Panela de barro: a arte das paneleiras

0

Atualizado em 20 de fevereiro de 2018

Talvez  o barro seja a mais versátil matéria-prima que já conhecemos. Com ele, é possível fazer até gente, como está escrito na Bíblia. E elas, as paneleiras – que não são apenas mulheres, ganharam fama por suas habilidades manuais ensinadas de geração em geração, desde os ancestrais indígenas, como nos conta a história.

No bairro de Goiabeiras, em Vitória, a feitura da panela é totalmente manual. Não há, em nenhuma das etapas, o processo de mecanização. Até mesmo o torno, muito utilizado por ceramistas, é dispensado pelos artesãos capixabas. Da extração nas jazidas de argila da região, até a queima e coloração com um pigmento extraído da vegetação típica do manguezal, é tudo feito a mão.

Panela de Barro

Mãos habilidosas moldam o barro.

Panela de barro

A queima da panela de barro.

Depois da arte

Na cozinha, a panela ganha sabor. A moqueca, o mais tradicional dos pratos capixabas, é feita na panela de barro. O nome moqueca designa um estilo de preparar o alimento sem água, usando apenas os vegetais e os frutos do mar e, ao contrário da moqueca baiana, a capixaba não recebe azeite de dendê e nem leite de coco. Para se aventurar na cozinha e fazer a sua própria moqueca acesse a receita , mas lembre-se: moqueca boa é feita na panela de barro.

Panela de Barro

A moqueca capixaba.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um viajante apaixonado pelas coisas desse mundo. Um jornalista que adora contar boas histórias e compartilhar informações de viagem. Meu propósito de vida é ajudar outras pessoas a conhecerem lugares novos e a viverem experiências inesquecíveis.

Escreva um comentário