Dinheiro em Cuba: câmbio, taxas e saques

0

Atualizado em 14 de junho de 2017

Antes de dar o próximo passo para sua viagem, gaste um tempo para entender como funciona o dinheiro em Cuba. O país tem duas moedas oficias: o peso cubano (CUP), que é usado por quem vive no país, e o peso convertível (CUC), usado por turistas.

Essa estratégia adotada pelo governo revolucionário em 1994, afeta diretamente o nosso bolso, já que o CUC é, praticamente, equivalente ao euro. Você vai ver isso nos comércios locais, nos hotéis, no táxi e em qualquer outro serviço – com raras exceções – onde a cotação será de um para um (EUR 1 = CUC 1).

O dólar não é muito bem aceito em Cuba, já que os cubanos têm dificuldade de trocá-lo por causa do embargo econômico norte-americano. Além disso, o dólar tem um imposto de 13% sobre a venda. Isso significa que a moeda sempre será desvalorizada em relação ao CUC. Eu cheguei a ver a assustadora cotação de USD 1 = CUC 0,87.

Como o real não é aceito em Cuba, a melhor opção é levar euros e trocar por CUC na chegada ao país. Ah, e não adianta ficar procurando qual casa de câmbio – as cadecas, como são chamadas aqui – têm a melhor cotação, pois todas são governamentais e os valores são tabelados. Eu consegui uma cotação relativamente boa, de EUR 1 = CUC 1,05.

Dinheiro em Cuba: câmbio, taxas e saques

Notas do peso convertível, o CUC.

Tenha pesos cubanos no bolso

Uma coisa que eu percebi logo no primeiro dia, é que para economizar dinheiro em Cuba, você precisa ter no bolso algumas notas e moedas de CUP, chamada de moneda nacional. O CUP, como eu já expliquei, é o dinheiro usado pelos cubanos e isso significa que, tendo esta moeda, você poderá comprar as mercadorias nos mesmos locais e com os mesmos preços que eles.

Nas padarias, nos mercados e nas barraquinhas de rua, por exemplo, você poderá pagar em CUP. Tudo mais barato e do melhor jeito cubano.

Só tem um problema: você não pode, oficialmente, trocar esta moeda nas casas de câmbio. Então, quando for fazer alguma compra em mercados locais, peça o troco em CUP. Não precisa ser muito. Com cem pesos cubanos você sobrevive vários dias, dependendo do que comprar, claro.

Dinheiro em Cuba: câmbio, taxas e saques

Notas e moedas do peso cubano, o CUP.

Cartões e saques de dinheiro em Cuba

É muito importante saber que Cuba é um país onde tudo se faz com dinheiro, então esqueça o cartão de crédito, já que são bem poucos os lugares que aceitam o pagamento com tarjeta. Isso pode acontecer até mesmo em cidades mais turísticas, como Varadero, Cayo Largo e Cayo Guillermo, por exemplo.

Em algumas lojas, onde, supostamente, você poderia pagar com cartão, os atendentes quase sempre alegam que a máquina não está funcionando. Isso é compreensível, já que Cuba é um país onde a conexão com a internet ainda não é universalizada.

Há, também, poucos caixas eletrônicos para consultas de saldo e saques de dinheiro em Cuba. Esses raros maquinários, quando encontrados, colecionam filas e, provavelmente, você terá que esperar um pouco para conseguir seu dinheiro.

Dinheiro em Cuba: câmbio, taxas e saques

Recibo da troca de moedas.

Na maioria das cidades, os bancos funcionam de segunda a sexta, das 9h às 15h. O comércio funciona de segunda a sábado, das 9h às 17h. Algumas lojas abrem aos domingos, das 9h às 12h. Restaurantes, de forma geral, abrem às 10h30 e fecham às 23h. Sistemas de pagamento online, como Paypal, não funcionam no país.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário