Como é visitar o Templo de Luxor

2

Atualizado em 1 de julho de 2017

Depois de conhecer o Templo de Karnak, o maior de todo o Egito, é hora de visitar o Templo de Luxor, que também fica na margem leste do Rio Nilo. Considerada a obra-prima do faraó Ramsés II, sua imagem está espalhada por todos os cantos: logo na entrada estão quatro estátuas dele, sendo que uma foi danificada restando apenas a cabeça.

Na porta principal, há um gigante obelisco construído em uma única peça. O outro, que deveria estar à esquerda, foi oferecido ao governo francês como presente por ter ajudado na reconstrução dos templos de Abu Simbel e, atualmente, está na Place de la Concorde, em Paris.

O Templo de Luxor foi descoberto enterrado nas areias do deserto do Saara em 1884, e as escavações e buscas arqueológicas duraram até 1960. Os resultados dessas muitas pesquisas mostram que ele resistiu a vários períodos históricos, e que a sua construção só foi concluída já no período muçulmano. Por isso, aqui dentro funciona uma mesquita que foi construída nas próprias ruínas do templo, fato único em todo o país.

Como é visitar o Templo de Luxor

A cabeça de Ramsés II foi o que restou de uma das estátuas.

Como é visitar o Templo de Luxor

O pátio com as estátuas de Ramsés II.

Como é visitar o Templo de Luxor

Mesquita construída sobre as ruínas do Templo de Luxor.

Como é visitar o Templo de Luxor

Anoitecer dentro do Templo de Luxor.

Construído em grande parte durante o reinado dos faraós Amenhotep III e Ramsés II, desde 1979 o complexo de Karnak, incluindo as ruínas do templo de Luxor e a necrópole de Tebas, é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, e uma visita aqui vai rapidamente lhe conduzir ao passado.

Com a ajuda da explicação de um guia, você vai entender que o templo era cercado de casas e comércios que agora estão soterrados sob a cidade moderna. Embora seja menos complexo do que Karnak, é no Templo de Luxor que vemos com mais clareza o que restou da avenida de esfinges que ligava os dois templos, distantes a três quilômetros.

Todo o Templo de Luxor é realmente fantástico, mas eu considero o pátio onde estão as colunas de Amenhotep III a parte mais bonita e impressionante, digna de sua apreciação por alguns minutos. E, claro, as esfinges da avenida que ligava os templos também merecem ser ser vistas com calma, sem pressa.

Como é visitar o Templo de Luxor

As colunas do pátio de Amenhotep III.

Como é visitar o Templo de Luxor

As esfinges que ligam Luxor ao Templo de Karnak.

Planeje sua visita ao Templo de Luxor

Quanto custa | A entrada no Templo de Luxor custa, atualmente, EGP 60 e estudantes pagam EGP 30.

Quando ir | A visita pode ser feita todos os dias do ano, das 6h às 21h. Entretanto, eu aconselho você a visitar o Templo de Luxor no início do dia, quando ainda está mais vazio, ou no final da tarde, quando as luzes são acesas.

O melhor período para visitar o Egito é de outubro a maio, quando as temperaturas não são muito agressivas. Nos outros quatro meses – junho, julho, agosto e setembro –, é verão no Egito e as temperaturas muitas vezes podem chegar perto dos 50 graus, principalmente em Luxor, Aswan e em outras partes do sul do país. Apesar do calor, é nessa época que dá para ver o país sem aqueles milhões de turistas.

Nos feriados de fim de ano e na Páscoa, tudo fica muito mais tumultuado por causa dos turistas europeus que chegam aqui com frequência – principalmente para fazer um cruzeiro pelo Rio Nilo.

Como chegar | Para chegar a Luxor, cidade a 700 quilômetros do Cairo, você pode fazer a viagem de trem. Todos os detalhes eu conto neste post: O trem para Luxor e Aswan. O Templo de Luxor fica na margem leste do Rio Nilo, e daqui partem micro-ônibus que fazem o trajeto até o Centro. Basicamente usado por moradores locais, esses veículos não têm muito conforto, e por isso são bem baratos: a passagem custa EGP 0,50.

A maneira mais cômoda de fazer a visita é contratando um passeio com traslado e guia incluso, mas avalie bem o preço que vão lhe cobrar. Uma boa opção é consultar a recepção de seu hotel.

Como é visitar o Templo de Luxor

No pátio das estátuas de Ramsés II.

Onde ficar | Luxor é destino de muitos turistas do mundo todo – principalmente europeus e asiáticos –, e a oferta de hospedagem aqui é bem ampla: vai de resorts à beira do Rio Nilo até hostels baratinhos. Veja as melhores opções disponíveis na cidade.

Visto | Brasileiros precisam de visto para entrar no Egito. Mas o processo é simples e rápido. Todos os detalhes que você precisa saber estão aqui: Como solicitar o visto para o Egito.

Comida e Costumes | Se você nunca viajou para um país árabe, é importante saber um pouco da cultura para minimizar o impacto. Eu escrevi sobre algumas experiências que tive no post Costumes e comida do Egito.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

2 Comentários

  1. Eu super me interessei pra conhecer Luxor, como ainda não conheço um País árabe , achei bacana seus relatos, fiquei fascinando por tudo.

Escreva um comentário

Inline
Inline