Descubra o que ver e fazer em Palmas

7

Atualizado em 23 de janeiro de 2017

A capital do Tocantins foi planejada para ter um milhão e meio de habitantes, mas atualmente tem apenas cerca de 280 mil. Com uma população muito abaixo do esperado, a cidade tem imensas áreas vazias e avenidas que parecem ligar nada a lugar nenhum. Mas, mesmo assim, eu tenho certeza de que você vai se amarrar nesta lista de coisas que você deve ver e fazer em Palmas.

É verdade que a maioria dos turistas que chegam aqui quer mesmo explorar o Jalapão, terra de fascinante beleza natural cheia de cachoeiras, piscinas naturais, rios e montanhas. Então, se esse é seu plano, eu sugiro que você leia O melhor roteiro de viagem ao Jalapão.

O que fazer em Palmas

Praça dos Girassóis | Esta praça é a maior da América Latina e a segunda maior do mundo – a primeira fica em Jacarta, na Indonésia. Aqui estão os prédios públicos mais importantes da cidade, como o Palácio Araguaia, sede do governo estadual e vários monumentos que recontam partes da história do Tocantins, como o Memorial Coluna Prestes.

Aqui também estão o lugar da primeira missa celebrada no estado, depois de sua fundação em 1988, um conjunto de esculturas que reverencia os pioneiros, que povoaram e desenvolveram essas terras, e o Centro Geodésico do Brasil, que marca o centro exato do país. Além disso, algo que pode passar despercebido são os desenhos feito no chão da praça. Todas essas figuras identificam as diversas tribos indígenas do Tocantins.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

Palácio Araguaia, a sede do governo estadual.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

Monumento aos pioneiros.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

O local da primeira missa.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

Os desenhos que lembram as etnias indígenas.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

O centro geográfico do Brasil.

Memorial Coluna Prestes | Desenhado por Oscar Niemeyer, esse centro de memória reúne um acervo com fotos e objetos utilizados pela Coluna Prestes, movimento socialista comandado por Luís Carlos Prestes, que teve suas primeiras reuniões em Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul.

Mais do que visitar esse lugar, é importante entender seu simbolismo: a rampa de acesso à escultura de Luís Carlos Prestes tem a forma de uma foice, símbolo do comunismo defendido pelo grupo guerrilheiro. A cor vermelha, que tinge o chão de algumas áreas do memorial, simboliza o sangue dos revolucionários derramado durante o levante.

O prédio tem ainda um pequeno teatro com capacidade para 87 pessoas. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta, das 8h às 18h, e a entrada é gratuita.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

O desenho de Oscar Niemeyer.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

Vista do interior do memorial.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

Objetos usados pelos revolucionários.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

O prédio é cheio de simbolismo.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

A escultura de Luís Carlos Prestes.

Palacinho | Popularmente conhecido como Palacinho, o Museu Histórico do Tocantins funciona na antiga sede do governo, antes da construção do Palácio Araguaia. Aqui, você pode entender melhor o processo de criação e de desenvolvimento do estado.

Monumento aos Dezoito do Forte de Copacabana | Esse belo monumento homenageia uma ação do Movimento Tenentista, que aconteceu no Rio de Janeiro, em 1922. Na tentativa de derrubar o governo aristocrata, civis e militares planejaram um grande ato na então capital do país. Porém, a proposta de revolução comunista não avançou.

O Monumento aos Dezoito do Forte de Copacabana fica em frente ao Memorial Coluna Prestas e, juntos, formam um importante complexo histórico de Palmas.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

O memorial aos Dezoito do Forte.

Feira do 304 Sul | Embora ainda seja muito tradicional na cidade, a Feira do 304 Sul não é mais tão turística como antigamente. Aqui, você vai encontrar algumas barraquinhas de comida regional, mas também comerciantes oferecendo verduras e frutas. A feira acontece nas sextas-feiras, a partir do meio-dia.

Taquaruçu Taquaruçu é um distrito de Palmas e fica a pouco mais de 30 quilômetros do centro da capital tocantinense. Lugar de belezas naturais e de gente hospitaleira, aqui você pode praticar rapel, descer em uma tirolesa e apreciar a vista a partir de mirantes, mas a maioria das pessoas prefere se refrescar nas 82 cachoeiras de Taquaruçu.

Eu conheci duas dessas quedas d’água quando seguia para o Jalapão: a Cachoeira Escorrega Macaco, com 55 metros, e a Cachoeira da Roncadeira, que despenca de um paredão com 70 metros de altura. Veja mais aqui: Conheça as cachoeiras de Taquaruçu.

Praias | O Tocantins está bem longe do mar, mas com o calor que faz aqui eu tenho certeza que você não vai resistir a um mergulho no lago que se formou depois da construção da Hidrelétrica Luiz Eduardo Magalhães.

Com águas claras, calmas e em uma temperatura muito agradável, essas praias de rio são realmente um grande atrativo da cidade. Para saber mais, leia Conheça as agradáveis praias de Palmas.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

A Praia da Graciosa.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

A Praia do Prata.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

Pôr do sol sobre o Rio Tocantins.

Ilha do Canela | Diariamente, muita gente deixa o porto da Praia da Graciosa em direção à Ilha do Canela. Aqui, há muitas barracas que servem petiscos e bebidas da forma mais refrescante que você pode imaginar: as mesas e as cadeiras ficam na beira do lago.

Então, se você quiser aliviar o calor, abuse das praias de areia amarela, caminhe pelo deque de madeira e se permita mergulhar nesta água agradável. Veja mais detalhes em Ilha do Canela, o pequeno oásis de Palmas.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

A gostosa praia da Ilha do Canela.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

Limpa, calma e em uma temperatura super agradável.

Descubra o que ver e fazer em Palmas

A paisagem da Ilha com Palmas no horizonte.

Planeje sua viagem a Palmas

Quando ir | Dá para conhecer Palmas durante todo o ano, mas o melhor período é de maio a outubro, sendo que os meses mais interessantes são de junho a setembro. Outubro é o mês mais quente. As chuvas são mais frequentes entre novembro e abril, mas são raros os dias de chuva constante.

Onde comer | O Restaurante Ecológico é bem rústico, fica já na saída da Palmas e é um dos mais tradicionais da cidade. O almoço custa R$ 27 e você pode se servir à vontade, quantas vezes quiser. Aqui, aproveite para experimentar alguns pratos da região, como o arroz de pequi e a farinha d’água.

Como chegar | O Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues (PMW) atende à cidade de Palmas e é o mais próximo do Jalapão. De ônibus, as principais empresas que operam aqui são a Gontijo, a Expresso União e Transbrasiliana.

Onde ficar | Em Palmas, eu me hospedei no MAC Hotel. Inaugurado recentemente, ele fica no centro, bem perto da Praça dos Girassóis, e tem quartos confortáveis e equipados com ar-condicionado – item essencial no Tocantins – televisão e internet. O café da manhã é básico, mas saboroso. Outro fator importante é que o preço das diárias cabe no nosso bolso. Se preferir, consulte outras opções de hospedagem na cidade.

O que levar | Como aqui faz sol praticamente o ano inteiro, é indispensável trazer protetor solar, roupas leves e um boné ou chapéu.

Minha viagem a Palmas teve o apoio de Cerrado Dourado.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

7 Comentários

  1. Tem também, Taquaruçu, distrito de Palmas. Um vale de cachoeiras, riachos e muitas árvores, além de artesanatos e cultura cabocla interiorana.

Escreva um comentário