Colômbia passa a exigir vacina contra febre amarela

0

Atualizado em 17 de agosto de 2017

Quem estiver de viagem programada para a Colômbia tem que ser vacinado contra a febre amarela. Desde abril, a vacina que era apenas indicada para regiões com ocorrência da doença, passou a ser obrigatória para todos os turistas brasileiros, independentemente da cidade para onde estão viajando.

O comunicado foi emitido pelo Ministério da Saúde e Proteção Social colombiano e determina que as companhias aéreas solicitem o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP) no momento do check-in, antes do embarque, como instrui a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Essa regra vale para todos os brasileiros que estiverem viajando para a Colômbia, independentemente do país onde o voo fará conexão. Se você já estiver fora do Brasil e decidir visitar as terras colombianas, também será preciso apresentar o CIVP. Entretanto, para viagens dentro do país, não será necessário apresentar o comprovante de vacinação.

Com base nesta nova regra, as companhias aéreas poderão negar o embargue de passageiros que não apresentarem o certificado de vacinação de febre amarela como, agora, é exigido.

Casos particulares

As únicas exceções valem para crianças menores de um ano de idade, mulheres grávidas, pessoas com doenças graves decorrentes de imunodeficiência ou com mais de 60 anos, entre outros casos, que não precisarão apresentar o comprovante de vacinação. De qualquer forma, é muito importante confirmar as exigências aplicadas pela companhia aérea no momento da compra da passagem.

Veja um trecho do comunicado oficial emitido governo colombiano.

“A fim de manter a segurança sanitária nacional, e tendo em conta a alta mobilidade da população das repúblicas do Brasil, do Peru e de outros países com circulação de febre amarela, e no contexto do atual do surto de febre amarela, foram realizadas várias reuniões intersetoriais que levaram o país a se preparar para um possível surto da doença. Como resultado deste trabalho, se expediu um comunicado conjunto com a Aerocivil, 014 de 2017, que define as diretrizes para o controle da febre amarela e requisitos de certificação internacional”.

A vacina deve ser tomada, pelo menos, dez dias antes da viagem, e a solicitação do comprovante internacional é feito na Anvisa. A vacina e o CIPV são gratuitos. Para saber mais, leia: Como solicitar o certificado de vacinação.

Foto: Universidad de Navarra

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário

Inline
Inline