A indescritível Cachoeira do Formiga

0

Atualizado em 23 de janeiro de 2017

Se você leu todos os posts que eu escrevi sobre o Jalapão, tenho certeza que já percebeu que essa região é cheia de belas cachoeiras, só que nenhuma delas se compara à Cachoeira do Formiga. Embora seja difícil descrever sua beleza natural, o que eu posso afirmar é que você não vai se cansar de mergulhar no poço de tom verde-esmeralda que se forma das águas que descem da pequena queda.

CLIQUE PARA SABER MAIS SOBRE O JALAPÃO

A piscina de água transparente tem aproximadamente oito metros de diâmetro e quase dois de profundidade máxima, e está cercada por uma vegetação nativa, que alivia o temeroso calor do Jalapão. Justamente por ser uma das mais lindas e mais famosas do deserto brasileiro, é muito difícil encontrá-la vazia. Felizmente, eu tive essa sorte e pude desfrutar de suas águas tranquilamente.

A indescritível Cachoeira do Formiga

A primeira imagem que tenho da Cachoeira do Formiga.

A indescritível Cachoeira do Formiga

O lago tem oito metros de diâmetro e você não vai se cansar de mergulhar aqui.

A indescritível Cachoeira do Formiga

O contraste de cores da Cachoeira do Formiga.

Se do lado de fora você vai se surpreender com a beleza da Cachoeira do Formiga, ao mergulhar de olhos abertos, você vai perceber um incrível contraste de cores: a areia branquinha, as algas verdes e o tom azul formado pelo turbilhão de água dão a esse lugar um colorido sensacional. Se tiver força suficiente para vencer a correnteza, nade até bem perto da queda d’água e ganhe uma massagem natural.

A cachoeira tem esse nome curioso por causa do Rio Formiga. Como outros encantos dessa região, ela fica em uma propriedade particular que pertence a remanescentes de quilombolas, que vivem dentro do Parque Estadual do Jalapão, e é preciso pagar pela visita.

A indescritível Cachoeira do Formiga

Quase que não dá para acreditar, não é?

A indescritível Cachoeira do Formiga

Apesar de pequena, a cachoeira tem muita força.

A indescritível Cachoeira do Formiga

Uma massagem natural.

Programe sua visita à Cachoeira do Formiga

Quanto custa | A entrada na Cachoeira do Formiga custa R$ 20. Se quiser ficar acampado por aqui, você terá que pagar uma taxa de R$ 30, por dia e por pessoa.

Quem leva | Eu viajei com a Cerrado Dourado e percebi que o serviço deles é um dos melhores do Jalapão. O veículo tem ar-condicionado, é confortável e espaçoso. As pousadas e as paradas para almoço e jantar são escolhidas pela qualidade. As informações e as dicas do guia também foram essenciais para que eu entendesse melhor esse lugar.

Quando ir | A cachoeira pode ser visitada durante todo o ano, mas nos meses mais chuvosos – de novembro a abril – a água fica um pouco mais turva.

Dá para conhecer o Jalapão durante todo o ano, mas o melhor período é de maio a outubro, sendo que os meses mais interessantes são de junho a setembro. Outubro é o mês mais quente. Em julho e nos feriados, a chance de encontrar os atrativos lotados é maior.

Como chegar | A Cachoeira do Formiga fica a cerca de 30 quilômetros de Mateiros. O acesso é feito pela rodovia TO-110, que vai para São Félix do Tocantins. Todo o trecho não tem calçamento e, por isso, eu sugiro usar veículos 4×4 e estar acompanhado de um guia local.

Vai alugar um carro?

Muitos turistas que tentam visitar o Jalapão de forma independente acabam não aproveitando todos os atrativos e, na maioria das vezes, têm o carro atolado. Os problemas são tão frequentes que muitas locadoras de Palmas se recusam a alugar veículos para turistas que têm como destino o Jalapão. A justificativa é que, em caso de pane ou de acidentes, o guincho do seguro não chega aqui. Por isso, a melhor forma de chegar ao Jalapão é contratando uma agência que conheça bem a região.

A indescritível Cachoeira do Formiga

A entrada da comunidade quilombola onde está a cachoeira.

Para planejar melhor sua viagem, leia Como é viajar pelo Jalapão de carro.

Onde ficar | Eu me hospedei na Pousada Águas do Jalapão, em Ponte Alta do Tocantins, e na Pousada Santa Helena, em Mateiros, mas é importante lembrar que a escolha dos locais de hospedagem varia de acordo com a disponibilidade.

Em Palmas, eu me hospedei no MAC Hotel. Inaugurado recentemente, ele fica no centro, bem perto da Praça dos Girassóis, e tem quartos confortáveis e equipados com ar-condicionado – item essencial no Tocantins – televisão e internet. O café da manhã é básico, mas saboroso. Outro fator importante é que o preço das diárias cabe no nosso bolso. Se preferir, consulte outras opções de hospedagem na cidade.

O que levar | Para mergulhar na Cachoeira do Formiga é ideal ter uma máscara e um esnórquel. Como aqui faz sol praticamente o ano inteiro, é indispensável trazer protetor solar, roupas leves e um boné ou chapéu. Repelente de insetos, sandálias, tênis confortável e uma garrafinha de água também devem estar em sua bagagem.

Minha viagem teve o patrocínio de Cerrado Dourado.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário