Como visitar os templos de Abu Simbel

12

Atualizado em 13 de abril de 2017

O deserto do Saara é o maior e mais quente do mundo. Aqui, enquanto as temperaturas marcam facilmente 50 graus, milhares de turistas chegam todos os anos para visitar os templos de Abu Simbel, já na divisa do Egito com o Sudão.

Esses dois templos foram construídos por ordem do faraó Ramsés II, em homenagem a si mesmo e à sua esposa preferida, Nefertari. Só que, no final da década de 1950, uma decisão do governo egípcio de iniciar a construção de uma grande barragem que inundaria o vale onde estavam os templos de Abu Simbel gerou grande preocupação internacional.

Para evitar uma catástrofe histórica, os templos foram transferidos do seu lugar original para uma parte mais segura, distante das águas do Lago Nasser – que são cheias de crocodilos. Hoje, eles estão em uma montanha artificial, a cerca de 200 metros acima da posição original.

Para concluir essa tarefa, foi preciso contar com a ajuda de vários países que se solidarizaram com a causa egípcia. Como agradecimento pela mãozinha, o governo presenteou esses países com relíquias de sua antiguidade. É por isso que o santuário de Pedesi e Pithor de Dandur foi reconstruído em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Da mesma forma, a cabeça colossal de Akhenaton, está no Museu do Louvre, na França, e um sarcófago em madeira encontra-se no Museu Nacional de Belas Artes de Havana, em Cuba.

Como visitar os templos de Abu Simbel

As montanhas artificiais que abrigam os templos.

Como visitar os templos de Abu Simbel

Fachada do templo de Ramsés II.

Como visitar os templos de Abu Simbel

As estátuas que ornamentam a entrada do templo de Nefertari.

A viagem até os templos de Abu Simbel começa na pequena cidade de Aswan, nas margens do Rio Nilo. Calma e muito mal cuidada, ela não é a melhor em infraestrutura do país: as ruas são esburacadas e empoeiradas, o transporte e o serviço de alimentação pecam na qualidade.

Até Abu Simbel, são quase quatro horas de viagem: exatamente 280 quilômetros cortando o deserto do Saara. Aqui, compro o ingresso e entro na área dos templos. Eles são realmente muito impressionantes. Os detalhes, as expressões das estátuas e a imponência de suas fachadas que chegam a 33 metros de altura parecem mesmo coisa de faraó.

Entretanto, apesar da beleza exterior os templos são pequenos do lado de dentro, onde é proibido fotografar. Relativamente escuros, o que se destaca por aqui são exatamente as pinturas e as enormes esculturas.

Visitar os templos de Abu Simbel é uma verdadeira jornada, mas cada segundo diante dessa maravilha compensa todo esforço e dinheiro gasto. Esse é um dos lugares dos quais me orgulho muito por ter conhecido.

Como visitar os templos de Abu Simbel

Estátua do templo de Ramsés II.

Como visitar os templos de Abu Simbel

O interior do templo visto da porta de entrada.

Como visitar os templos de Abu Simbel

O Lago Nasser que nasceu da inundação.

Programe sua visita aos templos de Abu Simbel

Quanto custa | A entrada nos templos de Abu Simbel custa, atualmente, EGP 115, e crianças pagam EGP 63,50. A viagem de Aswan até aqui de micro-ônibus custa EGP 100. Uma das grandes dúvidas de quem está planejando uma viagem para o Egito é justamente saber quanto vai gastar por aqui. Eu arrisco dizer que os preços são bem justos, considerando que esta é uma das terras mais visitadas do mundo há séculos. Para ajudar a montar o seu orçamento, todas as minhas dicas estão aqui: quanto custa viajar para o Egito.

Quando ir | O melhor período para visitar o Egito é de outubro a maio, quando as temperaturas não são muito agressivas. Nos feriados de fim de ano e na Páscoa, tudo fica muito mais tumultuado por causa dos turistas europeus que chegam aqui com frequência – principalmente para fazer um cruzeiro pelo Rio Nilo.

