Site cria ranking de passaportes do mundo

1

Atualizado em 13 de Maio de 2017

Se você é apaixonado por viagens, precisa conhecer o Passaport Index. O site (em inglês) mostra os passaportes do mundo e, ainda, classifica cada um levando em consideração as isenções de visto e as entradas facilitadas que seus donos têm.

Essa pontuação é feita em tempo real e os dados utilizados são baseados em pesquisa própria de fontes publicamente disponíveis e em informações oficiais fornecidas por agências governamentais.

Atualmente, Alemanha e Singapura são os países campeões, com 159 pontos cada, e a Suécia aparece em segundo lugar, com 158 pontos. Os Estados Unidos ocupam a terceira posição, ao lado de países como Itália, Espanha, França e Coreia do Sul, com 157 pontos.

O Brasil aparece em 14º com 144  pontos, o que equivale ao número de países onde brasileiros não precisam de visto ou têm entrada facilitada. Os passaportes com menor pontuação são Afeganistão, com 23 pontos, o Paquistão, com 26, e o Iraque, com 27.

Site cria ranking de passaportes do mundo todo

Mundo sem fronteiras

Muito mais do que apenas um número, o ranking mostra o grau de mobilidade de seus cidadãos e reflete o quanto temos evoluído – ou não – para a construção de um mundo sem barreiras.

Além disso, o site mostra o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que é utilizado como critério de desempate. O IDH, nesse contexto, é uma medida significativa da percepção do país no exterior.

O Passport Index também tem um blog com notícias relacionadas a passaportes, mobilidade global e políticas de vistos de todo o mundo.

Site cria ranking de passaportes do mundo todo

Ranking de passaportes do mundo

Para construir o ranking, foram considerados os 193 países membros das Nações Unidas e seis territórios: Taiwan, Macau, Hong Kong, Kosovo, Palestina e Vaticano. Os territórios anexados a outros países como a Ilha Norfolk, na Austrália, a Polinésia Francesa, pertencente à França, as Ilhas Virgens Britânicas, da Grã-Bretanha, e outros que não emitem passaportes próprios, foram excluídos e não são considerados como destinos.

O total de pontos, chamado pelo site de Visa-Free Score (VFS), inclui o número de países com isenção de visto (VF) e os casos facilitados, como visto eletrônico ou o visto de chegada (VOA).

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

1 comentário

Escreva um comentário