Razões para você viajar para Manaus

5

Atualizado em 8 de agosto de 2017

Guilherme Pesqueira é jornalista e mora em Brasília. No início deste ano, ele teve a oportunidade de fazer uma viagem bem interessante. “Eu tentei fugir do eixo sudeste e nordeste, por achar que iria gastar demais. Minha proposta era conhecer uma culinária e uma cultura diferente. Daí surgiu a ideia de viajar para Manaus, no Amazonas”, conta o aventureiro.

Como a maioria de seus amigos não poderia acompanha-lo na viagem, Guilherme resolveu embarcar sozinho. “Essa foi uma das melhores decisões de que já tomei na vida”, resume.

Então, acompanhe todas as dicas e anote tudo. Quem sabe você não decide viajar para Manaus muito antes do que pensa?

Passeios incríveis

Entre os passeios, o que mais gostei foi uma visita que fiz a uma comunidade indígena, que tem vários locais para visitação. Logo pela manhã, os turistas são levados para o porto da cidade. Aqui, pegamos uma embarcação confortável e seguimos até um local onde é possível interagir, rapidamente, com os botos.

Gastamos quase uma hora para chegar a este lugar, e, infelizmente, eu não nadei com eles, pois me esqueci de trazer sunga. Aqui, são os próprios nativos da região que cuidam e controlam o espaço.

Razões para você viajar para Manaus

A embarcação que leva os turistas para o passeio.

Razões para você viajar para Manaus

Conforto e segurança pelas águas do Amazonas.

Razões para você viajar para Manaus

O mergulho com botos é uma das atrações.

Depois, voltamos para a embarcação e navegamos por quase uma hora até chegar a aldeia indígena. Na aldeia, encontramos outros grupos de turistas.

O chefe da aldeia explicou um pouco de como os meninos são preparados para se tornarem guerreiros, e falou, também, que quando há algum casamento, a festa pode durar até duas semanas. Então, todos eles representaram a dança que fazem para celebrar a união em matrimônio e, no final, os turistas são convidados a dançar com eles.

Eles também vendem artesanato, que são feitos pelos moradores da aldeia. São muito lindos. Tinham peças que custavam cerca de R$ 50. A empresa de turismo recomenda que a gente leve notas trocadas, pois eles podem não ter troco.

Razões para você viajar para Manaus

Na aldeia indígena.

Razões para você viajar para Manaus

Posando para foto com os índios do Amazonas.

Depois, almoçamos num restaurante flutuante no Rio Solimões. O almoço estava incluso no pacote, mas as bebidas tinham que ser pagas. Uma lata de refrigerante custou R$ 5. No mesmo local, tinha outro espaço para venda de artesanato.

Após o almoço, fomos a um parque ecológico chamado Januari. Aqui, vimos as plantas aquáticas vitória-régia. Depois fomos ao encontro das águas do Rio Negro e Rio Solimões, que são afluentes do Rio Amazonas: um tem a tonalidade escura, o outro, clara; um tem a temperatura baixa, o outro, alta. Por isso, eles não se misturam facilmente. É lindo de ver.

Razões para você viajar para Manaus

A famosa vitória-régia.

Razões para você viajar para Manaus

O Parque Januari também estava em meu roteiro.

Razões para você viajar para Manaus

O imperdível encontro das águas.

O passeio termina passando pelo porto antigo, que foi construído na época de colonização e o novo porto flutuante, que foi construído recentemente. Todas essas atividades acabam por volta de 16h30, e tudo custa R$ 160, sem traslado do hotel até o ponto de encontro. Incluindo esse transporte, o preço sobe para R$ 190. Eu contratei a Amazon Explorers e super recomendo.

Hospedagem barata

Eu fiquei cinco dias na cidade e me hospedei no Hostel Manaus, que fica bem no centro da cidade. Perto de supermercados, do Teatro Amazonas, de alguns restaurantes com comidas típicas e do Mercado Municipal, por exemplo, ele é uma ótima escolha para quem decide viajar para Manaus. O valor das diárias ficou em R$ 220, com café da manhã incluso. O quarto e banheiro eram compartilhados. O local é muito charmoso, bem organizado, os hóspedes são bem tratados.

Razões para você viajar para Manaus

Um dos quartos do Hostel Manaus.

Razões para você viajar para Manaus

Fachada do Teatro de Manaus.

Razões para você viajar para Manaus

O Porto de Manaus.