Nos outros quatro meses – junho, julho, agosto e setembro – é verão no Egito, e as temperaturas muitas vezes podem chegar perto dos 50 graus, principalmente em Luxor, Aswan e em outras partes do sul do país, como Abu Simbel. Apesar do calor, é nessa época que dá para ver o país sem aqueles milhões de turistas. Os templos de Abu Simbel podem ser visitados todos os dias do ano, das 6h às 17h.

Já comprou o Seguro Viagem?

Como chegar | Para chegar aos templos de Abu Simbel, no extremo sul do Egito, é preciso viajar até Aswan, a 950 quilômetros do Cairo. Uma forma barata e tranquila de fazer essa viagem é de trem, e para saber todos os detalhes você deve ler este post: O trem para Luxor e Aswan.

De Aswan, partem os micro-ônibus que levam diariamente centenas de turistas para Abu Simbel. Como a viagem é feita em comboio – medida adotada pelo governo depois dos atentados terroristas de 1997 –, é necessário acordar bem cedo, por volta das três da manhã, para aguardar que a polícia autorize a viagem. Como não há muitas empresas que operam essa linha, a forma mais fácil de conseguir uma passagem é na recepção de seu hotel. A volta de Abu Simbel para Aswan acontece às 16h.

Se não quiser contratar uma agência para fazer esse passeio, você pode ir de ônibus público. Ele sai da estação rodoviária às 8h e chega a Abu Simbel por volta das 11h30. A passagem custa EGP 30, mas o grande problema é que a volta é às 13h. Isso significa que você terá que fazer a visita correndo. Táxis compartilhados cobram EGP 40 para levar você de volta a Aswan.

Não é permitido que estrangeiros viagem de carro até Abu Simbel por questões de segurança. De avião, a EgyptAir tem voos saindo de Aswan e de Luxor e dá para fazer tudo em um dia. Geralmente os cruzeiros que percorrem o Nilo também fazem parada aqui.

Como visitar os templos de Abu Simbel

A estrada que corta o deserto do Saara.

Onde ficar | Aswan atrai turistas do mundo todo e, assim como Luxor, a oferta de hospedagem aqui é consideravelmente ampla: tem de resorts à beira do Rio Nilo a hostels mais baratinhos. Veja as opções disponíveis na cidade.

Visto | Brasileiros precisam de visto para entrar no Egito. Mas o processo é simples e rápido. Todos os detalhes que você precisa saber estão aqui: como solicitar o visto para o Egito.

Comida e Costumes | Se você nunca viajou para um país árabe, é importante saber um pouco da cultura para minimizar o impacto. Eu escrevi sobre algumas experiências que tive no post costumes e comida do Egito.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

12 Comentários

  1. Bom dia Altier,

    Parabens pela materia, alem de super interessante, esses fatos e detalhes curiosos, levam a ter mais vontade de conhecer alem da História do Egito, as tradições e costumes. Minha próxima parada já tem nome: Egito. Muito obrigada!

  2. Fernanda Barquette on

    Altier, boa tarde!

    Adorei suas dicas sobre o Egito, estou de viagem marcada para maio/2015.
    Vou utilizar suas dicas.
    Você tem algumas dicas sobre Dubai?
    Obrigada,

    Fernanda Barquette

  3. Boa noite

    Poderia me dizer como chegar até Abu Simbel (agências, transportes)?

    Estou indo para lá sozinho e estou com dificuldades de conseguir algum contato e achei um pouco caro pela viator (em torno de 200 $)

    Obrigado …

    • Altier Moulin

      Oi Matheus,

      Eu tive esta mesma dificuldade. A melhor opção que encontrei foi comprar o transporte já em Aswan, cidade que é o ponto de partida para Abu Simbel. Lá, nos hoteis é fácil encontrar transporte em vans no estilo bate e volta, indo pela manhã e retornando à tarde.

      Um abraço.

Escreva um comentário