da hospedagem, da alimentação e muito mais.

A Ideia do Mesmo Destino nasceu depois que o analista de sistemas, Vitor Cortez do Amaral, fez uma viagem organizada via Orkut, em 2008. Antes de se encontrarem na capital baiana para seguir por um mochilão pelo Nordeste, os viajantes não se conheciam pessoalmente.

Oficialmente, o projeto foi lançado em 2015, e já tem uma versão para smartphones. Além disso, você pode se cadastrar por meio de sua conta no Facebook.

Pesquisa

O estudo sobre o perfil do viajante brasileiro realizado pelo Instituto Phocuswright, especializado em pesquisas sobre o mercado de turismo e viagens, mostrou que 38% das pessoas viajam com mais um adulto ou casal. Segundo os dados levantados, 18% dos turistas disseram viajar sozinhos, e 9% com um grupo de amigos.

A mesma pesquisa também revelou um crescimento das ferramentas online para compra de pacotes turísticos, planejamento e compra de produtos de viagens. Os smartphones são os protagonistas dessa tendência.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário

Inline
Inline