Culinária exótica

Por dois dias eu fui a um restaurante chamado Tambaqui de Banda, que fica em frente ao Teatro Amazonas. A primeira vez, eu pedi um prato chamado tambaqui de banda, que veio acompanhado de vinagrete, arroz baião de dois e farofa. Mas também pedi uma farofa de castanha – que nunca tinha experimentado -, suco da graviola e uma cerveja chamada Xingu – que também nunca tinha tomado.

O pedido não custou mais que R$ 80. O atendimento é muito bacana. Por volta das seis da tarde, o restaurante vai ficando cheio. Antes disso, é tranquilo achar uma mesa.

Razões para você viajar para Manaus

O tambaqui de lado.

Como achei a comida uma delícia, tive que voltar. No segundo dia eu pedi um prato com espetinho de pirarucu, que vinha acompanhado de arroz branco, vinagrete e farofa. Também pedi um suco de graviola e jenipapo. O caldo de tambaqui eu ganhei de cortesia.

Quando decidi viajar para Manaus, uma de minhas prioridades era experimentar as frutas regionais. O jenipapo foi a que menos gostei. Mas as demais são ótimas, principalmente o taperebá, que é uma delícia. Esse almoço não saiu por menos de R$ 50.

Razões para você viajar para Manaus

O tambaqui no espeto.

Também fui a uma sorveteria chamada Glacial, que tem todos os sabores das frutas típicas da região. Eu experimentei os sabores de: castanha do Pará, buriti, cupuaçu, tapioca, taperebá, tucumã e camu-camu. Todos são muito saborosos. Aqui, as vendas são pelo peso e como em Manaus num dia comum faz mais de 30 graus, tomar sorvete definitivamente é uma boa pedida.

No Mercado Municipal, as comidas são mais baratas. Lá são vendidas todas essas frutas que falei, peixes e muito artesanato. A estrutura foi reformada recentemente, e está ainda mais bonito. Aqui, eu comi um filé de pirarucu, arroz baião de dois, farofa e vinagrete e pedi um suco de taperebá para acompanhar. Já falei que adorei essa fruta, né? Tudo custou R$ 22.

Razões para você viajar para Manaus

A diversidade de pratos é incrível em Manaus.

Razões para você viajar para Manaus

O famoso tacacá.

Em frente ao Teatro Amazonas tem um quiosque que vende tatacá, que é bem famoso naquela região: o Tacacá da Gisela. O tacacá é um caldo feito da mandioca e tem um gosto bem forte. Ele é servido quente e custa R$ 16. Eu não gostei do sabor, mas valeu a experiência. Para saber mais, leia: O tacacá da Região Norte.

Transporte barato

Por ser uma cidade histórica, Manaus tem muitas construções antigas e bonitas. Algumas estão reformadas, restauradas e conservadas, outras nem tanto. Eu passei muito tempo só andando pela cidade admirando a arquitetura.

Do aeroporto para o centro da cidade, eu gastei cerca de R$ 22 no Uber. Mas na volta fui de ônibus. Tem uma linha direto que custa R$ 3,80, se não me falha a memória. Do centro para a Praia da Ponta Negra também tem linha de ônibus, mas fui de Uber para não me perder na cidade – eu já tinha me perdido uma vez e não queria repetir isso. A viagem também custou R$ 22.

Bem ao lado da praia, tem alguns hotéis para quiser ficar hospedado longe do agito do centro da cidade.

Razões para você viajar para Manaus

A arquitetura clássica do centro de Manaus.

Razões para você viajar para Manaus

O estádio feito para a Copa do Mundo.

Viajar para Manaus

É muito bom viajar com amigos, mas quando a companhia deles não é possível, eu aconselho ir mesmo assim. A vida e feita de experiências, e poder conhecer lugares diferentes definitivamente é uma das melhores.

Eu, particularmente, sou muito tímido e não me imaginava sozinho numa cidade estranha. Sem mencionar o fato de dormir no mesmo quarto com outras pessoas. Viajar para Manaus foi incrível e eu não vejo a hora de voltar.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

5 Comentários

  1. MARIA ANGELICA CARNEIRO on

    É assim mesmo, Altier! Já estive umas 3 vezes em Manaus e viajo pelo mundo inteiro sozinha e quando aparece alguma companhia, aproveitamos juntos, mas a maioria das vezes, não coincido com ninguém e aí toco prá frente. Já conheço 59 países e umas 600 cidades; agora será o 60º país: China.
    Abração de uma aventureira
    Maria Angelica

  2. MARIA ANGELICA CARNEIRO on

    Ah e esqueci de dizer que conheço bem o Brasil: quase todas as capitais e muitas cidades. Primeiro, deve ser o que temos mais perto e valorizar tudo aquilo que temos. Amo o meu, o nosso Brasil com tudo o que tem. Abraços

Escreva um comentário