Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

0

Atualizado em 19 de setembro de 2017

Antes mesmo de sair do Brasil, eu já tinha ouvido falar da Playa Sirena, em Cayo Largo del Sur. As referências que tinha eram de que a praia é simplesmente espetacular, imperdível e que, portanto, não poderia ficar de fora do meu roteiro.

Só que essa praia fica longe da ilha principal de Cuba, e a única forma de chegar aqui é de avião, sobrevoando o glorioso mar do Caribe. Até então, nenhum problema, mas isso tudo contribuiu para que a ansiedade aumentasse e, assim, nesse estado de total suspense, chego a Playa Sirena.

Na verdade, minha parada nesta praia acontece durante um passeio de catamarã que nos leva a vários lugares incríveis, como você vê em: A Ilha das Iguanas em Cayo Largo e Playa Paraiso, uma das melhores do mundo.

Playa Sirena

O barco para no pequeno píer na parte de trás da Praia da Sereia – traduzindo para o português -, numa espécie de baía com a água verdinha, que só de olhar nos alegra. Aqui, funciona uma grande barraca – um restaurante, na verdade – que se esparrama por diversas direções sobre areia.

Sem hotéis por perto, um conjunto de coqueiros plantados em fileira completa o cenário de areia branca e fofa, com o mar azul intenso ao fundo. O sol, em Cuba, é sempre muito quente e para isso o restaurante coloca barracas e espreguiçadeiras na areia, bem perto da praia, e cobra CUC 2 pelo uso.

Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

A bela paisagem da Playa Sirena.

Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

Dá para acreditar na cor desse mar?

A praia se estende por dois quilômetros e suas ondas pequenas – resultado da ausência de fortes ventos – são ideais para a gente relaxar na água quentinha e para crianças brincarem sem preocupação.

Eu preferi ficar jogado na areia curtindo a praia, mas, por aqui, você pode fazer esnórquel, windsurfe e andar de caiaque. É só procurar um dos atendentes do restaurante e se informar sobre o aluguel dos equipamentos.

Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

Coqueiros, areia clara e mar azul. O cenário perfeito do Caribe.

Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

Você pode alugar barracas para passar o dia aqui.

Quem quiser, ainda pode nadar com golfinhos no delfinario que funciona na praia. Infelizmente, quando estive na Playa Sirena as atividades estavam suspensas por tempo indeterminado.

O uso de roupas é obrigatório na Playa Sirena, mas em sua vizinha, Playa Paraiso, o uso de trajes de banho é opcional, embora eu não tenha visto nada além de mulheres fazendo topless, já que o pessoal que curte o naturismo fica mais para o lado oriental da praia. Isso eu explico em: Playa Paraiso, uma das melhores do mundo.

Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

O píer onde desembarcamos.

Planeje sua vista à Playa Sirena

Quanto custa | O passeio de catamarã para a Playa Sirena, que também faz paradas em vários outros lugares, custa CUC 48. Se quiser passar apenas um dia em Cayo Largo, o pacote que inclui as passagens aéreas de ida e volta, saindo de Havana, o passeio, os traslados, o almoço e todas as bebidas, custa CUC 229. A partida acontece por volta das 4h e o retorno é depois das 20h. O restaurante da Playa Sirena funciona das 8h às 17h.

Se quiser ir de forma independente, será preciso pagar cerca de CUC 160, pelos voos de ida e volta, e uma diária no Hotel Pelicano, por exemplo, custa CUC 237, por pessoa. Um táxi do centro – chamado de Pueblo – até a Playa Sirena custa cerca de CUC 10, e daqui até a Playa Paraíso, mais CUC 10.

Entenda como funciona o câmbio no país em: Dinheiro em Cuba: câmbio, taxas e saques.

Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

O meu almoço no Bar Playa Sirena.

Quando ir | A alta temporada vai de dezembro a março, quando os preços ficam mais altos e os hotéis mais lotados. Julho e agosto são os meses mais quentes e o calor é insuportável.

A temporada de furacões vai de junho a novembro, mas claro que isso não significa que vai ter furacão. Na prática, essa temporada significa que começou o período de alerta contra furacões e, portanto, governos e população devem ficar atentos.

Veja outros detalhes em: Escolha quando viajar para Cuba.

Cayo Largo: a imperdível Playa Sirena

O bar tem uma boa infraestrutura, incluindo restaurante e chuveiros.

Quem leva | A Cubatur tem exclusividade nos passeios de Cayo Largo, por isso, os preços são tabelados e é impossível conseguir um desconto. Para contratar, você deverá ir até uma das agências ou procurar um balcão da empresa nos principais hotéis do país. Eu explico como são esses serviços em: Como funcionam as agências de viagem em Cuba.

Como chegar | A única forma de chegar a Cayo Largo é de avião. O Aeroporto Internacional Vilo Acuña (CYO) é bem pequeno, mas tem serviços básicos. A Aerogaviota é principal companhia que opera aqui, mas para comprar a passagem, você precisará procurar a Cubatur, já que os voos são fretados pela empresa. As aeronaves partem do Aeroporto de Havana (UPB), que fica na Praia de Baracoa, a 30 quilômetros do Centro, e a viagem dura cerca de 30 minutos.

Para ver mais detalhes, leia: Como chegar a Cayo Largo.

Para chegar à Playa Sirena, você deve contratar um passeio de catamarã ou tomar um táxi saindo do Pueblo. As embarcações saem do píer de Cayo Largo e a viagem demora cerca de 30 minutos.

O Aeroporto Internacional José Martí (HAV) fica em Havana e é a principal porta de entrada de Cuba. Não há voos direto do Brasil para cá, e as empresas mais utilizadas por brasileiros são a Copa Airlines, que faz paradas no Panamá, e a Avianca, que faz escala na Colômbia. Aproveite para comprar passagens aereas.

Onde ficar | Há inúmeros hotéis em Cayo Largo e, como a ilha é pequena, a sua escolha deverá levar em conta as comodidades oferecidas. Você pode ver a lista completa de hotéis aqui.

A ilha é estreitamente turística e não há moradores: as pessoas chegam para trabalhar e passam uma temporada de 20 dias. Isso significa que não há vida além dos resorts e o que encontramos no pequeno centro o são restaurantes e lojas para turistas.

O que levar | Como esta é uma paisagem natural, há bastante mosquito e, por isso é indispensável usar repelente. Protetor solar e óculos de sol também são itens básicos. Eu ainda aconselho trazer água, lanches rápidos e uma muda de roupa para trocar na volta.

Visto e documentos | Brasileiros necessitam de visto para entrar em Cuba. Além disso, você vai precisar do seguro viagem, do certificado de vacinação contra febre amarela e do comprovante de onde ficará hospedado. Eu explico esses detalhes em: Como comprar o visto para Cuba.

Seguro viagem | O seguro viagem é obrigatório para quem pretende ir a Cuba. Sem ele, você será impedido de entrar no país. Veja como comprar seu seguro com desconto.

Informações importantes | Cuba é um país muito peculiar e ainda pouco conhecido em sua diversidade. Muito mais do que é divulgado na mídia, o país possui regras próprias e bem diferentes do resto do mundo: como ter uma moeda exclusiva para turistas. Antes de viajar, eu sugiro que você leia: Viagem a Cuba: informações essenciais.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário

Inline
Inline